Condomínio: ações por falta de pagamento recuam 6,4% em agosto

25 de setembro de 2011 | Por cemara

O número de ações de cobrança por falta de pagamento da taxa de condomínio  na cidade de São Paulo caiu 6,4% em agosto deste ano, na comparação com o mês de julho.

De acordo com levantamento realizado pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação),  no mês passado, foram propostas 877 ações na Justiça paulistana, contra 937 verificadas em julho.

O vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Sindicato, Hubert Gebara, explica que um dos fatores que ajudou a reduzir o número de ações foram os acordos extrajudiciais, que surtem efeito na maioria das vezes. “Uma pendência dessa natureza pode levar, em alguns casos, de cinco a dez anos para ser resolvida”, afirmou.

Acumulado

No acumulado dos oito primeiros meses do ano, houve queda de 15,6%. De janeiro a agosto foram movidas 6.513 ações, contra 7.718 no mesmo período do ano passado.

Para Gebara, o que mais pesou para a redução da inadimplência foi a Lei Estadual 13.160, que entrou em vigor em julho de 2008, e que permite o protesto do boleto de condomínio. “Mas a nossa orientação é tentar sempre o acordo amigável, antes de protestar o boleto ou entrar com uma ação na Justiça”, concluiu.

Na tabela abaixo é possível observar o número mensal de ações registradas nos últimos 12 meses:

Fonte: InfoMoney

Certificados e Prêmios



Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara