Jovens da MPB se destacam no FEM 2015

10 de março de 2015 | Por admin

Representantes da nova geração da música popular brasileira foram os grandes destaques da 10ª edição do Festival Nacional de MPB “Vinicius Nucci Cucolichio” (FEM), que teve sua final realizada na noite de domingo, no Teatro Municipal “Humberto Sinibaldi Neto”.

A campeã da noite, a canção “Ame”, é uma das composições do jovem cuiabano Paulo Monarco que estão despontando nos principais festivais do País. Criada em parceria com Kleuber Garcêz, a música foi apresentada no FEM 2015 por Monarco e a cantora Dandara.

Juntos há quase dois anos, eles rodam o Brasil com o show “Dois Tempos de um Lugar”, cujas músicas do repertório ganharão um registro em estúdio neste ano.
“Ame” tem uma representação forte para Monarco e Dandara, pois foi a primeira música que eles cantaram juntos.

Já o disco que será lançado pelos dois traz parcerias do cuiabano com compositores de diferentes regiões do País, entre eles Zeca Baleiro. O segundo lugar do FEM 2015 também foi para um nome jovem da MPB, o sergipano João Ventura, que se apresentou no festival rio-pretense com a canção “Zero a Três”.

Ventura é mestre em piano erudito, mas é por meio da música popular que ele vem conquistando elogios da crítica e marcando presença em festivais brasileiros. Já o terceiro colocado do FEM 2015 é um veterano dos festivais: o mineiro Valmir Ribeiro de Carvalho, conhecido na cena nacional como Bilora.

Em Rio Preto, ele apresentou a música “Contramão”. Ao longo de sua carreira, Bilora conquistou mais de 70 prêmios, com destaque para o terceiro lugar no Festival da Música Brasileira, realizado em 2000, pela Rede Globo.

Pratas da casa

Dois rio-pretenses já bastante conhecidos da cena local figuram entre os premiados do FEM 2015: a cantora Fernanda Vital e o músico Luís Dillah.
À frente da Varal de Renda, Fernanda apresentou a música “Um Ponto Logo ao Sul do Equador”, composição de Rafael Marcheto e Ubiratan do Brasil que lhe garantiu o prêmio de melhor intérprete.

“Foi muito surpreendente, pois o festival contou com intérpretes com vários anos de estrada. O prêmio é um sinalizador de que a nossa música tocou as pessoas. A mensagem foi passada”, celebra Fernanda. “Um Ponto Logo ao Sul do Equador” é uma das faixas do disco de estreia da Varal de Renda, cujo lançamento será feito ainda neste semestre.

Interpretando “Coração Estradeiro”, uma parceria com a compositora Valéria Pisauro, de Campinas, Dillah ficou com a aclamação popular do FEM – algo que está se tornando corriqueiro na carreira do músico rio-pretense. Esta é a quarta conquista de “Coração Estradeiro” em festivais.

A música também recebeu uma aclamação popular no Festival Nacional da Canção (Fenac), em Minas Gerais, além do segundo lugar em Catalão (GO) e o prêmio de melhor letra em Pinheiros (ES). Em entrevista ao Diário, Dillah destacou a troca entre os músicos como a maior conquista do festival.

“Eventos como este geram parcerias inusitadas e abrem espaço para a disseminação da nossa arte. Os festivais conseguem reunir diferentes gerações da música brasileira. Sempre é uma oportunidade única”, elogia.

Os premiados do festival rio-pretense

1º lugar

:: Ame – De Paulo Monarco e Kleuber Garcêz (CuiabáMT)

2º lugar

:: Zero a três – De João Ventura (Aracaju-SE)

3º lugar

:: Contrmão – De Bilora (Contagem-MG)

Aclamação do público

:: Luís Dillah e Valéria Pisauro (Rio Preto-SP) por Coração Estradeiro

Melhor intérprete

:: Fernanda Vital (Rio Preto-SP) por Um ponto logo ao Sul do Equador

Melhor letra

:: Tristeza do Aurélio – De Alana Moraes, Gabriel Selvage e Gilberto Lamaison (São Paulo-SP)

Prêmio do júri

:: Lory Ferreira, organizador e curador do FEM 2015

Jurados

:: Clóvis Guerra (Avaré)
:: Reynaldo Bessa (São Paulo)
:: Fernando Hernandes (Rio Preto)
:: Luizinho Ribeiro (Rio Preto)

Veja o videoclipe da música vencedora

Fonte: Diario Web 

Certificados e Prêmios



Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara