Financiamento de terreno através de carta de crédito SBPE

9 de novembro de 2011 | Por cemara

CAIXA ECONOMICA FEDERAL, MAIS UMA OPÇÃO DE FINANCIAMENTO PARA VOCÊ ADQUIRIR O TERRENO DOS SEUS SONHOS
(Maiores informações acessar: www.caixa.gov.br)

Com a Carta de Crédito SBPE, você compra o terreno que sempre desejou para construir um imóvel do seu jeito.

Se você prefere adquirir um terreno para ter a liberdade de construir um imóvel sob a medida das suas necessidades, a CAIXA tem a solução. Com a Carta de Crédito SBPE, comprar um terreno urbanizado ficou bem mais simples. Essa linha de crédito utiliza recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) e oferece condições facilitadas.

Saiba mais
O financiamento para a compra de um terreno residencial urbanizado é mais simples do que você imagina.
O primeiro passo é determinar o valor necessário para a compra do terreno.
Vá a uma agência da CAIXA com a documentação necessária para a análise cadastral.

O passo seguinte é determinar o valor do financiamento e o prazo de amortização. Isso será feito após a avaliação do terreno pela engenharia da CAIXA.
Após esses passos, o contrato é assinado e a Carta de Crédito é emitida. Caso o terreno tenha uma valor maior que concedido para o financiamento, a diferença é de responsabilidade do cliente.

Utilização do FGTS
Não é permitido utilizar recursos da conta vinculada ao FGTS na aquisição de terreno residencial urbanizado.
Não há limite máximo de avaliação.

Prazo de amortização
Com taxa de juros prefixada:
• Mínimo: 36 meses
• Máximo: 180 meses
Com taxa de juros pós-fixada:
• Mínimo: 36 meses
• Máximo :360 meses

Garantia
Alienação Fiduciária.

Limite de avaliação do imóvel
Não há limite máximo de avaliação.

Limite de financiamento
• Mínimo:
• R$ 15.000,00.
• Máximo:
• De acordo com a capacidade de pagamento apurada no sistema de risco de crédito da CAIXA.

Quota de financiamento
• Aplicado o percentual de até 90% sobre o menor dos valores entre o valor de compra e o de avaliação feita pela CAIXA.
Taxa de juros
• Pós-fixada: A atualização do saldo devedor do financiamento é feita pela remuneração básica dos depósitos de poupança (TR).
Confira, a seguir, a taxa cobrada em cada uma das opções:

(**) Para clientes que mantêm conta corrente com Cheque Especial, cartão de crédito na CAIXA e já tenham optado pelo débito dos encargos em conta corrente ou em folha de pagamento.

Plano de reajuste
• Encargo mensal
A parcela de amortização é calculada a cada 12 meses, por meio da divisão do valor do financiamento/saldo devedor, pelo prazo remanescente do contrato.
O recálculo da prestação de pagamento e dos juros é realizado em função do saldo devedor atualizado, taxa de juros, sistema de amortização e prazo remanescente.
O prêmio do seguro MIP, com taxa de acordo com a apólice escolhida pelo cliente e aceitas pela CAIXA, é recalculado mensalmente, em função do saldo devedor atualizado.

Saldo devedor
Corrigido mensalmente pelo índice de atualização básica, aplicado aos depósitos da caderneta de poupança, no dia correspondente ao aniversário do contrato.

Requisitos para contratação
• Ser brasileiro nato ou naturalizado ou, se estrangeiro, detentor de visto permanente no país;
• Ser maior de 18 anos ou emancipado;
• Possuir capacidade civil;
• Possuir idoneidade cadastral;
• Possuir capacidade de pagamento;
• Para cobertura securitária, a idade do solicitante mais idoso, somada ao prazo de amortização, não poderá ultrapassar 80 anos e 06 meses.

Fonte:
Carta de Crédito SBPE
Saiba mais

Certificados e Prêmios



Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara