CONHEÇA OS BENEFÍCIOS DO PILATES NA TERCEIRA IDADE

24 de setembro de 2014 | Por admin

O método Pilates foi idealizado por Joseph Hubertus Pilates em meados de 1920 e tem sido uma tendência atualmente, pois traz uma abordagem holística e de valorização da mente e do corpo ao mesmo tempo. A contrologia, conceito central abordado pelo método, utiliza a consciência de todas as contrações musculares realizadas durante um movimento, ou seja, é trabalhado o conhecimento dos mecanismos de ação dos músculos e ossos para realização dos exercícios.

Os exercícios desenvolvidos por Joseph envolvem condicionamento físico, grande atividade cerebral para a realização, melhora do equilíbrio, realinhamento e correção postural, estabilidade, consciência corporal, coordenação, socialização e conhecimento motor. Mas, para atingir esses objetivos é necessário seguir seis princípios:

1 . Concentração.

2 . Respiração.

3 . Alinhamento corporal.

4 . Controle do centro de massa do corpo.

5 . Eficiência.

6 . Fluência de movimentos.

Diante de tantos benefícios, o método tem sido usado por fisioterapeutas durante a reabilitação de patologias ortopédicas, reumatológicas, neurológicas ou respiratórias.

Pensando no potencial método que Joseph criou, porque não aplicá-lo em idosos? Quais seriam as vantagens para esse público específico?

Com o passar dos anos, o idoso perde massa corpórea magra, ou seja, músculo; os ossos afinam e os órgãos internos diminuem de tamanho. Esses acontecimentos são normais durante a senilidade. O Pilates associa a filosofia oriental, que baseia-se no relaxamento, na ligação do corpo com a mente, às práticas ocidentais, centradas no fortalecimento e resistência muscular. Essa associação é benéfica para a terceira idade. Trata-se de exercícios mais globais, que exigem muita concentração e assertividade na tarefa aumentando a dificuldade e os desafios.

Os exercícios propostos são de baixo impacto, então evitam sobrecarga nas articulações já desgastadas do idosos e são praticados individualmente ou em grupos de até três pessoas, permitindo uma participação efetiva do instrutor e um serviço de qualidade. O trabalho respiratório usado como guia para os exercícios também é eficaz para aumentar a capacidade pulmonar, principalmente de idosos que já apresentam uma debilidade respiratória. Esse uso global do corpo contribui para a melhora da qualidade de vida na terceira idade, eleva a autoestima e reduz o risco de quedas.

Gostou? Vai começar a praticar?

Não esqueça que é necessário realizar uma avaliação médica para conhecer a capacidade cardiorrespiratória e garantir exercícios seguros com menor chance de acometimentos do coração. E depois dessa bateria de exames, procure um instrutor, ele precisa conhecer suas limitações físicas, os medicamentos que estão em uso, presença de dor e doenças existentes. Essa avaliação deve ser individualizada para que a aula seja direcionada para as suas necessidades.

Procure um profissional qualificado e um local seguro para praticar o Pilates, mesmo sendo de baixo impacto. A realização inadequada pode gerar graves lesões.

Foto: Thinkstock

Fonte – Universo Jatobá 

Certificados e Prêmios



Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara