Mostrando posts da categoria: Qualidade de vida nos Loteamentos


Como o urbanismo garante qualidade de vida para os moradores de uma região

22 de fevereiro de 2018 | Por cemara

CEMARA_JOB_0207_18_POST_24_02_CEMARA_INFORMA

“Desde a primeira década dos anos 2000, a maioria das pessoas passou a praticar atividades físicas regularmente como forma de cuidar da saúde física e mental. Por isso, as praças públicas voltaram a ganhar o status de espaço de convivência social, mas com algumas releituras das antigas praças. É o antigo em formato de novo, onde as pessoas podem praticar atividade física, lúdica ou hobby, cuidando da saúde mental ou até mesmo aproveitar o tempo com a família, sem pagar por isso. Como arquiteta e urbanista há mais de 15 anos, noto que as praças voltam com toda força, oferecendo um convívio social que gera melhor qualidade de vida, além de bem-estar físico e psíquico. Na loteadora fundada pelo meu pai, adotamos o modelo em nossos empreendimentos há 4 anos. No mais recente, localizado em Hortolândia, no interior do estado de São Paulo, uma das praças que estamos desenvolvendo é a “Inspire-se”, que promove maior interação com os nossos cinco sentidos.

Ao passear pelo jardim de temperos, por exemplo, o morador terá o olfato e o paladar estimulados com aromas e sabores. Já o espaço tato será em formato de “mão”, composto por diferentes tipos de pisos como: borracha, areia, cimento, dentre outros, para proporcionar diversas sensações ao toque. Haverá também uma cortina de bambus que estará disposta em formato de uma “orelha” para percepção dos sons. O desenvolvimento destes espaços não é uma tarefa fácil. Diversos fatores devem ser

considerados ao montar um projeto desse tipo. Levamos em consideração aspectos como público – desde sua faixa etária até sua classe social –, clima da região, decli- vidade do terreno e costumes regionais, já que cada lugar tem suas particularidades e carências. Para buscar inspiração, viajo para diferentes lugares sempre que posso. É enriquecedor viajar com o olhar de arquiteto, já que consigo observar detalhes que, de outra forma, passariam despercebidos. Presto atenção em como os espaços estão sendo usados, o público frequentador, além de ver as cores dos equipamentos, o design dos mobiliários e os tipos de vegetação. Há praças muito bem empregadas em inúmeros lugares, mas principalmente na Europa, onde os espaços são reduzidos e trazem o projeto para uma escala humana.

São nos simples desenhos que se tem mais sucesso, como rampas gramadas para as crianças escorregarem, pisos de diferentes texturas, espaços para piqueniques, hortas e pomares comunitários. Em outro empreendimento localizado em Americana, me inspirei em Paris para criação de uma ampla praça com ruas circulares e sistema viário concêntrico – que dá a percepção de infinito. Há oportunidades para o desenvolvimento destas áreas em diversas regiões do Brasil. O público pede, cada vez mais, por melhoria na qualidade de vida em locais próximos de casa, sem pagar pelas horas de lazer. As praças, portanto, são mais do que uma fonte de respiro para os centros urbanos, ao mostrar seu potencial como espaço democrático para convivência entre famílias e amigos. As árvores e as plantas dividem espaço com uma infraestrutura que visa também ao conforto e tranquilidade da população em meio à correria do dia a dia.”

 

Raquel Dei Santi
Arquiteta e Urbanista
da Cemara Loteamentos

 

 



Piracicaba é 2ª melhor do Brasil em ‘gestão municipal’, segundo estudo

16 de junho de 2017 | Por cemara

Levantamento de consultoria avalia desempenho de 100 maiores cidades.
Índice comparou situação dos municípios no período entre 2005 e 2015.

Vista aérea do Centro de Piracicaba, SP (Foto: Thomas Fernandes)

Um estudo entre as 100 maiores cidades do Brasil colocou Piracicaba (SP) como a 2ª melhor do país em gestão municipal. O levantamento da consultoria Macroplan avaliou, segundo a empresa, o desempenho dos municípios de 2005 a 2015 nas áreas de educação e cultura, saúde, segurança e saneamento e sustentabilidade.
Entre as melhores cidades indicadas no estudo, Piracicaba aparece atrás de Maringá (PR) e à frente de São José do Rio Preto (3º), São José dos Campos (4º) e Franca (5º), além de Campinas (6º), Limeira (8º) e Ribeirão Preto (11º).
O Índice Desafios da Gestão Municipal (IDGM) também listou as piores cidades do país. Considerados os mesmos 16 indicadores nas mesmas quatro áreas, o ranking dos municípios em situação mais complicada reúne: Duque de Caxias (RJ), na 96ª posição, seguida de Nova Iguaçu (RJ), Macapá (AP), Belford Roxo (RJ) e Ananindeua (PA), no 100º lugar.
As 100 maiores cidades do país analisadas no estudo representam, juntas, metade do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, conforme a consultoria.
Dados do estudo
Os números específicos do desempenho de Piracicaba entre 2005 e 2015 podem ser vistos no portal da companhia que realizou o levantamento. O estudo completo, com resultados dos 100 municípios avaliados, também pode ser consultado no site da consultoria.

Foto:Vista aérea do Centro de Piracicaba, SP (Fotógrafo: Thomas Fernandes)
Fonte:http://g1.globo.com/sp/piracicaba-regiao/noticia/2017/03/piracicaba-e-2-melhor-do-brasil-em-gestao-municipal-segundo-estudo.html



Lar doce lar: Com loteamentos planejados, Cemara leva conceito de mobilidade e bem-estar aos bairros

14 de junho de 2017 | Por cemara

A Razão de Ser da Cemara, que desenvolve loteamentos há mais de 35 anos, no interior de São Paulo, é aplicada, em detalhes, em cada um de seus loteamentos. Seus projetos estão apoiados no propósito de melhorar a mobilidade dos moradores adequando os espaços ao perfil e interesse de cada um, sempre levando em conta a qualidade de vida e o bem-estar.
Os estudos de urbanismo agregam valor a um empreendimento que será, para muita gente, a moradia de uma vida inteira. Portanto, tudo deve ser minimamente calculado. E basta planejamento e organização para alcançar o propósito de viver bem – sejam por 10, 20 ou 30 anos.
É por isso que a Cemara estuda a localização de cada loteamento, além do seu entorno, para que a mobilidade não seja útil somente hoje, mas no futuro. É preciso olhar para a frente e identificar as possíveis transformações dos bairros ao longo do tempo, para que os projetos estejam preparados para a modernidade. Será que em 20 anos vamos continuar usando os automóveis como principal meio de locomoção? O que faremos em nossos momentos de lazer, por exemplo?
De olho nestas transformações urbanísticas, cada item de um bairro é analisado com base nos raios de distância entre os pontos principais: como escolas, hospitais e áreas de lazer, por exemplo. A equipe da Cemara pesquisa e mapeia o cotidiano da vida das pessoas que vivem em regiões no entorno e planeja os usos dos lotes, conforme esse mapeamento.
Os primeiros loteamentos, o Pau Brasil e o Jardim dos Ipês Amarelos, ambos em Americana, e o Parque Bella Ville, em Hortolândia, consolidaram essa metodologia. O conceito da curta distância está sendo levado para todos os empreendimentos – sejam abertos, com livre acesso a população, ou fechados, com portaria.
O que também virou padrão é o desenvolvimento de praças urbanizadas e de espaços para integração entre os moradores e a população vizinha. Em um de seus loteamentos, por exemplo, foi criado um espaço para estimular os sentidos por meio de cheiros, sabores, sons, imagens e texturas.
O resultado do planejamento urbano levando em conta o bairro como um todo, e o perfil dos lotes aliado às características de0 cada morador, com qualidade de vida e bem-estar a todos, valorizam o espaço. Dentro de um único loteamento, é possível encontrar vários tipos de terrenos, com diferenciais e preços distintos, de acordo com a necessidade das pessoas.
Não é à toa que os projetos da Cemara estão ligados à Razão de Ser da empresa – ocupação ordenada, com a urbanização das áreas de forma planejada e sustentável, para o convívio e o bem-estar social. Para entender melhor essa metodologia, aplicada pela Cemara nos últimos 5 anos, reunimos os principais fundamentos que envolvem os loteamentos da empresa. Saiba quais são:

1. Mobilidade urbana
Além da proximidade de espaços públicos, as vagas de estacionamento estão próximas às áreas de lazer e áreas verdes, garantindo maior número de vagas públicas por lote. Para os ciclistas, os loteamentos oferecem bicicletários e vias com declividade confortável para o seu uso. Para os pedestres, calçadas largas e arborizadas, sinalização com faixas para travessia e rampas para acessibilidade.
2. Educação
A distância até os centros de ensino é uma das preocupações da empresa. No Piazza Itália, por exemplo, empreendimento localizado em Piracicaba, há mais 30 escolas em um raio de 2 km, entre unidades das redes municipal, estadual e privada.
3. Comércio
Além das escolas, é providencial que a região onde o empreendimento esteja localizado seja próxima aos supermercados, farmácias e outros tipos de estabelecimentos. Desta forma, a loteadora também incentiva a economia local e a geração de novos empregos com empreendimentos mistos, ou seja, com a presença de lotes comerciais e residenciais em um mesmo espaço.
4. Saúde
Os empreendimentos estão localizados em regiões com fácil acesso aos hospitais, pronto-socorro e outros serviços de saúde, seja por meio do uso de transporte público ou privado.
5. Cultura e lazer
Os estudos de urbanização também contemplam a análise dos espaços e áreas de cultura e lazer disponíveis ou planejados na cidade. Dentro de cada loteamento, a Cemara também desenvolve praças urbanizadas e espaços de integração, que incentivam a cultura e lazer local.
Recentemente a empresa entregou sua primeira praça urbanizada em um loteamento aberto. Foi em Americana, no Jardim Esplanada, que já está sendo usada diariamente para o lazer e o bem-estar. No espaço, famílias inteiras estão se exercitando, com crianças e animais de estimação. O senso de vizinhança do bairro está em pleno vapor. Além disso, os empreendimentos são mapeados próximos a shoppings, museus, restaurantes, parques, sempre visando o aumento da qualidade de vida dos moradores.
6. Especificações técnicas
Todo o trabalho técnico de infraestrutura de um loteamento pode passar despercebido aos olhos do comprador, que em geral só enxerga só a infraestrutura física, como o asfalto e as áreas verdes. Mas o planejamento e a execução dessa infraestrutura passam por diversos fatores, como estudos de solo, topografia, condições climáticas, ventos predominantes, insolação, zoneamento, uso e ocupação de solo, além do saneamento básico. O olhar atento a esses detalhes fazem toda diferença na vida do futuro morador, até para que ele saiba o que está comprando e o que pode, legalmente, ser construído no terreno.
7. Sustentabilidade
As práticas sustentáveis vão além de atender às normas e legislações. A empresa investe na recuperação ambiental, recomposição de vegetação desmatada, manejo de áreas preservadas e na arborização de vias, como melhoria no clima local, umidade e ventilação. O uso de matéria-prima reciclada na construção civil também é regularmente aplicado. Em virtude dessas ações ambientais, a empresa foi recompensada duas vezes consecutivas, em 2015 e 2016, com o Certificado de Destaque Ambiental – Selo Verde.



As praças devem ser vistas como espaços de convivência social

29 de maio de 2017 | Por cemara

v

Desde a primeira década dos anos 2000, a maioria das pessoas passaram a praticar atividades físicas regularmente, como forma de cuidar da saúde física e mental. Por isso, as praças públicas voltaram a ganhar o status de espaço de convivência social, mas com algumas releituras das antigas praças. É o antigo em formato de novo, onde as pessoas podem praticar uma atividade física, lúdica ou hobby, cuidando da saúde mental ou até mesmo aproveitar o tempo com a família, sem pagar por isso.

Como arquiteta e urbanista há mais de 15 anos, noto que as praças voltam com toda a força oferecendo um convívio social que gera melhor qualidade de vida, além de bem-estar físico e psíquico. Na loteadora fundada pelo meu pai, adotamos o modelo em nossos empreendimentos há 4 anos. No mais recente, localizado em Hortolândia, no interior do estado de São Paulo, estamos desenvolvendo a praça “Inspire-se”, que promove maior interação com os nossos cinco sentidos.

Ao passear pelo jardim de temperos, por exemplo, o morador terá o olfato e o paladar atiçados com aromas e sabores. Já o espaço tato será em formato de “mão” composto por diferentes tipos de pisos como: borracha, areia, cimento, dentre outros, para proporcionar diversas sensações ao toque.

Haverá também uma cortina de bambus que estará disposta em formato de uma “orelha” para percepção dos sons.

O desenvolvimento destes espaços não é uma tarefa fácil. Diversos fatores devem ser considerados ao montar um projeto desse tipo. Levamos em consideração aspectos como público – desde sua faixa etária até sua classe social –, clima da região, declividade do terreno e costumes regionais, já que cada lugar tem suas particularidades e carências.

Para buscar inspiração, viajo para diferentes lugares sempre que posso. É enriquecedor viajar com o olhar de arquiteto, já que consigo observar detalhes que, de outra forma, passariam despercebidos. Presto atenção em como os espaços estão sendo usados, o público frequentador, além de ver as cores dos equipamentos, o design dos mobiliários e os tipos de vegetação.

Há praças muito bem empregadas em inúmeros lugares, mas principalmente na Europa, onde os espaços são reduzidos e trazem o projeto para uma escala humana. São nos simples desenhos que se tem mais sucesso, como rampas gramadas para as crianças escorregarem, pisos de diferentes texturas, espaços para piqueniques, hortas e pomares comunitários.

Em outro empreendimento localizado em Americana, me inspirei em Paris para criação de uma ampla praça com ruas circulares e sistema viário concêntrico – que dá a percepção de infinito.

Há oportunidades para o desenvolvimento destas áreas em diversas regiões do Brasil. O público implora, cada vez mais, por melhorar a qualidade de vida em locais próximos de casa, sem pagar pelas horas de lazer. As praças, portanto, são mais do que uma fonte de respiro para os centros urbanos, ao mostrar seu potencial como espaço democrático para convivência entre famílias e amigos. As árvores e as plantas dividem espaço com uma infraestrutura que visa também o conforto e tranquilidade da população em meio a correria do dia a dia.

 

Raquel Dei Santi, arquiteta e urbanista da Cemara Loteamentos

hhh



Novo loteamento em Hortolândia terá praça para estimular os sentidos

16 de março de 2017 | Por cemara

O Parque Bella Ville, novo empreendimento da Cemara Loteamentos, tem mais de 100 mil metros quadrados de áreas verdes e de lazer

A busca por uma casa nova não depende apenas das características do imóvel. Localização, serviços e lazer também são fatores determinantes na decisão por uma moradia. A Cemara Loteamentos, que atua como urbanizadora e desenvolvedora de loteamentos há mais de 38 anos no interior de São Paulo, já percebeu isso e leva o conceito para todos os seus loteamentos, em especial, o Parque Bella Ville, que será lançado em Hortolândia, no interior de São Paulo.

Em seus projetos, a empresa desenvolve praças com temáticas distintas para a integração dos moradores e resolveu inovar ainda mais com a Praça Inspire-se, que foi criada para estimular os sentidos por meio de cheiros, sabores, sons, imagens e texturas.

CEMARA_JOB_0449_17_POSTS_INSPIRE-SE

“Criado pela equipe de arquitetura e urbanismo da Cemara, o espaço visa proporcionar a união entre os moradores e a natureza. A parte dedicada ao tato, por exemplo, consiste em uma área em formato de mão composta por diferentes tipos de piso, como borracha, areia e cimento”, explica Raquel Dei Santi, diretora e arquiteta e urbanista da empresa.

Para a audição, a equipe criou uma cortina de bambus disposta como uma orelha, que ajuda na percepção dos sons. Já o olfato e o paladar serão estimulados com um jardim de temperos, enquanto a visão será incentivada com um painel em formato de olho que apresentará imagens com ilusões de óticas.

A outra praça será a Movimente-se, um espaço dedicado à prática de atividades físicas e contará com equipamentos de ginástica ao ar livre e um playground com iluminação adequada para uso noturno.

CEMARA_JOB_0449_17_POSTS_MOVIMENTE-SE

 

Com área total de mais de 517 mil metros quadrados, 20% do loteamento, o que consiste em mais de 100 mil metros quadrados, serão dedicados às áreas verdes e de lazer. Em todos os seus empreendimentos, a Cemara também entrega a infraestrutura completa como rede de abastecimento de água tratada, rede de energia elétrica, rede de drenagem de águas pluviais, rede de esgoto e iluminação pública, além da pavimentação.

SOBRE A CEMARA

Fundada no final da década de 1970, em Americana (SP), a Cemara Loteamentos iniciou a trajetória no mercado imobiliário para contribuir de forma direta no desenvolvimento social e urbano de diferentes municípios. A cidade de origem da empresa, por exemplo, é um de seus principais cases de sucesso, com 16 projetos realizados e 12 mil lotes implantados, que ajudaram a realizar o sonho de mais de 60 mil pessoas que hoje possuem terreno ou casa própria, representando 26% da população atual de Americana.

 Há 38 anos no mercado e com uma filial em São José do Rio Preto, interior de São Paulo, já vendeu mais de 21 mil terrenos em diversas cidades do interior do estado de São Paulo. Desde então, já foram realizados 37 loteamentos que geraram mais de 12 milhões de metros quadrados de áreas urbanizadas.

Economídia 

Tel.: (11) 2579-5404

Erica Martin – (11) 99637-9854
erica.martin@economidia.com.br

Talita Mônaco – (11) 98942-4946
talita.monaco@economidia.com.br

Iza França – (11) 97644-4496
iza.franca@economidia.com.br

 



Atletas de final de semana: os cuidados e os benefícios de associar exercícios físicos e lazer

2 de agosto de 2013 | Por admin

Cuidar da saúde aos finais de semana é benéfico, desde que respeitados os limites do corpo

Com a correria da vida moderna, as pessoas têm menos tempo livre, e abrem mão de coisas importantes, como cuidar da sua saúde e praticar algum tipo de exercício físico. E, muitas vezes, para literalmente correr atrás do prejuízo, elas acabam usando as folgas de final de semana para se movimentar. O que é positivo, segundo o personal trainer Márcio Soares, especialista do Consultório Bem-estar, desde que tomemos alguns cuidados.

Márcio explica que reunir os amigos para uma partida de vôlei ou de futebol, ou ainda sair para pedalar, caminhar ou correr com o parceiro, por exemplo, pode ser muito benéfico, tanto para o corpo, quanto para a mente, pois, além de este ser um momento de socialização, o que traz bem-estar psicológico, faz com que o corpo se movimente e entre em atividade.

No entanto, esse tipo de prática precisa estar pautada em dois pilares: planejamento e auto-conhecimento.

— É bem comum acompanharmos disputas acirradas de futebol com gente com total falta de condicionamento físico, com aquela famosa “barriguinha” e excesso de peso. Esta prática, sem um planejamento adequado, poderá trazer sérios problemas a esta pessoa — explica.

Márcio revela que a prática de exercícios extenuantes, para quem não possui uma vida física ativa, pode provocar, inclusive, ataque cardíaco ou infarto. O exagero manteria o coração em um ritmo acelerado, aumentando o período no qual os problemas podem acontecer.

— Estudos sugerem que pequenas quantidades de exercício em alta-intensidade podem aumentar as chances de pessoas não condicionadas sofrerem ataques cardíacos — afirma.

Além disso, conhecer o próprio corpo e seus limites é fundamental para que, ao aliar exercícios físicos e lazer, não ocorram acidentes que podem, inclusive, prejudicar a sua saúde.

— Jogar futebol, correr, pedalar ou outras atividades, se não forem feitas em um ritmo seguro, podem nos trazer problemas articulares, musculares e cardíacos — alerta.

Antes de iniciar qualquer exercício físico, aconselha Márcio, é de fundamental importância fazer uma avaliação médica e buscar a orientação de um profissional de educação física, para que o exercício seja feito da maneira correta e segura.

— O importante é que cada um consiga exercitar-se regularmente, sem forçar o organismo, usando o bom senso e sempre dentro dos limites de segurança. No resto, é só aproveitar esses momentos de descontração para relaxar — afirma.

As dicas de Márcio para quem quer fazer exercícios físicos:

:: faça do seu exercício um momento de prazer, aproveite bastante esta atividade;

:: faça sempre um aquecimento antes de iniciar os exercícios;

:: não esqueça do alongamento antes e após as atividades;

:: utilize equipamentos, tênis e roupas específicas para cada esporte;

:: cuide da sua alimentação;

:: tome bastante água, estar bem hidratado é muito importante;

:: cuide a temperatura e o horário em que fará esses exercícios. Utilize sempre o protetor solar.

Fonte: Zero Hora



Como acalmar a pele queimada pelo sol

17 de janeiro de 2013 | Por admin

Por Tuany Troleze

Existem algumas formas de poupar o sofrimento e aspecto causado por uma pele queimada, ardida e vermelha. A pediatra Ilma Barros e a esteticista Arlete Cestari deram algumas dicas para aliviar a dor e fazer com que a pele volte ao normal mais rápido:

Tome muito líquido. A água hidrata o corpo e a pele e faz com que ela se regenere mais rapidamente;
Aplique compressas de soro ou água de coco geladas na pele para aliviar a ardência;
Não utilize gelo. Ele alivia a dor apenas temporariamente e pode queimar a pele ainda mais;
Existem pomadas industrializadas específicas para queimadura de sol. Peça para seu dermatologista indicar a que mais se encaixa com seu tipo de pele;
Esfolie sua pele antes de tomar sol. Isso ajuda na remoção das células mortas e faz com que o bronzeado dure mais, pois a pele não irá descascar tão facilmente;
Esfolie sua pele após tomar sol. Utilize cremes e sabonetes com ação esfoliante para fazer com que a pele queimada se acalme e se regenere mais rápido;
Chá gelado de aloe vera ou chá feito com a folha de babosa também ajudam a aliviar a dor;
Não deixe de aplicar algum creme a base de gel hidratante e de manter sempre a pele hidratada. Isso ajuda em sua recuperação além de evitar que ela descasque.

Se após alguns dias após a exposição excessiva ao sol a pele queimada estiver mais calma e menos ardida, mas começar a descamar e descascar, não se assuste. Isso é muito comum. “A pele descamar nada mais é do que o corpo se livrando de uma camada de células mortas.   Isso ocorre, pois a radiação que é emitida pelo sol queima algumas células de pele e isso faz elas morrerem. A pele inicialmente fica vermelha e ardida e logo após a descamação ocorre”, explica Arlete Cestari, que também conta que isso pode ser evitado com a hidratação constante da pele enquanto ela estiver ainda nos estágios de ardência e vermelhidão.

O primeiro passo após ver que a pele que foi queimada pelo sol está começando a descascar é hidratar ainda mais a pele tomando água e passando hidratantes. O segundo é começar a esfoliar a pele. “Isso pode ser feito por meio de cremes e sabonetes que tenham ação esfoliante e deve ser feito de preferência durante um banho de água morna, quando os poros do corpo estarão abertos”, aconselha Arlete.

O verão é sinônimo de férias, mar, piscina e sol. Essa também é uma época onde deixar de lado alguns cuidados, principalmente com a pele e sua exposição ao sol, pode ser perigoso, comprometer a saúde e estragar o passeio. A esteticista Arlete Cestari ressalta que a melhor forma de acalmar a pele queimada pelo sol é se prevenir para que essas queimaduras nem cheguem a serem feitas. “É muito melhor prevenir do que remediar. Exagerar no tempo de exposição ao sol é perigoso e por um só dia já faz a diferença na pele e na saúde”, explica.

Benefícios do sol

Mas o sol não traz apenas malefícios à pele. Arlete também conta que é importantesaber que o sol é necessário para o corpo humano e muito benéfico, se utilizado com cautela. “Não fique com pavor do sol, necessitamos dele para obtermos a vitamina D, que é muito importante para o corpo, ajuda no fortalecimento dos ossos e evita doenças como a osteoporose, por exemplo. Tendo consciência de que o uso de protetor solar é essencial e que os melhores horários para exposição são até 10h e após as 16h, tomar sol deve se tornar até um hábito,pois só tem a ajudar na saúde do corpo”, conta.

A esteticista Arlete Cestari forneceu a receita de um gel esfoliante natural que ajuda na regeneração da pele queimada e alivia a coceira causada pela descamação. Todos os itens podem ser encontrados em casas de produtosnaturais.

Gel esfoliante para pele descamada

  • 100g de gel básico natural para pele
  • 01 colher de chá de sementes de apricot
  • 01 colher de chá de óleo de semente de uva
  • 30 gotas de óleo essencial de lavanda

Misture a colher de semente de apricot com a de óleo de semente de uva. Adicione as 30 gotas de óleo essencial de lavanda e misture bem. Espere dois minutos e adicione a solução aos 100g de gel básico natural para pele. Utilize durante o banho morno, massageando o gel de forma circular na pele.

Fonte: BBEL



Alimentação saudável no verão

5 de outubro de 2012 | Por admin

As altas temperaturas no verão fazem com que muitas pessoas fiquem indispostas para comer, por consequência acabam se alimentando mal, gerando indisposição e desconforto. O próprio corpo necessita de alimentos leves, gelados e menos calóricos nesta época do ano. Para que sua alimentação não fique prejudicada preparamos algumas dicas para que você possa curtir o melhor desta estação, que está recheada de calor, férias e diversão!

Dicas:

o Hidrate-se! Com o aumento das temperaturas é fundamental que o corpo esteja hidratado, pois o corpo perde água e sais minerais no suor.

IMPORTANTE: se você deixa para beber água quando está com sede, cuidado, isso é sinal de que o corpo já está desidratando.

o Não economize no cardápio de legumes, verduras e frutas, você pode combinar eles com saladas, sanduíches naturais e wraps.

o Inclua o açaí no seu cardápio! Se você é fã de atividades esportivas já deve ter ouvido falar nos benéficos dessa fruta, o açaí é apreciado por ser um alimento energético, que aumenta resistência e a disposição. É uma ótima opção para o verão!

o Evite alimentos gordurosos e pesados, a digestão destes é mais lenta, o que provoca desconforto e sonolência.

Enfim, alimente-se bem e curta o verão de forma deliciosa! Com a mudança na alimentação você poderá aproveitar a estação do calor de uma forma muito mais agradável. Confira o nosso cardápio que está recheado de saúde e bem estar!

Conheça o cardápio delicioso que o Saúde no Copo preparou para você.

Fonte: Saúde no Copo



Dia Nacional de Combate a Hipertensão

26 de abril de 2012 | Por admin

Para evitar a pressão alta, consuma até uma colher de chá de sal por dia

Média de consumo diário do brasileiro, porém, é mais que o dobro disso.
Cerca de 25% da população tem hipertensão, que costuma ser silenciosa.

As pessoas comem sal o tempo todo, muitas vezes sem perceber. Não é porque você não adicionou o condimento à comida que ela já não esteja salgada o suficiente – e até mais que o recomendado.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde, os brasileiros devem ingerir no máximo 5 gramas de sal por dia, o equivalente a uma colher de chá. A média de consumo, porém, é de 12 gramas diários.

Quando o pai e a mãe são hipertensos, a chance de o filho ter pressão alta é de 60%. E metade dos casos de hipertensão – que atinge 25% da população – é causada pelo excesso de sal, composto por cloreto de sódio (40%) e cloreto de potássio. Segundo a cardiologista Ludmila Hajjar e o nefrologista Décio Mion, um pacote de 1 kg deve durar quase dois meses para uma família de quatro pessoas.

sal_valendo (mais…)



A escolha do travesseiro pode influenciar no sono

26 de março de 2012 | Por admin

Por Elaine Camilo


Uma noite tranquila de sono quer dizer o total relaxamento dos músculos do corpo inteiro e o travesseiro pode influenciar o alcance desse estado, principalmente nas regiões lombar, dorsal e cervical, áreas das quais se exige maior esforço durante o dia. O travesseiro deve ter altura e suporte apropriados para alinhar a coluna cervical com o tronco e melhorar a circulação sanguínea, facilitando os estímulos elétricos enviados pelo cérebro aos demais órgãos.

Nem sempre os travesseiros mais caros são os melhores, a escolha deve ser baseada na posição em que se dorme e no material de fabricação, de acordo com o gosto pessoal. “É preciso escolher um que preencha o espaço entre a cabeça e o colchão, a altura ideal do travesseiro ocorre quando a cabeça forma um ângulo de 90 graus em relação à coluna cervical”, atenta Fausto Ito, especialista da Associação Brasileira do Sono.

O que muita gente não sabe é que o travesseiro tem prazo de validade e isso pode influenciar na qualidade do sono. “A vida útil de um travesseiro é de, em média, cinco anos de uso, mas é recomendado que seja trocado a cada dois anos, pois a prolongação do uso pode ser fonte de contaminação por micro-organismos”, atenta Renata Federighi, gerente de marketing da Duoflex.

(mais…)



50 sugestões para você amar mais a sua vida

16 de fevereiro de 2012 | Por admin

Ser feliz é muito mais do que ter coisas ou ser alguém importante. Aproveite nossas dicas simples para deixar seu dia a dia muito mais gostoso.

Você acha que para ser feliz é preciso ter aquela casa sensacional, um marido deste ou daquele jeito ou estar sempre magérrima? Já parou para pensar que a felicidade pode estar nos momentos gostosos do dia a dia, nos detalhes, nas gentilezas? Veja no primeiro especial de 50 anos da revista as dicas que a equipe de CLAUDIA preparou para deixar sua vida mais gostosa e colorida. Aproveite também para escrever abaixo, nos comentários do Facebook, as coisas que te fazem mais feliz na vida!

1 – Celebre o que é bom
Por que brindar apenas os grandes momentos se a vida está cheia de pequenas alegrias para festejar? Comemore um dia agradável, um almoço com uma amiga querida, uma gargalhada sem grandes motivos, um elogio que você recebeu quando menos esperava…

2 – Quebre o ritmo
Para que ficar da casa para o trabalho e do trabalho para casa? Um simples desvio na rotina enriquece o cotidiano e alivia o stress. Por que não curtir um jantar no meio da semana com as amigas ou um passeio no parque, numa manhã de sol, com os filhos?

3 – Comentários do bem
Ouvir o que lhe dizem não significa concordar nem se submeter à opinião alheia, mas abrir-se para escutar. O comentário de quem trabalha ou vive com você pode ajudá-la a se aprimorar. Aproveite o que for útil e descarte o que não serve.

4 – Deseje sem culpa
Batalhe pelo que deseja. Você pode, sim, querer mais dinheiro, mais conforto, mais realizações e prosperidade em sua vida. Ambição não é pecado, ajuda a manter o foco no caminho e a perseguir seus objetivos com mais vontade. (mais…)



Economize água no banheiro

14 de fevereiro de 2012 | Por admin

As bacias sanitárias com caixa acoplada gastam, em média, 12 litros de água a cada vez que a descarga é acionada. Se você tem em sua casa descargas desse tipo e usa o banheiro cinco vezes por dia, gasta 60 litros de água diariamente.

Existe, porém, uma maneira simples de reduzir este gasto, colocando uma garrafa PET (aquelas de refrigerante) de 2 litros, cheia de água, dentro da caixa d´água da bacia. Com isso, você estará economizando 2 litros por descarga, ou 10 litros por dia.

Se esta prática for adotada em todos os banheiros da casa em que habita uma família de quatro pessoas, essa economia será de 40 litros por dia. Em um ano, essa água poupada é suficiente para matar a sede de 20 pessoas durante o ano inteiro.

E não se esqueça de nunca usar o vaso sanitário como lixeira, pois cada vez que você aciona a descarga para se livrar de papéis ou pontas de cigarro joga fora sem necessidade água limpa e tratada.

Existem bacias sanitárias mais modernas, com apenas 6 litros de água. Para saber se a sua é desse tipo, basta tentar colocar a garrafa PET dentro. Se não couber, significa que você já está gastando uma quantidade bem menor de água por descarga.

Escove os dentes com a torneira fechada – Se você escovar os dentes com a torneira aberta durante 2 minutos, vai gastar mais ou menos 13,5 litros de água, mas só precisaria de 0,5 litro se abrisse a torneira apenas quando necessário. (mais…)



Prêmio para produtos sustentáveis

5 de fevereiro de 2012 | Por cemara

Greenbest vai escolher os melhores em 19 categorias. Votação pela internet está aberta

Praça victor civita concorre na categoria projetos de arquitetura no premio greenbest.

RIO – Produtos com características sustentáveis agora têm um prêmio para chamar de seu. É o Greenbest, iniciativa do site Greenvana, que escolhe os melhores produtos em 19 categorias, entre elas mobiliário, materiais para construção e reforma, produtos para construção e reforma e projetos de arquitetura e construção, além de sistemas de eficiência energética e hídrica.

Em seu segundo ano, o prêmio cresceu. Se no ano passado, apenas duas das 16 categorias estavam ligadas a arquitetura e construção civil, este ano são cinco as categorias relacionadas à área. E o motivo é simples: o setor de construção civil é o que causa maior impacto ao meio ambiente.

— Resolvemos ampliar o prêmio nessa área para incentivar ainda mais as empresas a investirem em novos produtos sustentáveis e também para que os brasileiros tenham maior conhecimento do que já está disponível no mercado — diz Felipe Lobo, gerente de Conteúdo do site.

A primeira etapa do prêmio, a escolha do TOP 10 em cada categoria, já aconteceu. Agora, a votação está aberta. E todo mundo pode participar até 13 de março para definir o TOP 3. Basta entrar no www.greenbest.com.br, se cadastrar e votar. Não é preciso eleger favoritos em todas as categorias. Se você conhece apenas uma delas, pode entrar e escolher o produto que considera melhor. Mas só uma vez: não é possível repetir o voto na mesma categoria.

Em 27 de março, começa nova etapa de votação popular, que vai até 24 de abril, e aí sim serão escolhidos os vencedores. Paralelamente a isso, um júri formado por especialistas em sustentabilidade e meio ambiente também vai eleger seus favoritos. Assim, cada categoria terá dois vencedores, que serão divulgados em 15 de maio. No ano passado, 500 mil pessoas participaram da votação.

— Foi um bom número. Mostra que as pessoas estão atentas ao tema, que só tende a crescer nos próximos anos — destaca Lobo.

Fonte: O Globo



Americana se destaca entre as melhores do País

7 de novembro de 2011 | Por cemara

Pesquisa da revista Veja apontou as campeãs de riqueza e bem-estar

Americana se destacou em áreas como educação e saneamento

 

Americana aparece em posição de destaque em ranking divulgado na última edição da revista Veja sobre as cidades campeãs de riqueza e bem-estar. O levantamento envolveu 106 cidades brasileiras com mais de 200 mil habitantes que, apesar de não serem capitais de Estado, oferecem às pessoas os benefícios da urbanização. Campinas, Indaiatuba e Sumaré também foram citadas.
Segundo reportagem da Veja, estas 106 cidades analisadas abrigam, juntas, 20% dos brasileiros e produzem 28% do PIB (Produto Interno Bruno) do País.

Elas têm à sua frente as perspectivas e desafios dos grandes centros e, segundo a publicação, muitas podem festejar a universalização de serviços indispensáveis como saúde, educação, coleta de lixo e saneamento. Além destas áreas, também foram analisados itens como emprego, Internet, criminalidade, renda, lixo e mortalidade infantil.

Foi feito um cruzamento de diversos bancos de dados que mostrou os municípios que primam pela excelência em cada uma das áreas. Na publicação, foram apontadas as cinco melhores e cinco piores cidades em cada tema.

Americana ficou entre as cinco melhores analisadas em quase todos os quesitos. Em relação à educação em escolas públicas, a cidade ficou em quarto lugar com 6,1, em um ranking com notas de 0 a 10 seguindo o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). Nesse caso foi avaliado o bom desempenho das escolas em instalações, capacitação dos professores e gestão. A cidade com melhor pontuação foi Marília, com 6,4 pontos, e a pior Paulista (PE) com 3,5. (mais…)



Reciclagem: aproveite as garrafas PET e faça um jardim vertical

24 de setembro de 2011 | Por cemara

Não jogue fora as garrafas PET. Elas podem ser aproveitadas em um jardim, como sugere a arquiteta e paisagista Soraia Vitiello, do departamento de paisagismo do Shopping Garden. Uma das ideias é usar o gargalo em um jardim vertical composto de plantas ornamentais ou temperos. Com os fundos das garrafas você pode ainda improvisar vasinhos. Confira como é simples: Clique aqui!

 

Jardim vertical feito com garrafas PET

 

Fonte: Uol Estilo – Casa e Imóveis



Páginas:12»

Certificados e Prêmios



Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara