Mostrando posts da categoria: Saúde


TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O LIMÃO

19 de agosto de 2014 | Por admin
Universo_Jatoba_limao1

Por Dra. Lucyanna Kalluf

No início, o limoeiro era um simples arbusto que se espalhava espontaneamente pelo Sudeste Asiático. Existem diferentes versões sobre a forma como o limão tornou-se conhecido na Europa. Alguns dizem que foi levado pelos muçulmanos entre os séculos VII e IX, durante o período em que ocuparam grande parte do continente Europeu. E, a partir daí, a difusão foi muito rápida.

No entanto, existem relatos de que os romanos já conheciam o limão, usando-o como medicamento, mesmo antes de o fruto ser trazido pelos árabes. De qualquer forma, nas Américas, o limão chegou junto com os primeiros conquistadores portugueses e espanhóis, no século XVI. Hoje, o Brasil é o segundo maior produtor mundial desta fruta, especialmente do Limão Tahiti, que é um fruto híbrido, resultante de uma enxertia da Lima da Pérsia sobre o limão cravo (cavalo), motivo pelo qual não apresenta sementes.

Nome científico: Citrus Limonium

Nome popular: limão

Existem cerca de 70 tipos em todo o mundo, porém as mais conhecidas por nós, brasileiros, são: thaiti, siciliano, galego e cravo.

Principais substâncias: vitamina C, polifenóis, carotenóides.

Utilidades: Excelente fonte de vitamina C, rico em polifenóis e carotenóides (violaxantina, luteína, criptoxantina, β-caroteno). É antioxidante, analgésico, antianêmico, anti-séptico e remineralizante.  Muito indicado para quadros de gripes, febres, afecções estomacais e varizes por ajudar também na circulação.

Ao contrário do que pensam as pessoas, o limão em seu estado natural tem como principio ativo o ácido cítrico, porém, quando entra em contato com o meio celular no interior do nosso corpo, comporta-se como um neutralizante da acidez interna. O limão  equilibra o pH do sangue, deixando-o levemente alcalino beneficiando órgãos e sistemas, uma vez que a acidez do sangue destrói as células.

Por potencializar a capacidade metabólica dos órgãos excretores, promove limpeza e desintoxicação de todo o corpo. É bactericida, fungicida e antibiótico. Pela desintoxicação do corpo via pele, reduz celulite e varizes ativando a circulação.

Mais algumas vantagens deste fruto maravilhoso: Combate o ácido úrico, aumenta a absorção de cálcio, magnésio e vitamina D, regula períodos menstruais, melhora o sistema imunológico, evita e pode combater o câncer. Cientistas especializados em psiconeuroimunologia sabem que estados psicológicos negativos atacam o sistema imunológico através de toxinas as quais o limão sabe como eliminar.

Desintoxica o fígado e a vesícula. Trata e previne problemas no sistema cardiovascular porque é potente na desobstrução de vasos sanguíneos. Estimula rins e bexiga.

Finalmente, o limão é muito eficaz no tratamento da perda de excesso de gordura corporal. As propriedades de tonificar o fígado e desintoxicar o sangue vão harmonizando o metabolismo de queima dos excessos de gordura corporal. Tem ação também sobre o controle da compulsão alimentar.
Enfim, uma alimentação diária sadia incluindo o limão já é um regime ideal e previne doenças pelo fortalecimento das defesas naturais do organismo. É cientificamente provado que o limão é um alimento perfeito que consegue penetrar e curar todo o ser.

O chá das folhas possui limoneno, excelente calmante para pessoas nervosas e com insônia.

Universo_Jatoba_limao2

Formas de uso: principalmente como suco.

Indicações terapêuticas: desintoxicação do organismo, inflamações, infecções, acidez metabólica, insônia, anemia, como antioxidante.

DICAS

Suco energético de limão com gengibre

Ingredientes: 2 limões, 10g de gengibre, 100g de mel, 2 copos de água

Modo de preparo: fazer o chá por infusão de gengibre, ferver por 2 minutos. Amornar. Adicionar o suco de 2 limões e adoçar com mel.

Receita desintoxificante, anticancerígena e vitaminada.

Ingredientes: 200g de melancia, 1 maçã sem casca, suco de 1 limão

Modo de preparo: bater os ingredientes e tomar gelado.

Suco antidepressivo

Ingredientes: 20ml de suco de uva, 20ml de suco de maçã, 20ml de suco de maracujá, 3 folhas de maracujá, 5g de camomila (fazer chá), 2 folhas de limão (fazer chá), 1 copo de água

Modo de preparo: faça o chá por infusão das folhas de limão, maracujá e sumidades (flores) de camomila. Jogue dois copos de água fervente sobre elas. Abafe por 10 minutos. Misture no liquidificador os sucos restantes.

Dose recomendada: se você quiser ficar calmo como um passarinho, tome um copo desse suco de manhã, à tarde e à noite. Você verá que o seu sono vai ser mais tranquilo.

Fonte: Universo Jatobá 



FENG SHUI: SUA CASA EM HARMONIA EM 9 PASSOS

6 de agosto de 2014 | Por admin

De origem chinesa, o Feng Shui tem como tradução literal “vento-água” e é uma corrente de pensamento com mais de 4 mil anos. Ele tem como objetivo combinar forças que se associam à energia vital que percorre a casa.

Atualmente, por causa da vida corrida e muito atribulada, mais e mais pessoas procuram pelo Feng Shui para manter as boas vibrações nos ambientes ao seu redor, gerando assim maior bem-estar, conforto e praticidade.

Confira nove passos para colocar sua casa em harmonia segundo o Feng Shui.

1 – SONS

O som é a energia em movimento. Por isso, coloque sinos de vento pela casa. Eles elevam e espalham a energia. A música também é muito bem vinda e agrada a todos. Opte por músicas relaxantes.

1

2 – OBJETOS LUMINOSOS E BRILHANTES

Eles expandem e controlam a energia Chi (energia vital). Por isso, mantenha a casa iluminada. Esferas facetadas e Prismas também são ótimos, pois trazem energia aos ambientes. Cristais são muito bem vindos, mas procure antes saber para que serve cada um deles. Os mais indicados para energizar os ambientes são os cristais de quartzo branco. Espelhos são ótimos objetos para se ter em casa. Além de refletir, eles expandem espaços e atraem imagens positivas. Na sala de jantar ou cozinha eles podem duplicar a prosperidade.

2

3 – CORES

Cores vivas e alegres são muito indicadas para se ter dentro de casa. Elas aumentam e suavizam o Chi. Porém, veja qual a função de cada cor e pinte cada cômodo de acordo com sua melhor função, seguindo também a personalidade dos moradores e a fase que estão na vida.

3

4 – OBJETOS PESADOS

Pedras, bimbos, chafarizes e outros objetos grandes servem para suavizar e redirecionar o fluxo de energia acelerado existente em locais como corredores, onde a energia Chi tende a acelerar.


4

5 – PLANTAS E ANIMAIS

Eles representam a vida e, por isso, estimulam muito a energia Chi. Além disso, repelem e absorvem as energias negativas. Animais e plantas possuem efeito psicológico positivo e alegram qualquer lar.

5

6 – OBJETOS QUE SE MOVEM

Tenha sinos de vento, fontes de água, móbiles ou cata-ventos em casa. Eles produzem movimento e estimulam a energia Chi, dispersando as energias estagnadas e negativas do lar.

6

7 – OBJETOS PRODUTORES DE ENERGIA

Eletrodomésticos, computadores, televisão e aparelhos de som são bem vindos em casa. Isso porque dão força, poder, energia e movimentos aos ambientes.

7

8 – FORÇA DAS ÁGUAS

Fontes, aquários, chafariz, jarros e tigelas com água são símbolos universais da riqueza e fartura. A água faz circular o Chi e ativa a prosperidade e riqueza.

8

9 – FLAUTAS DE BAMBU

O bambu traz paz, proteção e segurança. Pendure bambu em locais altos pela casa.

9

Fonte: Universo Jatobá



10 DICAS PARA ENSINAR A CRIANÇA A COMER BEM

29 de julho de 2014 | Por admin

A hora das refeições é, em muitos casos, praticamente uma missão impossível. Daí vale mãe, avó, pai e até papagaio na equipe para tentar fazer com que as crianças se alimentem de maneira saudável e encarem as temíveis ervilhas e cenouras.

E vale tudo: desde esconder as verduras até o bom e velho aviãozinho.

Porém, acredita-se que a pressão dos pais só atrapalha na hora das crianças optarem por uma fruta ou legume. A criança precisa criar o hábito de comer alimentos saudáveis e isso não vai acontecer se ela for pressionada.

Confira 10 dias para ensinar seu filho a comer bem:

1 – Bater diversas verduras e legumes num liquidificador e fazer uma pasta sem gosto definido, sem dúvidas, não é a melhor maneira de fazer seu filho se interessar por comida saudável. A criança precisa entrar em contato direto com diferentes ingredientes e precisa definir o sabor de cada uma delas. Na hora de fazer uma sopa, escolha um sabor predominante, como a mandioquinha, por exemplo.

2 – Coloque legumes cortados bem fininhos em recheios de panquecas, no omelete, hambúrgueres caseiros e almondegas. Esses pratos tem fácil adesão das crianças e elas, automaticamente, estarão se alimentando de forma saudável.

Universo_Jatoba_comer_bem2

3 – O yakissoba é uma boa opção. Isso porque o macarrão japonês feito com carne, frango e legumes é uma mistura bem completa. Lembre-se que não é preciso comprar nada industrializado, porque para fazer um bom yakissoba basta misturar massa longa, os legumes que tiver à mão, carne, frango e shoyu.

4 – Comidas que as crianças conseguem pegar com as mãos é uma ótima ideia para incrementar certos legumes e verduras na dieta do seu filho. Sirva cenoura baby, tomate-cereja, espiga de milho, etc.

5 – Legumes cozidos demais são sem graça para qualquer idade. Procure deixa-los crocantes, assim eles ficam bem mais gostosos e coloridos.

6 – A salada tem tudo para ficar mais atraente para o paladar dos pequenos. Espalhe croutons, batata palha ou ovos cozidos pelas folhas.

Universo_Jatoba_comer_bem3

7 – Decore os alimentos de forma divertida, como, por exemplo, fazer desenhos em cima do purê de batata. Outra dica é colocar folhas de brócolis japonês no meio de pastas. Vale lembrar que brincar com apresentações dos pratos não é esconder os alimentos. A criança precisa saber que o pepino é pepino e a abobrinha é abobrinha.

8 – Entenda que, assim como você, seus filhos também não são obrigados a gostar de comer tudo. Caso ele não goste de cenoura, por exemplo, ofereça outros alimentos que forneçam vitamina A, como a abóbora.

9 – Leve seus filhos para a cozinha e deixe com que eles ajudem na preparação do almoço ou do jantar. Eles ficarão felizes por terem preparado a própria comida e com certeza vão querer provar. Isso fará com que eles sintam prazer em comer bem.

10 – Não force a criança a comer. A alimentação é algo instintivo e é o organismo quem determina a quantidade de energia necessária para o dia-a-dia. É compreensível o desespero dos pais quando o filho não quer comer, mas espere: uma hora ele vai sentir fome.

Fonte: Universo Jatobá 



Campanha nacional incentiva diagnóstico da hepatite C

28 de julho de 2014 | Por admin

Estima-se que 2,5 milhões de brasileiros estejam infectados, mas que apenas 100 mil saibam disso

Josiane, em tratamento contra a hepatite C desde 2008, alerta sobre a importância do diagnóstico Foto: Diego Vara / Agencia RBS

Quem tem mais de 45 anos deve prestar atenção. Está no grupo onde se estima que esteja escondida a maior incidência do vírus da hepatite C. A doença, traiçoeira e silenciosa, já acomete cerca de 2,5 milhões de brasileiros e é a mais grave entre as hepatites virais. Aproveitando o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais, será lançada nesta segunda-feira uma campanha nacional para estimular a busca do diagnóstico específico, que é via exame de sangue.

A campanha 45+ é organizada por um trio de peso — Sociedade Brasileira de Hepatologia (SBH), Sociedade Brasileira de Infectologia e Associação Médica Brasileira (AMB) —, em duas vertentes. Uma é de esclarecimento à população acima dos 45 anos, que representa 70% dos pacientes que têm a hepatite C. A outra é para os médicos, que devem intensificar os pedidos do exame. Não existe vacina contra o tipo C.

— A hepatite C é um problema de saúde pública — alerta o presidente da SBH, Edison Parise.

A preocupação maior é com quem não sabe que tem a doença. Estima-se que apenas 100 mil pessoas estejam sendo tratadas. No Brasil, a epidemia atinge principalmente os nascidos entre 1950 e 1980, diz o hepatologista Hugo Cheinquer, do Hospital de Clínicas:

— Se todos nessas faixas etárias fossem testados, encontraríamos cerca de 70% dos infectados. Até hoje, encontramos menos de 15%.

A transmissão da hepatite C, no país, ocorreu mais por transfusão de sangue e procedimentos invasivos em hospitais ou clínicas usando material não descartável (chamada de contaminação nosocomial). Para o médico, quem fez transfusão de sangue antes de 1992, usou drogas injetáveis ou tem exames de fígado alterados durante check-up de rotina deve fazer o teste.

A hepatite C foi identificada como doença há três décadas, assim como os testes para o diagnóstico. São considerados hábitos arriscados ter tomado injeção de energéticos, medicamentos ou dopantes sem a devida assepsia. É conhecido o drama de ex-jogadores de futebol que faziam infiltrações ou ingeriam estimulantes por agulhas. A doença também pode ser transmitida, por exemplo, por instrumentos de manicure sem esterilização apropriada.

Josiane Réus, 33 anos, compareceu ao Parque da Redenção, no domingo, na Capital, para reforçar um ato de conscientização sobre os riscos das hepatites virais. Ela está em tratamento contra a hepatite C.

— Sei como um diagnóstico pode auxiliar alguém — diz Josiane.

Ela descobriu ser portadora do vírus em 2008 e desenvolveu cirrose. Em tratamento desde então, está quase curada.

— Estou tentando retomar a minha vida. Tenho algumas limitações, mas o médico disse que logo estarei 100% — diz ela.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as hepatites A, B, C, D e E matam tanto quanto a Aids. São 1,4 milhão de vítimas ao ano. Do total, 90% tinham as modalidades B e C, responsáveis por dois terços dos cânceres de fígado no mundo.

Confira os diferentes vírus

Hepatite A — Transmissão por via oral, principalmente pela água contaminada. Na maioria dos casos, é curada naturalmente pelo organismo. Existe vacina.

Hepatite B — Contágio pelo sangue e contato sexual. Pode se tornar crônica, mas já existem medicamentos eficazes.

Hepatite C — A transmissão de hepatite C é pelo contato do sangue de uma pessoa contaminada (compartilhamento de agulha ou transfusão). Não existe vacina e, em 80% dos casos, ela se torna crônica. O desenvolvimento é lento e, muitas vezes, não apresenta sintomas. Pode demorar até cerca de 30 anos para surgirem os sintomas. Quando se manifestam, a doença pode estar em estágio avançado. É a causa de 25% dos casos de câncer de fígado. A probabilidade de morte no primeiro ano é de 33%. O exame para diagnóstico da hepatite C é feito por análise de sangue. Pode ser incluído naquele check-up geral, que mede glicose e colesterol.

Pode ser realizado nas unidades públicas de saúde, gratuitamente. A campanha 45+ prevê a distribuição de material educativo em hospitais e junto a médicos. O público alvo é quem tem mais de 45 anos, mas outras faixas etárias também devem fazer o teste.

Hepatite D — É um vírus defeituoso, só consegue se multiplicar em indivíduos infectados pela hepatite B.

Hepatite E — O contágio é semelhante ao da hepatite A. É mais frequente no leste asiático e na Índia, onde tem alta mortalidade entre gestantes.

Fonte: ZH



8 BENEFÍCIOS DO AÇAÍ PARA A SUA SAÚDE

22 de julho de 2014 | Por admin

O açaí é uma fruta do norte do Brasil e tem a fama de ser super calórica. Ele é rico em proteínas, cálcio, magnésio, potássio, ferro e também é fonte de vitaminas C, B1 e B2. Quem gosta de consumir o açaí nem pode imaginar quantos benefícios essa fruta pode trazer para a saúde. Confira abaixo 8 benefícios do açaí:

1 – Previne o envelhecimento: O açaí é rico em antocianinas, que são os antioxidantes, por isso ele pode ajudar na prevenção do envelhecimento das células e dos órgãos.

2 – Faz bem ao coração: O açaí possui uma gordura saudável, parecida com a que está presente no azeite de oliva. Essa gordura é chamada da monoinsaturada, ela traz benefícios para o sistema cardiovascular e também previne doenças do coração. Além disso, essa fruta também é rica em fibras e fitoesteróis, que ajudam no bom funcionamento do coração.

3 – Reduz o colesterol: Pesquisadores da Universidade Federal do Pará observaram que o consumo regular de açaí diminui o colesterol. Isso se deve à antocianina, corante presente no açaí, que também é encontrado na uva e em outros alimentos que possuem a coloração roxa. Um litro de açaí tem até 35 vezes mais antocianina do que um litro de vinho tinto.

4 – Fortalece os ossos: O açaí é rico em cálcio, mineral que é fundamental para manter ossos e dentes fortes. Por causa desse benefício ele é recomendado para crianças na fase de crescimento. Já para os adultos, o consumo de açaí pode ajudar a prevenir doenças como osteoporose e a hipertensão.

Universo_Jatoba_Tijela_Acai_Thinkstock

5 – Evita câimbras: O potássio que é encontrado no açaí previne o aparecimento de câimbras. O consumo dessa fruta aliado à ingestão de água durante a atividade física pode reduzir as câimbras que são causadas pela desidratação.

6 – Afrodisíaco: Os nativos da Amazônia dizem que o açaí é um ótimo afrodisíaco. Os homens podem consumir uma tigela de açaí para manter o apetite sexual. O açaí também pode ser usado para casais que encontram dificuldades para engravidar e para homens com problemas de impotência sexual.

7 – Anti-inflamatório: Alguns estudos revelaram que o açaí ajuda a aliviar os sintomas de doenças causadas por inflamação crônica como a asma. Por isso, a fruta pode ser usada para diminuir a dor e a inflamação.

8 – Fonte de energia: O açaí é rico em carboidratos que são necessários para aqueles que praticam esportes. Aliado ao aminoácido que também está presente na fruta, ele atua na regeneração muscular após a prática de atividades físicas.

Fonte: Universo Jatobá 



COMO LIMPAR AR-CONDICIONADO

16 de julho de 2014 | Por admin
Limpeza de ar condicionado

Mindy w.m. Chung

Com as altas temperaturas, o ar-condicionado passou a ser um eletrodoméstico indispensável em residências e escritórios. Só que quando chega o inverno, ele acaba caindo em esquecimento e, por isso, acumula sujeira.

Para evitar que este aparelho seja o vilão das doenças respiratórias é necessário realizar a manutenção periódica. Confira dicas da Electrolux para fazer a limpeza do ar-condicionado.

Atenção!

Antes de qualquer procedimento, é preciso desligar o condicionador de ar e o fornecimento de energia elétrica.

Limpeza interna e do controle remoto

controle remoto

Shutterstock/mama_mia

  • Use um pano seco para limpar a unidade interna e o controle remoto;
  • Se a unidade interna estiver muito suja, utilize um pano umedecido com água para limpá-la;
  • O painel frontal da unidade interna pode ser removido para lavar. Retire-o com cuidado;
  • Seque-o com um pano seco e macio;
  • Não utilize escovas, lixas ou polidores para limpar a unidade, pois isso poderá danificá-la;
  • Não utilize benzina, tiner, gasolina, querosene, solventes ou produtos abrasivos para efetuar a limpeza, pois podem causar rachaduras ou deformar as superfícies plásticas;
  • Nunca utilize água quente acima de 40ºC para limpar o painel frontal, pois isto pode causar a deformação ou descoloração do painel.

Limpeza do filtro de ar

Homem limpando o filtro

Shutterstock/ Stanislav Komogorov

  • Limpe-os uma vez por mês ou com mais frequência se necessário;
  • Abra e levante o painel frontal para cima até que o painel fique travado nessa posição;
  • Segure no puxador do filtro de ar e levante-o um pouco para desencaixá-lo do suporte do filtro;
  • Retire os filtros de ar da unidade interna. Limpe os filtros de ar com um aspirador de pó ou lave-os em água corrente e deixe-os secar ao ar livre;
  • Retire o filtro de carvão ativado (lado esquerdo) e o Ultra Filter (filtro verde no lado direito) dos seus suportes, limpe-os utilizando um aspirador de pó ou substitua-os. A cada 4 ou 5 meses, troque-os;
  • Limpe os filtros de ar de nylon com um aspirador de pó ou lave-os em água corrente. Seque bem os filtros antes de recolocá-los na unidade interna;
  • Instale o filtro de carvão ativado e o Ultra Filter nos seus suportes. Instale os filtros de ar na unidade interna cuidando para que os lados direito e esquerdo fiquem perfeitamente alinhados;
  • Coloque a parte superior do filtro de ar no seu local, cuidando para que os lados direito e esquerdo fiquem perfeitamente alinhados.
  • Feche o painel frontal depois de colocar os filtros.

Cuidados ao limpar ar- condicionado

 Homem limpando o ar

Shutterstock/ Goodluz

  • Não toque nas partes de metal da unidade interna quando estiver removendo o filtro, pois estas podem conter cantos cortantes e causar ferimentos.
  • Não utilize água para limpar dentro do condicionador de ar. Exposição à água pode comprometer a isolação, resultando em choque elétrico;
  • Nunca ligue o condicionador de ar sem os filtros de ar.

Fonte: BBEL 



ENTENDA OS PERIGOS DO CONSUMO DE SUPLEMENTOS VITAMÍNICOS

7 de julho de 2014 | Por admin

 

Ujatoba_suplementos

As vitaminas são micronutrientes essenciais ao organismo, mas tanto a falta como o excesso são prejudiciais ao corpo humano. Cada uma delas têm atividades específicas e, por isso, uma alimentação balanceada é tão importante.

A quantidade necessária varia de acordo com a idade, sexo estado de saúde e atividade física do indivíduo e são classificadas como lipossolúveis (Vitaminas A, D, K e E) e hidrossolúveis (Vitaminas C e as do Complexo B). Além das fontes naturais, caso seja necessário, um especialista pode indicar suplementos ou medicamentos à base de vitaminas.
Os suplementos devem conter um mínimo de 25% e no máximo até 100% da Ingestão Diária Recomendada (IDR) de vitaminas e ou minerais. Vale alertar que eles podem substituir os alimentos nem serem considerados como dieta exclusiva. Já os medicamentos à base de vitaminas e ou minerais são todos os produtos cuja composição contenha nutrientes acima de 100% da IDR.

As vitaminas hidrossolúveis, como a Vitamina C, por exemplo, quando consumidas em excesso, são eliminadas pela urina, possibilitando a formação de cálculos renais. O excesso das vitaminas lipossolúveis pode apresentar efeitos tóxicos. Por exemplo, a intoxicação por Vitamina A pode levar a manifestações como pele seca, áspera e descamativa, fissuras nos lábios, queda de cabelos, ceratose folicular, dores ósseas e articulares, dores de cabeça, tontura e náuseas, cãibras, lesões hepáticas e paradas do crescimento. Pode surgir também a falta de apetite, edema, cansaço, irritabilidade e sangramentos.

No caso da intoxicação por vitamina D, observa-se a hipercalcemia, que favorece o depósito de cálcio nos vasos e ainda a eliminação aumentada de cálcio pela urina que, por sua vez, colabora com a formação de cálculos renais.

Não utilize suplementos sem a orientação de um profissional de saúde.

Fonte: Universo Jatobá 



JÁ OUVIU FALAR DO AÇÚCAR DE COCO ORGÂNICO?

3 de julho de 2014 | Por admin

Ujatoba_acucar_coco

O Açúcar de Coco Orgânico é produzido a partir do líquido das flores da palma de coco, sem agrotóxicos ou aditivos químicos. O açúcar de coco é uma novidade aqui no Brasil, mas já faz parte da culinária do sudeste asiático há muito tempo, especialmente por aqueles que buscam uma alimentação saudável ou por diabéticos. Seu sabor é doce, semelhante ao açúcar mascavo, com um leve toque de caramelo. E atualmente, é considerado o adoçante mais saudável por muitos especialistas na área da nutrição e alimentação saudável.

Benefícios do Açúcar do Coco

Possui baixo índice glicêmico, bem menor do que o açúcar da cana. Isto significa que o açúcar de coco não vira glicose no sangue tão rapidamente, sendo benéfico para dietas.

Fonte de  vitaminas e minerais do complexo B (B1, B2, B3, B6), ferro, zinco, potássio, magnésio, sendo muito mais rico em ferro, magnésio e zinco do que o açúcar mascavo (já conhecido por ser fonte de minerais).

É sustentável: conhecido por ser o adoçante mais sustentável do mundo, uma vez que as palmas de Coco, diferentemente das plantas do óleo de palma, reconhecidas por não serem sustentáveis, além de produzirem mais de cem produtos diferentes, requerem menos água e nutrientes e produzem 75% mais açúcar que a cana de açúcar.

Um açúcar que não é processado, adulterado ou filtrado, o açúcar de coco não contém conservante, sendo 100% natural.

Pode ser utilizado como substituto do açúcar branco para adoçar bebidas e alimentos, como sucos, chás, iogurtes, ou para preparar receitas na mesma quantidade do açúcar comum.

Quantidade: até 4 colheres de chá / dia

 Fonte: Universo Jatobá



Petiscos saudáveis para comer na Copa do Mundo 2014

12 de junho de 2014 | Por admin

Para que você não saia da dieta, confira quais alimentos são permitidos comer para torcer pelo Brasil na Copa 2014

Texto Ana Carolina Gabriel | Foto Danilo Borges

Petiscos saudáveis para comer na Copa do Mundo 2014

Vai reunir as amigas em casa para torcer pelo Brasil na Copa do Mundo 2014? Então, é preciso se planejar para servir petiscos que não vão deixar vocês sairem da dieta! Por isso, conversamos com Maria Fernanda Pio, nutricionista esportiva, para selecionar alimentos indicados para vocês comerem enquanto assistem aos jogos. Confira!

Assados, sempre!

Invista nos assados, como chips de batata doce, inhame, beterraba e cenoura. “Corte esses alimentos em fatias finas e coloque-os em uma forma anti-aderente, levando-os ao forno pré-aquecido, à potência máxima, até dourarem (aproximadamente 5 minutos). Quando estiverem prontos, pode acrescentar um fio de azeite extra-virgem e um pouco de sal para temperar”, sugere Maria.

Esses alimentos são alternativas saudáveis aos petiscos industrializados. “Essa substituição possui uma boa oferta de carboidratos, promovendo energia, e seu preparo é livre de gorduras saturadas e trans (o azeite é uma gordura insaturada, cujo consumo moderado traz benefícios à saúde)”, alerta a nutricionista.

Oleaginosas

Mix de oleaginosas também é ótima pedida. “Aposte na castanha-do-pará, amêndoas, castanha-de-caju, amendoim sem sal, macadâmia, avelã e nozes, que podem ser consumidas junto com frutas secas como o damasco, a tâmara e uvas passa”, sugere Maria.

As oleaginosas são conhecidas por promoverem saciedade, além de serem ricas em ricas em nutrientes importantes para o corpo. “Elas possuem proteínas, fibras, vitamina E, selênio, zinco, cobre e magnésio. No entanto, por serem muito calóricas, devem ser consumidas com moderação. Procure consumi-las sem sal ou, se não quiser abrir mão, use-o com bastante moderação”, indica a nutricionista.

Pipoca caseira

Preparar a própria pipoca, além de ficar com aquele cheirinho delicioso em casa, é outra forma de deixar de lado os alimentos industrializados. “Coloque 4 colheres de sopa (ou mais, dependendo da quantidade de pessoas) de grãos de milho em um saco de papel (serve aquele saco de padaria em que se vende o pão francês), e leve-o ao micro-ondas em potência máxima por aproximadamente 2-3 minutos (o tempo de estouro do milho vai depender da potência de cada micro-ondas – portanto, fique atenta). Você pode preparar também um sal de ervas para acompanhar, batendo 1 xícara de sal marinho (ou sal do Himalaia, sal rosa, e outras versões mais saudáveis do sal de cozinha) com 1 xícara de ervas desidratadas à sua escolha (manjericão, alecrim, orégano, cebolinha, salsa…) no liquidificador, e depois peneire na sua pipoca”, sugere a nutricionista.

Fonte: Corpo a Corpo



10 MITOS E VERDADES SOBRE A DOR DE CABEÇA

9 de junho de 2014 | Por admin

Ujatoba_dor_de_cabeca

Você tem dor de cabeça constantemente? Também conhecida como cefaleia, a dor de cabeça é uma das principais causas de automedicação no Brasil e, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), atinge cerca de 90% da população mundial. Segundo o Dr. Mauro Eduardo Jurno, coordenador do Departamento Científico de Cefaleia da Academia Brasileira de Neurologia (ABN), diversas são as causas, formas de tratamento e também as maneiras de prevenir o incômodo.

Hoje, Universo Jatobá traz 10 mitos e verdades sobre o assunto para você tirar todas as dúvidas sobre dor de cabeça.

1 . Nervosismo causa dor de cabeça?

Em termos. Para pessoas portadoras de enxaqueca, o quadro emocional funciona como fator desencadeante da dor e não como causa. No entanto, em algumas situações o nervosismo pode ser mesmo a causa do problema, como no caso da cefaleia do tipo tensional.

2 . Passar por longos períodos sem se alimentar pode causar dor de cabeça?

Sim. A hipoglicemia (baixa das taxas de açúcar no sangue) pode causar a dor de cabeça.

3 . Dor de cabeça pode ser sinal de miopia?

Sim. Mas, normalmente, as dores de cabeça por causas oftalmológicas têm características próprias e se resolvem com a correção do erro de refração, feita pelo uso de óculos, lentes de contato ou cirurgia.

4 . Sinusite crônica causa dor de cabeça?

Não. A sinusite crônica muitas vezes é assintomática e só se manifesta clinicamente em estados agudos.

5 . Alguns alimentos pioram a enxaqueca?

Sim. Especialmente chocolate, embutidos, enlatados, frutas cítricas e ácidas e bebidas alcoólicas. No entanto, não se recomenda regimes alimentares restritivos enquanto alimentos ou bebidas não forem identificados como fatores deflagradores das crises.

6 . O uso frequente de analgésicos pode causar dores de cabeça?

Sim. Vários trabalhos científicos têm mostrado que o abuso de analgésicos é um fator de risco para a cronificação da enxaqueca. Quando falamos de abuso, pensamos em grande quantidade, mas na verdade o limite de consumo de analgésicos é estreito.

7 . A dor de cabeça pode ser indício de doença mais grave?

Sim. A dor de cabeça, além de ser um sintoma, também pode ser a própria doença. No caso das cefaleias primárias, sem causa aparente, a dor é a própria doença. Mas ela pode ser decorrente de alguma outra doença, ao que chamamos de cefaleia secundária. Por meio de exame clínico e/ou neurológico, o médico poderá observar alterações que denunciam a presença de alguma outra patologia.

8 . Quando saber o momento em que a dor de cabeça deve motivar uma visita ao médico?

Em minha opinião, a dor de cabeça deve sempre motivar a consulta médica. Como já comentamos, a cefaleia pode ser sintoma ou a própria doença e isso deve ser definido. Também devemos evitar a automedicação e o uso indiscriminado e descontrolado dos analgésicos, pois esse hábito funciona como um dos fatores de cronificação das cefaleias, piorando o problema. Para diferenciar o tipo de cefaleia e a melhor conduta para cada paciente, só mesmo um especialista, que poderá verificar a partir da história clínica e exame neurológico.

9 . Como eu sei que a minha dor de cabeça é uma enxaqueca?

A enxaqueca é definida quando a dor dura de 4 a 72 horas, geralmente pulsátil, podendo também ser em peso ou pressão, e vir acompanhada de náuseas e/ou vômitos, intolerância a luz, barulho, cheiro e movimentos. Além disso, ela começa fraca e vai ficando forte, diferente de outros tipos de dores de cabeça, que já começam fortes ou permanecem sempre moderadas. É bom ressaltar que existem quase 300 tipos de dores de cabeça, portanto é fundamental uma avaliação médica com um especialista no assunto para um diagnóstico correto.

10 . Como é o tratamento para enxaqueca?

O tratamento da enxaqueca se baseia em dois modos de atuação. Uma estratégia é o tratamento agudo das crises, que se faz com o uso de analgésicos, anti-inflamatórios e outros medicamentos específicos para as crises de enxaqueca. Outra abordagem é o tratamento profilático, que inclui medidas para evitar ou minimizar ao máximo o número de crises por mês.

Fonte: Universo Jatobá



6 ALIMENTOS INDISPENSÁVEIS PARA UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL

5 de junho de 2014 | Por admin

Ujatoba_vinho

A medicina chinesa informa que a longevidade é fácil de ser alcançada. Basta ter a indicação dos melhores alimentos para uma vida mais saudável e duradoura. Listamos abaixo fontes de nutrientes e vitaminas que permitem uma longa vida benéfica.

Matéria do site EcoDesenvolvimento

1. Vinho

Estudos evidenciam que o vinho tinto, tomado com moderação, é bom para a saúde. O tinto é rico em flavonoides, que, por serem antioxidantes, ajudam a prevenir radicais livres (moléculas que podem causar doenças degenerativas e envelhecimento celular). O resveratrol é um dos antioxidantes mais estudados – ele tem propriedade de prevenir aparecimento de tumores. Uma pesquisa feita pela Harvard Medical School e pelo Instituto Nacional de Saúde, mostrou que o resveratrol parece atrasar os efeitos do envelhecimento em ratos quando administrado em doses muito elevadas. Ah, e o álcool no vinho ajuda a produzir mais do chamado “colesterol bom”.

2. Gengibre

Conhecido por suas propriedades combatentes da náusea, o gengibre é muitas vezes usado ao cozinhar frutos do mar, para assim, evitar qualquer intoxicação por eles provocada. Segundo o livro Segredos da Longevidade, do médico chinês Dr. Mao Shing Ni, a planta possui geraniol, que é visto como um combatente do câncer. É anti-inflamatório, ajuda a aliviar a dor, prevenir coágulos sanguíneos, evita dores de cabeça e enxaquecas. A medicina chinesa indica o chá de gengibre para preservar a vitalidade ao longo dos anos.

3. Algas marinhas

São ricas em micronutrientes, tendo mais propriedades de cura do que vegetais cultivados na terra. São utilizadas como suplementos minerais naturais, pelo seu conteúdo de iodo. Em estudos epidemiológicos no Japão, foi descoberto que o consumo de algas reduzia a mortalidade por câncer de pulmão em homens e mulheres, de câncer no pâncreas para os homens e por doença cerebrovascular em mulheres. Recentemente, foi demonstrado que um complexo de algas castanhas, que contêm mais zinco, manganês e vitamina B6, têm reduzido os sintomas de osteoartrite do joelho.

4. O arroz integral

Esse alimento possui vitaminas B em seu farelo, diferente do arroz branco que perde o farelo ao ser descascado. O livro Segredos da Longevidade, explica que os nutrientes encontrados no integral são eficazes na redução de açúcar no sangue, ou seja, são ótimo alimentos para quem possui diabetes. O arroz contém mais de 70 antioxidantes, incluindo vitamina E.

5. Cebola e alho

O ingrediente ativo do alho, a alicina, previne a aterosclerose e a obstrução coronária, o que reduz o colesterol e coágulos no sangue. Os vegetais do gênero Allium, como a cebola, os alhos e as cebolinhas, possuem propriedades antibacterianas que tratam infecções, regulam o açúcar no sangue e previnem o câncer. Cerca de vinte compostos do alho mostram propriedades anticâncer e podem interagir sozinhas ou em conjunto contra tumores e células cancerígenas. Além de ser uma dieta antienvelhecimento, rica em nutrientes e deliciosa.

6. Açafrão

A planta tem como princípio ativo a curcumina, que diminui as chances de doenças degenerativas. Ela impede que a proteína responsável pelo Alzheimer (beta amiloide cerebral) se instale. Sendo assim, os sintomas da doença, causados pela inflamação e oxidação, são eliminados pela curcumina. Além disso, os antioxidantes dos curcuminoides são indispensáveis à nossa saúde, assim como a ação anticancerígena e anti-inflamatória, pois reduzem os sinais do envelhecimento, melhoram a digestão e o processo de desintoxicação hepática.

Evite comer carne

Limitar a ingestão de carne é uma maneira saudável de evitar doenças degenerativas e câncer. Os vegetarianos geralmente sofrem menos desse mal que os que consomem carne, pois os pacientes com câncer desenvolvido passam nos resultados com insuficiência de fibra vegetal.

Segundo o Dr. Michael F, Roizen, autor do livro The RealAge Diet: Make Yourself Younger with What You Eat, manter uma dieta com legumes e vegetais, diminui o risco de doenças de origem alimentar. Já que os alimentos ricos em proteínas, como carnes e frutos do mar são frequentemente vistos em casos de doenças transmitidas pela alimentação.

(Via eCycle)

Fonte: Universo Jatobá



Saiba por que o arroz com feijão é uma combinação perfeita

2 de junho de 2014 | Por admin

O arroz com feijão é uma dupla saborosa e nutritiva, que deve fazer parte da refeição básica e diária de crianças e adolescentes. O arroz é um cereal que fornece carboidrato, vitaminas do complexo B e, se for integral, terá fibras e vitamina C. Conta, ainda, com aminoácidos (um tipo de proteína), como a metionina e cistina. Já o feijão é uma leguminosa fonte, entre outros, de ferro, cálcio, vitaminas do complexo B e do aminoácido lisina.

Arroz e feijão: a dupla fornece aminoácidos importantes para o desenvolvimento de crianças e adolescentes Foto: Shutterstock

Com tantos benefícios, a recomendação dos especialistas é de que sejam servidos sempre juntos. “Esses aminoácidos presentes no arroz e no feijão são mais potentes para reparar o organismo se consumidos juntos. Trata-se de uma combinação única e que não ocorre com outros alimentos”, comenta Fábio Ancona Lopes, membro do Departamento de Nutrição da Sociedade de Pediatria de São Paulo. “Sem contar que a dupla é capaz de prevenir algumas doenças mais sérias, como o diabetes.”

Consumo deve ser diário

Crianças entre 4 a 8 anos podem ingerir a proporção de duas colheres de sopa de arroz para uma de feijão. “A recomendação diária nutricional aumenta conforme a idade, prática de atividade física e outros fatores que envolvem o crescimento”, comenta o especialista.

Por isso, o consumo dos adolescentes, entre 9 a 14 anos, deve ser, em média, de três colheres de sopa de arroz para uma colher e meia de feijão. “E não há contraindicação de consumo. Pode ser consumido diariamente, tanto no almoço quanto no jantar”, garante Fábio.

Veja 6 sugestões para servir o arroz com feijão

Mistura de arroz

Se a criança é pequena e não aceita o arroz integral, não force. O truque é misturá-lo com o arroz branco até que ela se acostume com o novo sabor. Varie também os tipos de feijão: preto, branco, carioquinha, entre outros. O que vale é combinar os dois alimentos em uma mesma refeição, para fornecer o rico benefício nutricional dessa dupla campeã.

Fonte: Vida e Estilo



Antibiótico corta efeito do anticoncepcional? Tire dúvidas

22 de maio de 2014 | Por admin

A automedicação pode fazer com que a infecção progrida e favorecer a resistência bacteriana

Patricia Zwipp

Você sabia que alguns antibióticos podem prejudicar o efeito da pílula anticoncepcional? E que o consumo excessivo deles pode levar a bactérias resistentes? Apesar da prescrição comum do medicamento, muitas pessoas têm dúvidas sobre como usá-lo e seus efeitos colaterais. O Terra esclarece 10 pontos básicos sobre o assunto, com explicações dos infectologistas Stefan Cunha Ujvari, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, e Hélio Vasconcellos Lopes, professor da Faculdade de Medicina do ABC. Confira:

Tire 10 dúvidas sobre o uso de antibióticos

 

Ação

Os antibióticos matam ou inativam o causador da infecção, segundo o infectologista Lopes. Atuam principalmente contra bactérias e não combatem vírus.

Superbactérias

O uso excessivo de antibióticos pode levar a bactérias resistentes, conhecidas como superbactérias. Por isso, é fundamental fazer uso racional do medicamento, que só deve ser indicado quando realmente necessário.

“Se você trata uma infecção com determinado antibiótico e, certo tempo depois, aparece outra infecção, deve-se trocar o antibiótico, porque a bactéria é provavelmente resistente ao primeiro”, acrescentou o infectologista Ujvari.

Efeitos colaterais

Antibióticos, assim como qualquer outro medicamento, têm dois lados: benefícios e efeitos adversos. Entre os efeitos colaterais estão irritação no estômago, causando náuseas e vômitos, alergia, diarréia, além de atacar fígado e rim. O infectologista Ujvari disse que, em alguns casos, é possível controlá-los. Por exemplo, para irritação no estômago, os médicos receitam também remédios para proteger o órgão. Problemas significativos pedem troca de antibiótico, recomendada pelo médico.

Erros

Tomar em doses, duração e intervalos errados pode prejudicar o tratamento. “Se tomar doses a mais, pode ter efeito colateral, como náusea e enjoo. Baixa dosagem, pular doses ou parar o medicamento antes do prazo pode não tratar adequadamente o quadro. O antibiótico precisa sempre estar em um nível no corpo pra agir. Se diminuir, a bactéria volta”, esclareceu o infectologista Ujvari.

O período necessário para usar o medicamento depende do quadro infeccioso e do tipo de paciente. É o medico que determina e deve-se segui-lo à risca. Se parar antes, a cura pode não ser concluída e a infecção ser reativada, como alertou o infectologista Lopes.

Esquecimento

Esqueceu-se de tomar um medicamento? Caso se lembre poucas horas depois, ingira-o. Agora, se perceber o erro somente no momento da próxima dose, não tome dois, recomendou o infectologista Ujvari.

Automedicação

A automedicação pode fazer com que tome antibiótico errado (que não atua contra aquela infecção) ou em doses, intervalos e duração inadequados, ressaltou o infectologista Lopes. Assim, a infecção pode progredir, a pessoa pode se expor aos efeitos colaterais sem necessidade e ainda favorecer a resistência bacteriana, como acrescentou Ujvari.

Interação medicamentosa

Alguns medicamentos podem potencializar ou minimizar os efeitos de outros, essa é a chamada interação medicamentosa. Por exemplo, alguns antibióticos, assim como outros remédios, podem interferir no efeito da pílula anticoncepcional, como informou o infectologista Ujvari. Informe sempre ao seu médico a lista de medicamentos de que faz uso.

Perda de efeito

O uso frequente de determinado antibiótico não faz com que o organismo se “acostume” e pare de funcionar no paciente. “Por exemplo, é muito comum mulher ter infecção urinária de repetição. Toma um antibiótico, ele age na infecção, mas muda a flora normal de bactérias do corpo. Se toma com frequência, essa mudança de flora pode fazer com que comece a ter bactérias mais resistentes, o que dá a impressão de que o organismo ficou tolerante”, explicou o médico Ujvari. “Por isso, é sempre interessante fazer exame de cultura para saber com qual bactéria estamos lidando.”

Bebida alcoólica

Ao contrário do que muitos pensam, bebidas alcoólicas não inativam o antibiótico. O consumo do álcool juntamente com o remédio é inadequado por dois motivos, segundo o infectologista Ujvari: pode favorecer efeitos colaterais do antibiótico, como náusea, e porque a pessoas está debilitada e precisa que seu sistema imunológico seja favorecido.

Água ou leite?

O infectologista Ujvari explica que alguns antibióticos precisam de estômago vazio para serem mais absorvidos. Nesse caso, o médico recomenda ingeri-los com água. Já outros podem irritar o estômago e a alimentação não interfere na sua absorção, então a orientação é tomá-los com um copo de leite ou lanche.

Fonte: Saúde Terra



Crianças: morder algo duro ajuda o dente de leite a cair

16 de maio de 2014 | Por admin

Segundo especialistas, o importante é deixar o dente ficar bem mole para evitar dor e traumas na criança

Existe muita expectativa e dúvida envolvendo a hora certa de tirar o dente de leite e como fazer isso. Alguns pais preferem deixar cair sozinho, mas às vezes o filho se mostra tão impaciente com a situação que, antes que acabe se machucando, é melhor intervir com métodos seguros.

“O primeiro passo é saber se o dente mole ainda está preso por um resto de osso e pela mucosa, ou só pela mucosa. Se ainda estiver ligado a um pouco de osso indico que com os dedos o pai movimente esse dente para frente, para trás e para os lados várias vezes ao dia por vários dias, até sentir que ele está realmente mais mole. É importante dizer que esses movimentos não podem causar dor para a criança”, diz a odontopediatra Mariana Borges.

Uma vez bem molinho, preso apenas por uma “pelinha”, a extração pode ser feita também com as mãos, ou amarrando um fio dental bem firme ao redor do dente. Se optar pela segunda alternativa, procure não deixar a região muito molhada para o fio não escorregar. Feito isso basta puxar com força e rápido para o procedimento ser o menos doloroso possível.

“Tente distrair a criança com brincadeiras ou piadas nessa hora. É importante que ela esteja o mais relaxada possível para que não se crie nenhum tipo de trauma. E quando puxar, puxe rápido, como quem tira um band-aid”, diz Mariana, que ainda indica que os pais tenham em mãos um pedaço de algodão ou gaze caso haja sangramento. “É legal nessa hora estancar o sangue por uns cinco minutos”.

Métodos ousados

Táticas mais ousadas como prender uma corda na maçaneta da porta e batê-la com força ou morder algo muito duro não são recomendadas pelos especialistas. “A retirada do dente de leite precisa ser algo feito com tranqüilidade e na medida do possível sem dor. Esses métodos diferentes podem ser agressivos demais e causar trauma na criança”, diz a especialista.

Os pais que se sentem inseguros para fazer a extração podem sempre procurar um odontopediatra.

 

Fonte: Saúde Terra



DEZ DICAS PARA ANDAR DE BICICLETA COM SEGURANÇA

29 de abril de 2014 | Por admin

A Holanda é um exemplo para todo o mundo quando o assunto é bicicleta. Sem barulho, poluição e menos gastos com combustíveis, o país tem mais bicicletas que habitantes e um código de trânsito exclusivo para os ciclistas. No Brasil, infelizmente, a situação é bastante diferente. Levantamento feito pelo portal G1 junto às prefeituras das 26 capitais do país mostra que temos 1.118 km de ciclovias, apenas 1% do total da malha viária das cidades.

Andar de magrela requer alguns cuidados, tanto por causa de lesões, como devido ao intenso fluxo de carros e ônibus, principalmente em grandes cidades como Rio de Janeiro e São Paulo. Alguns grupos ajudam ciclistas a seguir o melhor caminho, de forma segura e prestando atenção ao trânsito. O Bike Anjo, por exemplo, oferece auxílio gratuito aos inexperientes, por meio de um trabalho voluntário. Os anjos acompanham os iniciantes em seus primeiros trajetos e dão dicas de manutenção da bike e de medidas de segurança no tráfego.

Se você quer começar a pedalar nas ruas da sua cidade, preste atenção nas dicas que o Universo Jatobá separou especialmente para você!

1 . Ilumine sua magrela com luz branca na frente e luz vermelha na parte traseira, para que os motoristas consigam visualizar melhor, principalmente à noite. Se você já tem reflexivos, ótimo, mas as luzes são essenciais, então, não deixe de colocá-las!

2 . Nunca pedale sem capacete. Certifique-se de que ele está bem preso e de que não está frouxo ou balançando. A posição correta é de aproximadamente um centímetro acima das sobrancelhas.

3 . Use luvas para evitar que suas mãos fiquem raladas, em caso de queda. Ou rígidas, devido ao frio. Também é importante usar joelheiras para proteger os joelhos.

4 . Melhor pedalar na mão correta da via e não na contra-mão. Pedestres que vão atravessar ou carros que saem de garagens, por exemplo, tendem a olhar apenas para o sentido da rua.

5 . Ajuste o guidão e a altura do assento para evitar lesões nos joelhos. O joelho, por exemplo, nunca deve ficar mais alto que o quadril.

6 . Se possível, faça pequenas mudanças na posição na hora de pedalar. Isso ajuda a reduzir a tensão em pontos como os ombros e a lombar, evitando a sobrecarga muscular.

7 . Cuidado ao andar ao lado de carros estacionados. Uma porta pode se abrir a qualquer momento e te atingir.

8 . Não fale ao celular ou mande mensagens enquanto pedala. É primordial manter as duas mãos nos guidões e a atenção ao restante do trânsito.

9 . Se precisar ir para a calçada, o código de trânsito manda descer da bicicleta. Respeite os pedestres e pense na sua segurança. Pessoas que estão andando de costas para você naturalmente não te veem e podem dar um passo para o lado, causando um acidente.

10 . E não se esqueça da água para se hidratar.

Fonte: Universo Jatobá



Páginas:«123456»

Certificados e Prêmios



Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara