O VOLUNTARIADO DO BEM, SEMPRE.

9 de agosto de 2011 | Por cemara

” O que fazemos por nós mesmos morre conosco, o que fazemos pelos outros permanece, e é eterno.”

Solidariedade… É uma palavra diferente…… E que incomoda um pouco….
Incomoda porque embora seja difícil de pronunciar, é o seu verdadeiro significado que “faz mexer”…
Fundamenta-se em valores que não conseguimos quantificar por maior que seja o número em euros ou dólares (ou a falta deles).
Mas o que é a Solidariedade? O que é ser solidário ?
Lanço o desafio de lerem esta mensagem até ao fim. Apenas isso.
Ser solidário é :
Acima de tudo, respeitar, incondicionalmente tudo o que nos rodeia…
Sentir a necessidade de partilhar…
Perceber que as diferenças só existem porque é mais fácil criar distâncias do que gerir dificuldades…
Sentir que é possível mudar, o que está errado e que para isso basta acreditar…
Querer ir mais além, é ser mais alto interiormente, é ser maior de coração…
Perceber que a alegria de dar é indiscutivelmente superior à de receber…
Estender a mão, sem olhar à cor, ao sexo, ao estatuto social (ou à falta dele)
Isto tudo parece utópico?
Um romance com final feliz?
Não é, garanto  a vocês!Apenas defendo, porque acredito, que a interiorização de um sentimento deste, torna-nos  “pessoas melhores “…
E Solidariedade só quando é Natal?
Ou quando a Natureza “avisa” que ainda manda nisto tudo?
NÃO!!! NATAL É QUANDO UM HOMEM QUISER!!!
Ser solidários, quando percebermos que é possível fazer alguma coisa, dizer NÃO, ao egoísmo em que todos vivemos, ao nosso fácil acomodamento, face à miséria, à solidão; à injustiça social e a tantas coisas mais…
É mais fácil pensar que não é conosco se algo de profundamente errado e injusto se passa ao nosso lado:
– Sabia que há pessoas passando fome?
– Sabia que há crianças com apenas poucos meses que vivem em carros abandonados?
– Sabia que há crianças que têm como companheiros de brincadeiras, nos seus “pseudo-quartos”, baratas e até cobras?
– Sabia que há famílias como a minha e como a sua que vivem em currais de porcos e outras  “habitações afins”?
– Sabia que pode-se morrer de solidão?
Se não sabia, ficou sabendo que tudo isto é real e que se passa bem mais perto do que pensa… AINDA ASSIM, CONSEGUE SENTIR-SE UMA PESSOA FELIZ?
Vivemos num mundo de quimeras adiadas, frustradas e cansadas…
Completamente mergulhados numa vida egocêntrica, que nos condena irreversivelmente à solidão. Acredita que podemos mudar isto?
Eu acredito, porque afinal a DISTÂNCIA É A DE UM PASSO.

 

Fonte:

http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=19723#ixzz1TIvpUNU6
http://www.newsdoplaneta.com.br

Certificados e Prêmios



Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara