Método infalível para instalar a caixa d’água

18 de outubro de 2019 | Por cemara

Há muito tempo a instalação de caixa d’água deixou de ser item de luxo nas construções e tornou-se essencial. No entanto, ao escolher instalar o reservatório, é necessário estar atento ao modelo ideal que irá atender a necessidade da sua família.

Confira as dicas da Cemara para você!

 

Por que optar por uma caixa d’água?

Ter fornecimento ininterrupto de água é o objetivo principal de quem escolhe instalar o reservatório no imóvel. Às vezes, o fornecimento de água é interrompido momentaneamente pela rede de distribuição e causa problemas para os moradores. Esse imprevisto pode ser contornado ao ter uma instalação de caixa d’água na residência.

Outros motivos para optar pela instalação são:

  • Diminuir a pressão da água que chega da rua
  • Tornar o uso mais econômico
  • Evitar sobrecarga nas tubulações internas

 

Qual é o modelo indicado para a minha casa?

Atualmente, são diversos os tipos, materiais e modelos de reservatórios que existem no mercado. Os mais comuns são de polietileno, mas há grande procura por outros materiais, como fibra de vidro e aço inox.

Contudo, o que fará diferença em sua residência é o tamanho da caixa d’água. Os modelos podem variar de 500 a 15 mil litros de capacidade. É importante saber o tamanho ideal para nunca faltar água – e nem sobrar em abundância.

Para determinar qual comprar, leve em consideração: quantas pessoas moram na residência e quantos dias de reserva a caixa d’água será capaz de armazenar. Faça a conta:

Número de pessoas da casa x média em litros de água utilizado por cada pessoa diariamente (150) x dias de reserva = tamanho ideal.

Em uma casa de duas pessoas, para 3 dias de reserva, a conta ficaria da seguinte maneira:

2 x 150 x 3 = 900 litros.

Com o resultado em mãos, fica mais fácil na hora de optar por qual o tamanho de reservatório escolher.

 

Como instalar a caixa d’água?

Após definir as características essenciais para a escolha do reservatório, inicia o processo de instalação. Não há segredos. A instalação é simples, mas os detalhes são o que compõem o método infalível para aumentar a vida útil e o bom funcionamento da caixa d’água.

Confira, em 3 passos, como fazer a instalação correta para evitar problemas no futuro:

Passo 1: escolha do local

O espaço para assentamento da caixa d’água deve ser plano, liso e nivelado. É necessário que tenha tamanho suficiente para acomodar o reservatório e deixar “respiros” de, no mínimo, 60 cm ao redor, para facilitar a limpeza e a manutenção.

Passo 2: utilização de ferramentas corretas

Leia o manual do produto e respeite as indicações. Utilize a furadeira, a broca e lixa indicadas pelo fabricante. Seguir este detalhe garantirá um bom acabamento estético e evitará rebarba, que pode impedir o encaixe correto da tubulação.

Peça 3: uso correto das tubulações

A caixa d’água conta com quatro tubulações. São elas:

  • Entrada, que alimenta o reservatório
  • Saída, que distribui a água para a residência
  • Extravasor (“ladrão”), que evita que a caixa transborde
  • Limpeza, para escoamento da água depois da manutenção

Cada uma delas deve ser inserida no local correto, de acordo com a indicação no manual do reservatório escolhido. Preze por conexões e registros de alta qualidade, pois são eles que irão garantir o bom funcionamento da instalação.

Ao tomar esses cuidados simples, você evita dor de cabeça no futuro.

Gostou dessa matéria?

Quer ter acesso a mais dicas como essas? Acesse o nosso blog! Semanalmente há conteúdo novo e exclusivo para você, amigo Cemara!

Fonte: Casa do Construtor < https://info.casadoconstrutor.com.br >

Certificados e Prêmios



Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara