São José do Rio Preto – Curta Teatro 2014 ocupa diferentes locais

28 de julho de 2014 | Por admin

Francine Moreno

Um duelo de habilidades é travado entre o gato Miato e o Dom Ratão para disputar o coração da barata Floripe, a mais bela de todo o reino. Essa é a história central de “O Casório”, mini peça da Cia. Varal de Varanda, que integra a programação do Curta Teatro Ocupe 2014, evento que tem o intuito de ser um campo de atualização sobre a produção rio-pretense nas artes cênicas, e que apresenta montagens de curta duração, executadas no tempo máximo de 20 minutos.

Nesta edição, o Curta traz cinco projetos de artistas e grupos vinculados à Associação dos Artistas, Técnicos, Produtores e Gestores de Cultura de Rio Preto e Região (Associart), que realiza a mostra. As propostas foram avaliadas pelo diretor e ator Eduardo Catanozi. Além de “O Casório”, o Curta selecionou os projetos “Colecionador de Histórias”, do Núcleo de Artes Cênicas AD, “Para uma Avenca Partindo”, da Minha Nossa Companhia, “A Pequena Sonhadora”, da Cia.

Ir e Vir, e “Supremacia”, da Cia. Nuvem de Calças. Todos os grupos selecionados são de Rio Preto. Clarissa Maria, que dirige o projeto “Colecionador de Histórias”, diz que o trabalho já havia estreado em 2012, como exercício cênico. Agora, numa versão maior, mas ainda de curta duração, ela conta com Rafael Motta e Clara Honis no elenco. “Apresentar o curta é o primeiro passo para tentar projetos maiores. Nosso objetivo é dar continuidade ao processo”, revela.

Guilherme Hernandes, nome por trás do projeto “O Casório”, revela que a produção se deu a partir de uma pesquisa de máscaras que o grupo está desenvolvendo. “Esta é a conclusão da primeira etapa de muitas”, revela. Para ele, participar do evento é motivador. “Acaba colaborando também com a formação cultural de Rio Preto”, acredita. Por meio do Curta, será a primeira vez que o grupo abre as portas da sede para o público.

Nesta edição, não há abertura, nem encerramento oficial. O festival começa e encerra sua programação com apresentações dos espetáculos selecionados. “O diferencial será que cada grupo apresentará duas vezes seu curta, com entrada aberta ao público”, revela Drica Sanches, coordenadora do Curta Teatro. O evento tem início domingo, 27, às 19 horas, na sede da Cia. Varal da Varanda e segue até o dia 31 de julho. (veja programação completa no quadro).

Uma das novidades da edição 2014 é que os grupos puderam indicar o local para a montagem ser apresentada. “A proposta é intervir no cotidiano da cidade, além de provocar o olhar do espectador para locais pouco observados e, com isso, ampliar as possibilidades de criação, disseminar o teatro em diferentes pontos da cidade”, afirma Drica.

Desde 2009, o Curta não oferece mais premiação, apenas ajuda de custo para montagem, que, neste ano, é de R$ 1 mil para cada grupo. O orçamento deste ano ainda não foi fechado. Em 2013, a programação do Curta foi além das apresentações e contou com atividades formativas. Neste ano, o formato é outro, segundo Drica. “Embora não haja as atividades formativas convencionais, que ao nosso entendimento não despertam mais grande interesse dos artistas, haverá atividades de formação e troca, por meio dos debates, que acontecerão sempre após a primeira sessão do grupo selecionado.”

Segundo Drica, a atividade servirá de reflexão e de contribuição para a segunda apresentação. “Portanto, teremos um formato de análise e aplicação do conteúdo mais dinâmico, ou seja, o grupo colocará as impressões do debatedor e do público em experimentação dentro do próprio Curta. Entendemos ser este um formato original, criativo e potente.”

O debatedor convidado nesta edição é o uruguaio Pablo Benitez Tiscornia, que desenvolve pesquisa acerca do teatro contemporâneo. “O fato de ser uruguaio não pesou em nada.” O evento, em 2014, abriu inscrições apenas para grupos e artistas associados à Associart. “Somos uma associação privada e entendemos que devemos fortalecer os artistas interessados em fazer parte da instituição. O associativismo é a melhor forma de crescimento de uma categoria e, infelizmente, Rio Preto tem muita dificuldade de perceber isso”, afirma.

Programação

Hoje

:: 19h – O Casório
:: Local: Varal da Varanda
:: 20h – Supremacia
:: Local: Fábrica de Sonhos

Amanhã

:: 19h – Colecionador de Histórias
:: Local: Casa de Cultura
:: 20h – A Pequena Sonhadora
:: Local: Fábrica de Sonhos

Terça-feira

:: 19h – Para Uma Avenca Partindo
:: Local: Garagem do Expresso Itamarati
:: 20h – Supremacia
:: Local: Fábrica de Sonhos

Quarta-feira

:: 19h – O Casório
:: Local: Varal da Varanda
:: 20h – A Pequena Sonhadora
:: Local: Fábrica de Sonhos

Quinta-feira

:: 19h – Colecionador de Histórias
:: Local: Casa de Cultura
:: 20h – Para Uma Avenca Partindo
:: Local: Terminal Rodoviário de Rio Preto

Locais de apresentações

:: Sede da Cia. Varal de Varanda – Rua Marechal Deodoro, 2.262, Boa Vista
:: Fábrica de Sonhos – Espaço Cultural – Rua Pedro Demonte, 136, Jardim Alto Alegre
:: Casa de Cultura Dinorath do Valle – Praça Cacilda Becker – Vila Universitária
:: Agência do Expresso Itamarati – Rua General Glicério, 4.613, Redentora
:: Terminal Rodoviário – Rua Pedro Amaral – Centro

Serviço

Curta Teatro Ocupe 2014. De hoje até dia 31 de julho, em vários locais de Rio Preto. Gratuito

Fonte: Diário Web

Certificados e Prêmios



Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara