Copa do Mundo inspira programação artística

13 de junho de 2014 | Por admin

Daniela Fenti

Nem só de futebol é feita a Copa do Mundo. Às vésperas da abertura do evento esportivo no Brasil, espaços públicos e privados de Rio Preto preparam programações especiais, com direito a shows, exibições de filmes, debates literários, exposições de artes plásticas, cardápios diferenciados e outros atrativos culturais.

O caderno Vida & Arte elenca algumas dicas para quem quer curtir o desempenho da Seleção nos gramados, sem perder nenhum lance fora deles.

Sesc mistura shows, cinema e literatura

O Sesc criou o projeto “Sesc na Copa”, que teve início na semana passada, com um debate literário e uma exposição, e terá programação reforçada nesta quinta-feira, 12, com a exibição do jogo do Brasil em um telão na Comedoria, além de música e quitutes.

Logo depois da partida contra a Croácia, às 17 horas, pela abertura do Mundial, haverá shows de samba com o grupo Maestria do Samba, às 19 horas, e o trio Nereu Mocotó, às 20h30. Paralelamente, às 20 horas, no teatro da unidade, será exibido o documentário nacional “Futebol de Várzea”, de Marc Dourdin.

As atividades seguem na semana que vem, com as disputadas das oitavas-de-final. No dia 27, está agendado um debate literário com os escritores José Miguel Wisnik e Flávio Carneiro. Wisnik, que também é músico, faz ainda um pocket show.

Como o Brasil pode voltar a jogar no dia 28 ou no dia 29, dependendo de sua classificação, o Sesc oferece atrações nos dois dias, após os jogos. A banda Deixe que Digam, conhecida pelos sambas-enredos, toca dia 28, às 15 horas. Já a banda Saculejo garante o forró no dia 29, no mesmo horário. Toda a programação é gratuita.

Música embala centros culturais

A Cia. Fábrica de Sonhos também pretende transformar as disputas pela bola em momentos de interação, diversão e arte com a “Copa dos Sonhos”, em seu espaço cultural. De acordo com a diretora de produção da trupe, Drica Sanches, a intenção é exibir em telão todos os jogos do Brasil, acompanhados por atrações musicais.

Para a primeira fase, que contempla jogos desta quinta-feira e nos dias 17 e 23, o público deve ser embalado pelo trio San-Malandro. A programação dos demais dias ainda não foi definida.

Drica explica que se trata de uma ação integrada. Uma hora antes da partida, forma-se uma roda-de-samba. No intervalo, o público confere uma “canja” e, após o término, mais uma hora de apresentação. “Neste momento, todo mundo se volta para a Copa. Não adianta tentar ignorar e fazer outra coisa”, diz Drica. Como o evento é open bar, homens pagam R$ 35, e mulheres, R$ 25.

Telão e samba

Outros espaços usados tradicionalmente para eventos artísticos rendem-se à torcida verde-amarela. É o caso do Centro Cultural Vasco, que montou um telão e um bar para receber seus alunos e outros entusiastas do esporte, nesta quinta-feira, a partir das 16 horas. A atividade conta com apresentação da Contos de Réis.

Inicialmente, a banda tocaria no Lions Clube, em um evento promovido pelo Barley BrewPub, mas o prédio não conseguiu alvará. As entradas custam R$10.

Para comer, beber e ouvir

Ponto de encontro característico nesta época, os bares prometem não fazer feio para atrair clientes.
A maioria aposta na exibição de partidas seguidas de shows. O cardápio também ganha itens diferenciados.

Entre os mais tradicionais estão os do Zero Grau, que alude aos países das seleções em campo e às cidades-sedes dos jogos, e do Vila Dionísio, que aposta em iguarias tipicamente brasileiras, como mandioca na manteiga de garrafa, tapioca de carne seca, costelinha de porco com farofa de castanha-do-pará, entre outros.

No Boemia Butiquim e no Frei Caneco, por outro lado, o público poderá degustar pratos inspirados na cultura dos países adversários do Brasil. Hoje, o destaque fica para a linguiça de pernil, acompanhada de chucrute. Também foram incluídos na lista tacos mexicanos e camarões com temperos africanos. Além disso, os presentes podem aderir a um bolão, que distribuirá cervejas e brindes a quem acertar os placares.

O Nhô Botequim, por sua vez, inventou a “Copa Pebolim”. O torneio ocorre aos sábados à tarde, durante a Copa, e oferece prêmios em cerveja. As inscrições terminam neste sábado. Por enquanto, dez duplas estão inscritas.

Exposições e interatividade

Os centros de compras da cidade investem, especialmente, em artes visuais. Nesta terça-feira, começou no Riopreto Shopping, a mostra “Bola de Meias”, idealizada pelo editor Igor Galante e pelo repórter-fotográfico Guilherme Baffi, ambos do Diário. O trabalho reúne imagens de peladas em diferentes ambientes e poemas sobre a paixão pelo futebol. A partir desta quarta-feira, o público também confere a instalação “Em Campo, Ninguém é Santo”, com oratórios do pintor naïf Daniel Firmino.

Enquanto isso, o Shopping Cidade Norte chama a atenção pela mostra “Seleção Cidade Norte”, com caricaturas de Lézio Junior, também do Diário. Ele reproduziu 12 atletas nacionais em tamanho ampliado. Outra opção, no mesmo local, é a exposição “Copa de Todos os Tempos”, que retrata a história da competição desde os primórdios. No Shopping Iguatemi, o destaque fica para as atividades infantis.

Há um pebolim gigante, um minicampo de futebol e um espaço só para games. Já o Plaza Avenida Shopping oferece um estande de troca de figurinhas e projeções dos jogos em diferentes espaços. Para quem faz questão de gritar gol, a rede Cinépolis, instalada nos shoppings Iguatemi e Plaza Avenida, exibe as partidas em tempo real em suas salas de cinema.

Fonte: Diário Web

Certificados e Prêmios



Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara