Mostrando posts da categoria: Qualidade de vida


15 DICAS PARA MANTER O PENSAMENTO POSITIVO

28 de agosto de 2014 | Por admin

São tantas situações que nos colocam para baixo: a briga com o companheiro, o estresse do trabalho, o atrito com o chefe, falta de perspectiva de desenvolvimento financeiro, além de situações do cotidiano, como trânsito ou problemas nos transportes. Diante de episódios difíceis, o que fazer para manter o pensamento positivo, “levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima”?

“Ser positivo é uma escolha e depende de prática”, ressalta a psicanalista Ana Laura Gaio. Ela enfatiza que uma pessoa positiva é confiante na vida. “Mas há uma grande diferença entre ser positivo e ser idealista. As pessoas positivas são realistas”.

O pensamento positivo saudável gera pensamentos e atitudes que vão refletir na rotina do seu cotidiano. Por exemplo, para passar no vestibular, não basta ter o pensamento positivo, mas é necessário também estar motivado a estudar.

Veja as dicas que a Doutora Ana Laura Gaio dá para os leitores do Universo Jatobá manterem o pensamento positivo:

1) A atitude positiva pode ser treinada. 

Uma boa maneira de praticá-la é meditar diariamente, mesmo que por pouco tempo. A meditação consiste em observar os próprios pensamentos. Se o pensamento não é o que você quer, finja que ele é uma nuvem e deixe-o passar.

2) As pessoas positivas não são imediatistas. 

Tudo tem o seu tempo. As pessoas conseguem analisar uma situação e enxergar adiante. E uma maneira de ser positivo é pensar a longo prazo. Lembre-se que o futuro é produzido no presente e o que não está tão bom agora pode se tornar melhor se cultivado com positividade. Ter um objetivo faz com que o peso do caminho seja suportável.

3) Ver fotos de animais pode ter um impacto benéfico maior do que você imagina. 

Olhar imagens de filhotes de animais fofos, como cães e gatos, aumenta a concentração, fazendo com que o desempenho em atividades cotidianas melhore. Com mais foco, é possível encontrar soluções racionais e lógicas para os problemas que aparecem.

4) A música traz muitos benefícios. 

A música faz com que liberemos o estresse e cultivemos o modo de expressão pessoal. Que tal aprender a assoviar aquela sua música favorita?

5) Ria e sorria! 

Pensar positivo é uma questão de treino. Para isso, tente sempre emanar positividade. Quando estiver se sentindo carregado, feche os olhos e abra um sorriso. Ou, então, mostre os dentes para o espelho. Logo você vai perceber que algo dentro de você ficou mais leve!

Universo_Jatoba_pensamento_positivo2

6) Avalie todos os lados de uma situação. 

Terminou com o parceiro ou brigou com a amiga? Talvez seja hora de rever quais pessoas são necessárias na sua vida. A pessoa positiva tem uma atitude racional diante da vida. No fundo, como acredita que tudo é bom, ela foca no lado afirmativo das oportunidades que a vida oferece.

7) Cultive relacionamentos enriquecedores com pessoas edificantes.

Não tenha medo de cortar a relação com aquelas pessoas que fazem mal. Somos estações receptoras e transmissoras. Têm pessoas que exalam coisas boas e nos fazem querer ficar perto. Por outro lado, tem gente que você mal senta perto e já quer sair correndo. Cultivar a relação com quem nos faz bem é necessário para a saúde mental.

8) Desconecte-se dos problemas.

Desligue o computador ou a televisão e vá dar uma volta no quarteirão, apreciando os sons ao redor. É difícil ser positivo em um mundo em que somos bombardeados com informações negativas o tempo todo.

9) Cuidado com o ambiente que você cria, tanto para seus amigos quanto para a sua família.

O ambiente influencia a maneira como a pessoa encara a vida, principalmente a forma de criação. O contexto familiar em que você está envolvido pesa muito. Se a pessoa tem pais opressores, pode se tornar pessimista. Por isso, perceba se seu pessimismo é “herdado” e se livre dele. E procure sempre criar um ambiente harmonioso ao seu redor.

10) Diga ‘sim’ para novas oportunidades.

Seja uma pessoa mais aberta aos acontecimentos não planejados. Muitas coisas boas podem vir de lugares que você nem esperava. Além disso, mergulhar no desconhecido costuma expandir suas visões de mundo.

Universo_Jatoba_pensamento_positivo3

11) Não tome decisões em situações de emoção extrema, seja de raiva ou felicidade.

Na euforia, muitas vezes dizemos coisas que podemos nos arrepender depois, o que acaba criando uma situação desconfortável para todos. Na dúvida, clareie a mente, respire fundo e conte até 10.

12) Preste atenção não só ao que você fala, mas em como fala.

Uma técnica interessante é sempre se questionar a quem a informação trará benefício. Não adianta querer ser positivo, se ficar, por exemplo, falando mal das outras pessoas.

13) Gaste seu tempo com experiências em vez de bens.

O aprendizado das vivências é significativo para o resto da vida. Um dos benefícios é  se sentir bem. Cada pensamento e ação produz uma descarga bioquímica que faz as pessoas experimentarem sensações diferentes a cada nova experiência.

14) Faça uma limpeza interna.

Não guardar mágoas e perdoar falhas são maneiras de começar esse processo. Esta limpeza faz com que haja uma reciclagem dos pensamentos ruins e os reelabora internamente para devolver para o ambiente de maneira mais suave, mais agradável e condizente com a nossa identidade.

15) O pensamento tem uma força muito maior do que se visualiza e pode criar um novo universo para você. Acredite!

Fonte: Universo Jatobá 



6 ALIMENTOS QUE COMBATEM A ANSIEDADE

25 de agosto de 2014 | Por admin

A vida agitada das grandes metrópoles faz com que as pessoas fiquem cada dia mais ansiosas. O nosso dia é praticamente repleto de preocupações: Será que vai dar tempo de chegar naquela reunião? Preciso buscar meu filho na escola às 18h! Depois do trabalho preciso passar no supermercado para fazer umas comprinhas! Preciso arrumar um tempo para ir à academia! Esses são alguns exemplos de situações que acontecem no nosso cotidiano.

Um levantamento realizado na Inglaterra com cerca de 2 mil pessoas, a pedido do canal Universal Channel, revelou que 4 entre cada 10 participantes da pesquisa passam cerca de duas horas por dia preocupados com acontecimentos futuros.

Os problemas que mais preocupam os entrevistados são: tarefas domésticas, pagamento de dívidas, problemas no ambiente de trabalho e o cuidado com os filhos. Uma das formas de diminuir a ansiedade do dia a dia é mudar a sua alimentação. Alguns alimentos ajudam a combater a ansiedade, enquanto outros podem agravar a situação.

Confira 6 alimentos que combatem a ansiedade!

1 – BANANA, LEITE E SEUS DERIVADOS, CASTANHA E AMENDOIM

São ótimas opções, pois aumentam a produção de serotonina no organismo. “Esses alimentos contêm o aminoácido triptofano, responsável pela liberação da serotonina. Ele também ajuda na regulação do sono, provocando a sensação de relaxamento”, ressalta Rafaela Allevato Frason, coordenadora do serviço de nutrição do Hospital San Paolo.

1 - Banana, leite e seus derivados, castanha e amendoim

2 – CARNES E PEIXES

São fonte natural de triptofano, aminoácido que aliado à vitamina B3 e ao magnésio ajudam na produção de serotonina que regula a ansiedade. As carnes e peixes também possuem um aminoácido chamado taurina. Essa substância ajuda a controlar a ansiedade. Dê preferência para carnes brancas e magras e evite as frituras!

2 - Carnes e peixes

3 – CHOCOLATE

É muito difícil encontrar alguém que não goste de chocolate, a boa notícia é que ele pode ajudar a reduzir a ansiedade. O chocolate é rico em flavonoides, um antioxidante que colabora com a produção de serotonina, que é responsável pela sensação de bem-estar e ajuda a melhorar o humor. O mais indicado é o chocolate amargo, pois contém menos calorias e é rico em flavonoides. Tome cuidado para não exagerar, não consuma mais de 30 gramas de chocolate por dia!

3 - Chocolate

4 – FRUTAS CÍTRICAS

A vitamina C diminui a produção de cortisol, hormônio que transmite a sensação de estresse ao nosso corpo. Consumir frutas cítricas aumenta a sensação de bem-estar.

4 - Frutas cítricas

5 – CARBOIDRATOS

Estão presentes em pães, massas, no arroz, no feijão e em frutas como maçã e uva. Os carboidratos aumentam o nível de açúcar no sangue e consequentemente dão sensação de bem-estar e melhoram a disposição.

5 - Carboidratos

6 – ESPINAFRE

O espinafre contém ácido fólico, um antidepressivo natural. Quando o nível de ácido fólico está em baixa no organismo, isso provoca a diminuição dos níveis de serotonina no cérebro

6 - Espinafre



FENG SHUI: SUA CASA EM HARMONIA EM 9 PASSOS

6 de agosto de 2014 | Por admin

De origem chinesa, o Feng Shui tem como tradução literal “vento-água” e é uma corrente de pensamento com mais de 4 mil anos. Ele tem como objetivo combinar forças que se associam à energia vital que percorre a casa.

Atualmente, por causa da vida corrida e muito atribulada, mais e mais pessoas procuram pelo Feng Shui para manter as boas vibrações nos ambientes ao seu redor, gerando assim maior bem-estar, conforto e praticidade.

Confira nove passos para colocar sua casa em harmonia segundo o Feng Shui.

1 – SONS

O som é a energia em movimento. Por isso, coloque sinos de vento pela casa. Eles elevam e espalham a energia. A música também é muito bem vinda e agrada a todos. Opte por músicas relaxantes.

1

2 – OBJETOS LUMINOSOS E BRILHANTES

Eles expandem e controlam a energia Chi (energia vital). Por isso, mantenha a casa iluminada. Esferas facetadas e Prismas também são ótimos, pois trazem energia aos ambientes. Cristais são muito bem vindos, mas procure antes saber para que serve cada um deles. Os mais indicados para energizar os ambientes são os cristais de quartzo branco. Espelhos são ótimos objetos para se ter em casa. Além de refletir, eles expandem espaços e atraem imagens positivas. Na sala de jantar ou cozinha eles podem duplicar a prosperidade.

2

3 – CORES

Cores vivas e alegres são muito indicadas para se ter dentro de casa. Elas aumentam e suavizam o Chi. Porém, veja qual a função de cada cor e pinte cada cômodo de acordo com sua melhor função, seguindo também a personalidade dos moradores e a fase que estão na vida.

3

4 – OBJETOS PESADOS

Pedras, bimbos, chafarizes e outros objetos grandes servem para suavizar e redirecionar o fluxo de energia acelerado existente em locais como corredores, onde a energia Chi tende a acelerar.


4

5 – PLANTAS E ANIMAIS

Eles representam a vida e, por isso, estimulam muito a energia Chi. Além disso, repelem e absorvem as energias negativas. Animais e plantas possuem efeito psicológico positivo e alegram qualquer lar.

5

6 – OBJETOS QUE SE MOVEM

Tenha sinos de vento, fontes de água, móbiles ou cata-ventos em casa. Eles produzem movimento e estimulam a energia Chi, dispersando as energias estagnadas e negativas do lar.

6

7 – OBJETOS PRODUTORES DE ENERGIA

Eletrodomésticos, computadores, televisão e aparelhos de som são bem vindos em casa. Isso porque dão força, poder, energia e movimentos aos ambientes.

7

8 – FORÇA DAS ÁGUAS

Fontes, aquários, chafariz, jarros e tigelas com água são símbolos universais da riqueza e fartura. A água faz circular o Chi e ativa a prosperidade e riqueza.

8

9 – FLAUTAS DE BAMBU

O bambu traz paz, proteção e segurança. Pendure bambu em locais altos pela casa.

9

Fonte: Universo Jatobá



8 BENEFÍCIOS DO AÇAÍ PARA A SUA SAÚDE

22 de julho de 2014 | Por admin

O açaí é uma fruta do norte do Brasil e tem a fama de ser super calórica. Ele é rico em proteínas, cálcio, magnésio, potássio, ferro e também é fonte de vitaminas C, B1 e B2. Quem gosta de consumir o açaí nem pode imaginar quantos benefícios essa fruta pode trazer para a saúde. Confira abaixo 8 benefícios do açaí:

1 – Previne o envelhecimento: O açaí é rico em antocianinas, que são os antioxidantes, por isso ele pode ajudar na prevenção do envelhecimento das células e dos órgãos.

2 – Faz bem ao coração: O açaí possui uma gordura saudável, parecida com a que está presente no azeite de oliva. Essa gordura é chamada da monoinsaturada, ela traz benefícios para o sistema cardiovascular e também previne doenças do coração. Além disso, essa fruta também é rica em fibras e fitoesteróis, que ajudam no bom funcionamento do coração.

3 – Reduz o colesterol: Pesquisadores da Universidade Federal do Pará observaram que o consumo regular de açaí diminui o colesterol. Isso se deve à antocianina, corante presente no açaí, que também é encontrado na uva e em outros alimentos que possuem a coloração roxa. Um litro de açaí tem até 35 vezes mais antocianina do que um litro de vinho tinto.

4 – Fortalece os ossos: O açaí é rico em cálcio, mineral que é fundamental para manter ossos e dentes fortes. Por causa desse benefício ele é recomendado para crianças na fase de crescimento. Já para os adultos, o consumo de açaí pode ajudar a prevenir doenças como osteoporose e a hipertensão.

Universo_Jatoba_Tijela_Acai_Thinkstock

5 – Evita câimbras: O potássio que é encontrado no açaí previne o aparecimento de câimbras. O consumo dessa fruta aliado à ingestão de água durante a atividade física pode reduzir as câimbras que são causadas pela desidratação.

6 – Afrodisíaco: Os nativos da Amazônia dizem que o açaí é um ótimo afrodisíaco. Os homens podem consumir uma tigela de açaí para manter o apetite sexual. O açaí também pode ser usado para casais que encontram dificuldades para engravidar e para homens com problemas de impotência sexual.

7 – Anti-inflamatório: Alguns estudos revelaram que o açaí ajuda a aliviar os sintomas de doenças causadas por inflamação crônica como a asma. Por isso, a fruta pode ser usada para diminuir a dor e a inflamação.

8 – Fonte de energia: O açaí é rico em carboidratos que são necessários para aqueles que praticam esportes. Aliado ao aminoácido que também está presente na fruta, ele atua na regeneração muscular após a prática de atividades físicas.

Fonte: Universo Jatobá 



Sete passos para fugir da zona de conforto

15 de julho de 2014 | Por admin

Deixar a vida no piloto-automático não é sinônimo de segurança. Desafiar-se diariamente pode revelar o verdadeiro potencial de cada um. Especialistas ensinam como fazer isso

Thinkstock/Getty Images

Saia do sofá: ter uma vida ativa e espontânea pode ser o remédio para fugir do comodismo

Estar na zona de conforto pode ser atraente pelo nome. Mas tal status pode gerar a angústia de uma vida improdutiva e desgaste nos campos profissionais e pessoais do acomodado. A ideia de dedicar um tempo para viver em segurança e sem grandes emoções parece inofensivo, mas colocar a vida no piloto-automático pode ser perigoso a longo prazo.

Sensação de que a vida está paralisada, monótona e com momentos de angústia são os principais sintomas dos acomodados. Segundo a psicóloga e palestrante Meiry Kamia, pesquisas mostram que vencer um desafio traz realização e deixar de superá-los pode afastar a felicidade.

“Muitos acham que vivem um período de segurança e que estão isentos da realidade e possíveis frustrações, mas é uma ilusão”, diz ela.

Ter uma vida ativa e espontânea pode ser o remédio para fugir do comodismo. O segredo, garante a coach comportamental Fabiana Koch, é encontrar o equilíbrio entre a rotina e espontaneidade.

“Nosso cérebro quer segurança e, por isso, entramos na rotina. Mas precisamos inserir coisas diferentes na nossa vida”.

Leia a seguir as dicas de especialistas para sair do piloto-automático:

1. Reconhecer que está na zona de conforto

Você se identificou com o que foi descrito na reportagem? Busque fugir do período de improdutividade. Muitos pensam que o comodismo evita novos medos e frustrações. No entanto, o melhor caminho para se proteger é restaurar a autoestima e autoconfiança. Em casos mais extremos, quando há indícios de depressão, o melhor é buscar ajuda profissional.

“Sair da zona de conforto implica conhecer a própria potencialidade. E abandonar a rotina: como, bebo e durmo, logo existo”, garante o analista comportamental Getúlio Chaves.

2. Elimine a procrastinação

Após assumir o problema, trate de eliminar pensamentos que justifiquem a procrastinação, como “Estou muito cansada”, “Faço amanhã, hoje estou com sono” e “Não vou dar o meu melhor porque mereço descansar”. Meiry explica que é comum buscar justificativas racionais para explicar o medo. “É triste perceber que a pessoa apenas trabalha para pagar as contas. Você pode e deve fazer mais”, orienta a psicóloga.

3. Use o passado ao seu favor

O passado pode ser uma grande referência na hora de provocar mudanças de comportamento. Relembrar momentos em que teve “frio na barriga”, pode ajudar no processo de reconstrução da própria imagem. “Isso nós tivemos desde a infância. Procure pensar no primeiro emprego e sua capacidade para consegui-lo”, explica Fabiana. Para completar o exercício pense ainda nos benefícios que teve com as situações em que foi corajosa.

Thinkstock/Getty Images

Aplicar energia em uma nova ação ajuda a sair do marasmo

4. Enfrente pequenos novos desafios

Um novo esporte, estilo musical ou até apostar num curso de idiomas. Especialistas acreditam que ao aplicar energia em uma ação nova, você poderá ganhar visibilidade no ambiente de trabalho, aumentar a sociabilidade, e conquistar a autoconfiança. Acostume o corpo a agir mais rápido diante de pequenas atividades, aceite convites para tomar um café, por exemplo.

5. Mude o visual

Experimentar um novo corte de cabelo ou até uma nova cor pode provocar mudanças expressivas. Pontos a mais na autoestima vão agir diretamente na autoconfiança e relações interpessoais. Fabiana diz que, fazendo isso, a mulher pode se sentir encorajada. “Crie metas menores para ajudá-la a chegar ainda mais longe”.

6. Se arrisque

Cada pessoa conhece o medo que precisa enfrentar. “Ir ao cinema sozinho pode ser um pesadelo para alguns. O importante é ter disciplina e lembrar que firmou um compromisso consigo”, orienta Meiry. Vale aproveitar cada oportunidade para fazer coisas diferentes, como escolher um novo prato no restaurante, falar com estranhos e até enfrentar uma viagem sozinha.

7. Faça novos amigos

Ainda dentro da proposta de expandir os círculos sociais, o próximo passo é enfrentar sozinha festas e eventos sociais. O começo pode ser assustador, mas leve cartões de visita na bolsa e distribua. “Uma oportunidade para adicionar novas pessoas no seu dia a dia e ouvir novos discursos”, conclui Fabiana.

Fonte: DELAS IG



ENTENDA OS PERIGOS DO CONSUMO DE SUPLEMENTOS VITAMÍNICOS

7 de julho de 2014 | Por admin

 

Ujatoba_suplementos

As vitaminas são micronutrientes essenciais ao organismo, mas tanto a falta como o excesso são prejudiciais ao corpo humano. Cada uma delas têm atividades específicas e, por isso, uma alimentação balanceada é tão importante.

A quantidade necessária varia de acordo com a idade, sexo estado de saúde e atividade física do indivíduo e são classificadas como lipossolúveis (Vitaminas A, D, K e E) e hidrossolúveis (Vitaminas C e as do Complexo B). Além das fontes naturais, caso seja necessário, um especialista pode indicar suplementos ou medicamentos à base de vitaminas.
Os suplementos devem conter um mínimo de 25% e no máximo até 100% da Ingestão Diária Recomendada (IDR) de vitaminas e ou minerais. Vale alertar que eles podem substituir os alimentos nem serem considerados como dieta exclusiva. Já os medicamentos à base de vitaminas e ou minerais são todos os produtos cuja composição contenha nutrientes acima de 100% da IDR.

As vitaminas hidrossolúveis, como a Vitamina C, por exemplo, quando consumidas em excesso, são eliminadas pela urina, possibilitando a formação de cálculos renais. O excesso das vitaminas lipossolúveis pode apresentar efeitos tóxicos. Por exemplo, a intoxicação por Vitamina A pode levar a manifestações como pele seca, áspera e descamativa, fissuras nos lábios, queda de cabelos, ceratose folicular, dores ósseas e articulares, dores de cabeça, tontura e náuseas, cãibras, lesões hepáticas e paradas do crescimento. Pode surgir também a falta de apetite, edema, cansaço, irritabilidade e sangramentos.

No caso da intoxicação por vitamina D, observa-se a hipercalcemia, que favorece o depósito de cálcio nos vasos e ainda a eliminação aumentada de cálcio pela urina que, por sua vez, colabora com a formação de cálculos renais.

Não utilize suplementos sem a orientação de um profissional de saúde.

Fonte: Universo Jatobá 



Muito cansaço? Veja 10 hábitos para acordar mais disposto

23 de junho de 2014 | Por admin

Evitar colocar sonecas no celular, trocar café por chá verde e tomar um caprichado café da manhã são algumas das dicas.

Desapegue dos minutos de soneca

Foto: Getty Images

Cansado de acordar cansado dia após dia? Você não está sozinho. Se as  responsabilidades e obrigações costumam atrapalhar o sono, há boas notícias: alguns hábitos causam um enorme impacto nos níveis de disposição e te deixarão muito melhor. Confira a lista feito pelo site Pop Sugar:

Pela manhã


1) Nada de soneca

Programar inúmeras sonecas de poucos minutos no despertador faz que seja ainda mais difícil levantar da cama e atrapalha sua disposição sugando boa parte da energia do dia. A melhor alternativa é programar o despertador de maneira consciente em um horário que possa levantar sem precisar tirar mais um cochilo.

2) Beba logo um copo de água
Beber água ajuda o corpo a manter seu melhor desempenho e, se a hidratação for a primeira coisa da manhã, irá ajudar muito o sistema digestivo, além de energizar. Por isso, deixar um copo de água ao lado da cama e bebê-lo assim que abrir os olhos é fundamental.

3) Escolha o café da manhã certo
Comer um café da manhã satisfatório dá a energia e os nutrientes que o corpo precisa para se manter bem durante a manhã. Segundo especialistas, a refeição deve conter carboidratos, proteínas e fibras. “Isso ajudará a balancear o nível de açúcar e o dia será melhor”, explica a nutricionista Melissa Costello.

Tente fazer exercício antes de ir para o trabalho

Foto: Getty Images

4) Faça exercício
Começar o dia se exercitanto é uma das melhores coisas para energizar o corpo antes de ir para o trabalho. Além disso, praticar atividades pela manhã queima mais calorias e oferece mais resistência.

Durante a tarde

5) Tome um pouco de ar
Ficar horas seguidas sentado em frente ao computador causa inchaço e faz a concentração ir para o espaço, por isso tire um intervalo, tome um ar fresco, alguns raios de sol e faça uma caminhada curta. Pode parecer um luxo fazer isso, mas você com certeza voltará com mais energia.

6) Beba chá verde
Troque o café pelo chá verde durante a tarde. Ele trará mais benefícios para seu corpo e não irá interferir na qualidade do seu sono à noite.

7) Organize seu espaço de trabalho
Quando a mesa no escritório parece uma zona de guerra, olhar para aquilo pode causar mais estresse e cansaço. Por isso, limpe o organize este espaço com frequência porque um ambiente mais zen e calmo vai trazer mais relaxamento e produtividade.

Coma um lanche
Faça uma refeição pequena no meio da tarde, mas nada de bolachas e coisas desse tipo. Escolha alimentos que dêm energia ao seu corpo, como castanhas, por exemplo. É importante não sentir fome durante o trabalho.

Troque café por chá verde

Foto: Getty Images

Durante a noite


8) Abandone a saideira

Por mais que o dia tenha sido cansativo e uma taça de vinho ou cerveja seja perfeito, evite o álcool. Ele pode atrapalhar o ciclo natural do sono e fazer com que se sinta exausto na manhã seguinte. Se está enfrentando problemas para dormir, é melhor abandonar os drinques definitivamente.

9) Desligue os aparelhos eletrônicos
Deixar celular, televisão e tablet ligados durante a noite atrapalha o sono e, consequentemente, te deixará mais cansada de manhã. Antes de dormir, desligue tudo que estiver ao alcance e, caso queira ler, prefira os livros convencionais. É importante também deixar de ficar checando o Instagram e o Facebook pelo celular porque a luz dos aparelhos influencia negativamente a qualidade do sono.

10) Vá cedo para a cama
É óbvio, mas dormir cerca de sete horas ainda é a melhor maneira de acordar disposta no dia seguinte. Então, esqueça aquela história de assistir só mais um episódio no Netflix e ler só mais um capítulo do livro. Faça as contas do horário que precisa levantar da cama e programe-se para dormir.

Fonte: Terra



6 ALIMENTOS INDISPENSÁVEIS PARA UMA VIDA MAIS SAUDÁVEL

5 de junho de 2014 | Por admin

Ujatoba_vinho

A medicina chinesa informa que a longevidade é fácil de ser alcançada. Basta ter a indicação dos melhores alimentos para uma vida mais saudável e duradoura. Listamos abaixo fontes de nutrientes e vitaminas que permitem uma longa vida benéfica.

Matéria do site EcoDesenvolvimento

1. Vinho

Estudos evidenciam que o vinho tinto, tomado com moderação, é bom para a saúde. O tinto é rico em flavonoides, que, por serem antioxidantes, ajudam a prevenir radicais livres (moléculas que podem causar doenças degenerativas e envelhecimento celular). O resveratrol é um dos antioxidantes mais estudados – ele tem propriedade de prevenir aparecimento de tumores. Uma pesquisa feita pela Harvard Medical School e pelo Instituto Nacional de Saúde, mostrou que o resveratrol parece atrasar os efeitos do envelhecimento em ratos quando administrado em doses muito elevadas. Ah, e o álcool no vinho ajuda a produzir mais do chamado “colesterol bom”.

2. Gengibre

Conhecido por suas propriedades combatentes da náusea, o gengibre é muitas vezes usado ao cozinhar frutos do mar, para assim, evitar qualquer intoxicação por eles provocada. Segundo o livro Segredos da Longevidade, do médico chinês Dr. Mao Shing Ni, a planta possui geraniol, que é visto como um combatente do câncer. É anti-inflamatório, ajuda a aliviar a dor, prevenir coágulos sanguíneos, evita dores de cabeça e enxaquecas. A medicina chinesa indica o chá de gengibre para preservar a vitalidade ao longo dos anos.

3. Algas marinhas

São ricas em micronutrientes, tendo mais propriedades de cura do que vegetais cultivados na terra. São utilizadas como suplementos minerais naturais, pelo seu conteúdo de iodo. Em estudos epidemiológicos no Japão, foi descoberto que o consumo de algas reduzia a mortalidade por câncer de pulmão em homens e mulheres, de câncer no pâncreas para os homens e por doença cerebrovascular em mulheres. Recentemente, foi demonstrado que um complexo de algas castanhas, que contêm mais zinco, manganês e vitamina B6, têm reduzido os sintomas de osteoartrite do joelho.

4. O arroz integral

Esse alimento possui vitaminas B em seu farelo, diferente do arroz branco que perde o farelo ao ser descascado. O livro Segredos da Longevidade, explica que os nutrientes encontrados no integral são eficazes na redução de açúcar no sangue, ou seja, são ótimo alimentos para quem possui diabetes. O arroz contém mais de 70 antioxidantes, incluindo vitamina E.

5. Cebola e alho

O ingrediente ativo do alho, a alicina, previne a aterosclerose e a obstrução coronária, o que reduz o colesterol e coágulos no sangue. Os vegetais do gênero Allium, como a cebola, os alhos e as cebolinhas, possuem propriedades antibacterianas que tratam infecções, regulam o açúcar no sangue e previnem o câncer. Cerca de vinte compostos do alho mostram propriedades anticâncer e podem interagir sozinhas ou em conjunto contra tumores e células cancerígenas. Além de ser uma dieta antienvelhecimento, rica em nutrientes e deliciosa.

6. Açafrão

A planta tem como princípio ativo a curcumina, que diminui as chances de doenças degenerativas. Ela impede que a proteína responsável pelo Alzheimer (beta amiloide cerebral) se instale. Sendo assim, os sintomas da doença, causados pela inflamação e oxidação, são eliminados pela curcumina. Além disso, os antioxidantes dos curcuminoides são indispensáveis à nossa saúde, assim como a ação anticancerígena e anti-inflamatória, pois reduzem os sinais do envelhecimento, melhoram a digestão e o processo de desintoxicação hepática.

Evite comer carne

Limitar a ingestão de carne é uma maneira saudável de evitar doenças degenerativas e câncer. Os vegetarianos geralmente sofrem menos desse mal que os que consomem carne, pois os pacientes com câncer desenvolvido passam nos resultados com insuficiência de fibra vegetal.

Segundo o Dr. Michael F, Roizen, autor do livro The RealAge Diet: Make Yourself Younger with What You Eat, manter uma dieta com legumes e vegetais, diminui o risco de doenças de origem alimentar. Já que os alimentos ricos em proteínas, como carnes e frutos do mar são frequentemente vistos em casos de doenças transmitidas pela alimentação.

(Via eCycle)

Fonte: Universo Jatobá



Saiba por que o arroz com feijão é uma combinação perfeita

2 de junho de 2014 | Por admin

O arroz com feijão é uma dupla saborosa e nutritiva, que deve fazer parte da refeição básica e diária de crianças e adolescentes. O arroz é um cereal que fornece carboidrato, vitaminas do complexo B e, se for integral, terá fibras e vitamina C. Conta, ainda, com aminoácidos (um tipo de proteína), como a metionina e cistina. Já o feijão é uma leguminosa fonte, entre outros, de ferro, cálcio, vitaminas do complexo B e do aminoácido lisina.

Arroz e feijão: a dupla fornece aminoácidos importantes para o desenvolvimento de crianças e adolescentes Foto: Shutterstock

Com tantos benefícios, a recomendação dos especialistas é de que sejam servidos sempre juntos. “Esses aminoácidos presentes no arroz e no feijão são mais potentes para reparar o organismo se consumidos juntos. Trata-se de uma combinação única e que não ocorre com outros alimentos”, comenta Fábio Ancona Lopes, membro do Departamento de Nutrição da Sociedade de Pediatria de São Paulo. “Sem contar que a dupla é capaz de prevenir algumas doenças mais sérias, como o diabetes.”

Consumo deve ser diário

Crianças entre 4 a 8 anos podem ingerir a proporção de duas colheres de sopa de arroz para uma de feijão. “A recomendação diária nutricional aumenta conforme a idade, prática de atividade física e outros fatores que envolvem o crescimento”, comenta o especialista.

Por isso, o consumo dos adolescentes, entre 9 a 14 anos, deve ser, em média, de três colheres de sopa de arroz para uma colher e meia de feijão. “E não há contraindicação de consumo. Pode ser consumido diariamente, tanto no almoço quanto no jantar”, garante Fábio.

Veja 6 sugestões para servir o arroz com feijão

Mistura de arroz

Se a criança é pequena e não aceita o arroz integral, não force. O truque é misturá-lo com o arroz branco até que ela se acostume com o novo sabor. Varie também os tipos de feijão: preto, branco, carioquinha, entre outros. O que vale é combinar os dois alimentos em uma mesma refeição, para fornecer o rico benefício nutricional dessa dupla campeã.

Fonte: Vida e Estilo



Veja como ajudar seu filho a controlar a alimentação

19 de maio de 2014 | Por admin

A criança pode comer em excesso devido a fatores fisiológicos, alimentares ou psicológicos Foto: Shutterstock

Alguns pais reclamam que o filho não se alimenta, enquanto outros se queixam que ele exagera. O fato é que comer em demasia não é bom e isso pode estar ligado a fatores fisiológicos (próprios da idade), alimentares (como a falta de horário fixo) e psicológicos (como ansiedade). Por isso, é preciso atenção e informação para saber equilibrar a alimentação de seu filho.

Tudo começa na idade pré-escolar, que vai até os seis anos. Trata-se de uma fase de transição que se caracteriza, entre outros, por um comportamento alimentar imprevisível e variável, ou seja, a criança pode comer mais em alguns períodos e pouco em outros.

Se o seu filho está nessa fase ou já passou dela, vale investir na reeducação alimentar para que ele adquira bons hábitos. “O primeiro passo é observar como ele se comporta: o que come em excesso e em quais refeições”, comenta o pediatra Victor Nudelman, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, que, a seguir, dá dicas para ajudar a criança a comer menos e melhor.

Não pule o café da manhã

Se a criança não toma o café da manhã, há mais chance de ficar com fome em outras refeições ou ingerir guloseimas. Isso traz prejuízos, não só alimentares, mas para o desenvolvimento e até mesmo o aprendizado.

Estabeleça horários para comer

Se você percebe que a criança não come nada à tarde e muito no jantar, precisa mudar esse hábito. “Fracione as refeições em cinco ou seis, incluindo a ceia, e com horários específicos para a alimentação, num intervalo de duas a três horas”, alerta o pediatra.

Inclua fibras nas preparações

Frutas, verduras, legumes e alimentos integrais são fontes de fibras e boas ao organismo. “As fibras aumentam a sensação de saciedade e fazem com que a criança passe a ter menos fome”, argumenta Victor.

Rotina alimentar ajuda a criança a comer menos e melhor

Controle a ingestão de líquidos

A criança pode até ingerir um copo de água durante as refeições, mas o líquido e, principalmente o refrigerante, distendem o estômago, podendo dar o sensação de saciedade precocemente. Ofereça água ao longo do dia, assim na hora de comer ela não sentirá sede.

Não peça para “limpar o prato”

Todos nós nascemos com um mecanismo interno de sensação de saciedade. Mas ele passa a não funcionar direito quando os pais pedem para a criança “limpar o prato” e ela acabando comendo mais do que deveria.

Observe o comportamento de seu filho

A criança ou a família pode estar passando por algum problema e buscar na comida uma espécie de válvula de escape. “Existem crianças que comem muito e isso é por conta da ansiedade desencadeada por algo que não vai bem. Mas só um especialista, como um psicólogo, para avaliar o caso e orientar como a família deve proceder”, sentencia o médico.

Fonte: Vida e Estilo



SETE DICAS PARA LER COM A POSTURA CORRETA

12 de maio de 2014 | Por admin

Ujatoba_livros

Você tem aquele momento dedicado à leitura todos os dias? Que bom! O hábito da leitura é saudável e, além de trazer conhecimento, relaxa o corpo e a mente. Mas, hoje o assunto é a sua postura. Afinal, não adianta relaxar o corpo e a mente se isso prejudicar a sua coluna vertebral.

Com a ajuda do fisioterapeuta Giuliano Martins, diretor regional da Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna, proprietário do ITC Vertebral Ribeirão e ITC Vertebral Curitiba e perito judicial do trabalho, o Universo Jatobá traz dicas preciosas para você manter a posição adequada na hora da leitura.

Confira:

1 . Encontre uma cadeira confortável, na qual a coluna fique toda apoiada. Coloque um travesseiro entre o encosto para o suporte total, caso necessário.

2 . Utilize cadeiras que permitam o apoio dos pés no chão, isso evita a sobrecarga da parte inferior da coluna.

3 . A mesa deve estar de acordo com a sua altura, de maneira que os braços formem um ângulo de 90 graus quando apoiados.

4 . Prefira ambientes claros. A falta de luz adequada prejudica os olhos.

5 . Deixe sempre os ombros relaxados.

6 . Caso seja possível, utilize um suporte para o livro com inclinação de 40 graus. É ideal para evitar dores no pescoço. Na falta do equipamento, procure fazer exercícios inclinando a cabeça para cima e para baixo, de um lado e para o outro sem forçar.

7 . Faça intervalos de 10 a 15 minutos a cada duas horas de leitura. Movimente os braços e, principalmente, as pernas.
Segundo Giuliano, é indispensável encontrar um ambiente calmo e tranquilo, livre de ruídos e arejado para a prática da leitura diária.

Fonte: Universo Jatobá



DEZ DICAS PARA ANDAR DE BICICLETA COM SEGURANÇA

29 de abril de 2014 | Por admin

A Holanda é um exemplo para todo o mundo quando o assunto é bicicleta. Sem barulho, poluição e menos gastos com combustíveis, o país tem mais bicicletas que habitantes e um código de trânsito exclusivo para os ciclistas. No Brasil, infelizmente, a situação é bastante diferente. Levantamento feito pelo portal G1 junto às prefeituras das 26 capitais do país mostra que temos 1.118 km de ciclovias, apenas 1% do total da malha viária das cidades.

Andar de magrela requer alguns cuidados, tanto por causa de lesões, como devido ao intenso fluxo de carros e ônibus, principalmente em grandes cidades como Rio de Janeiro e São Paulo. Alguns grupos ajudam ciclistas a seguir o melhor caminho, de forma segura e prestando atenção ao trânsito. O Bike Anjo, por exemplo, oferece auxílio gratuito aos inexperientes, por meio de um trabalho voluntário. Os anjos acompanham os iniciantes em seus primeiros trajetos e dão dicas de manutenção da bike e de medidas de segurança no tráfego.

Se você quer começar a pedalar nas ruas da sua cidade, preste atenção nas dicas que o Universo Jatobá separou especialmente para você!

1 . Ilumine sua magrela com luz branca na frente e luz vermelha na parte traseira, para que os motoristas consigam visualizar melhor, principalmente à noite. Se você já tem reflexivos, ótimo, mas as luzes são essenciais, então, não deixe de colocá-las!

2 . Nunca pedale sem capacete. Certifique-se de que ele está bem preso e de que não está frouxo ou balançando. A posição correta é de aproximadamente um centímetro acima das sobrancelhas.

3 . Use luvas para evitar que suas mãos fiquem raladas, em caso de queda. Ou rígidas, devido ao frio. Também é importante usar joelheiras para proteger os joelhos.

4 . Melhor pedalar na mão correta da via e não na contra-mão. Pedestres que vão atravessar ou carros que saem de garagens, por exemplo, tendem a olhar apenas para o sentido da rua.

5 . Ajuste o guidão e a altura do assento para evitar lesões nos joelhos. O joelho, por exemplo, nunca deve ficar mais alto que o quadril.

6 . Se possível, faça pequenas mudanças na posição na hora de pedalar. Isso ajuda a reduzir a tensão em pontos como os ombros e a lombar, evitando a sobrecarga muscular.

7 . Cuidado ao andar ao lado de carros estacionados. Uma porta pode se abrir a qualquer momento e te atingir.

8 . Não fale ao celular ou mande mensagens enquanto pedala. É primordial manter as duas mãos nos guidões e a atenção ao restante do trânsito.

9 . Se precisar ir para a calçada, o código de trânsito manda descer da bicicleta. Respeite os pedestres e pense na sua segurança. Pessoas que estão andando de costas para você naturalmente não te veem e podem dar um passo para o lado, causando um acidente.

10 . E não se esqueça da água para se hidratar.

Fonte: Universo Jatobá



Linda na gravidez: saiba como se cuidar durante a gestação

28 de abril de 2014 | Por admin

Por Tariana Hackradt

Uma série de cuidados com cabelo, corpo e rosto é necessária nesse período; dermatologistas e ginecologistas e obstetras ensinam o que pode e não pode fazer durante a gravidez

Junto à descoberta de uma gravidez, uma série de dúvidas relacionadas à beleza costuma surgir. Pode pintar o cabelo? E fazer luzes? Como prevenir estrias? Os seios vão ficar flácidos? Essas são apenas algumas das mais comuns. “A gestação é um período único, com características próprias, por isso, nem sempre é possível seguir a mesma rotina e usar os mesmos produtos, que podem causar alergia”, explica Natalia Castro, ginecologista e obstetra do Hospital São Luiz.

Cabelo, corpo, rosto e unhas precisam de cuidados especiais. Descubra o que é permitido durante a gestação e o que deve ficar de fora da sua rotina segundo especialistas.

Thinkstock/Getty Images
Cuidar-se, sem descuidar do bebê que vem aí: é possível manter a beleza durante a gravidez, sem riscos para o bebê

Cabelo

Quando a questão é a coloração dos fios, o melhor a fazer é deixar o hábito de pintá-los de lado. De acordo com Mariana Lautenschlager, ginecologista e obstetra da Clínica Mãe, várias das substâncias contidas em tinturas podem não ser seguras para o bebê, principalmente no primeiro e segundo trimestres da gravidez. “Evite tinturas até a 20ª semana de gestação e, após esse período, escolha produtos sem amônia nem chumbo para voltar o seu cabelo ao tom natural, evitando retoques”.

No caso das luzes, a regra é mais maleável, como ensina Natalia. “Depois do primeiro trimestre, a gestante pode retocar, desde que passe o produto com uma distância de, ao menos, dois centímetros da raiz”, fala. A médica recomenda ainda que a gestante peça uma cartinha de seu médico explicando como as luzes devem ser feitas para levar ao cabeleireiro.

Procedimentos que alteram a estrutura e a conformação dos fios, como escova progressiva e permanentes, não são permitidos. “Esses tratamentos contêm produtos proibidos durante a gestação, como formol, que, mesmo em quantidades mínimas e autorizadas para o uso em não gravidas, poderão causar danos ao bebê”, afirma Mariana.

Os cuidados do dia a dia não mudam tanto, só é preciso atenção redobrada à formulação dos produtos: utilize xampus suaves, de boa procedência e hipoalergênicos e evite secadores e chapinhas, que facilitam a quebra dos fios. Flávia Ravelli, dermatologista da maternidade Pro Matre Paulista, afirma que, durante a gestação, observa-se um aumento nos níveis de progesterona, hormônio que deixa os fios sedosos, brilhantes, volumosos e muito bonitos. “Por isso, em geral, é necessário fazer pouco em relação aos fios. Hidratação em casa ou em salões está liberada. Evite apenas aqueles xampus e condicionadores para tratamento de seborreia e que contenham o conservante parabeno”, defende.

Rosto

Se os produtos anti-idade já fazem parte da sua rotina, esqueça. Durante a gestação, menos é mais quando o assunto é cuidados com o rosto. “Muitos desses produtos são potencialmente causadores de má-formação, como os que levam ácido retinóico. O ideal é que a mulher faça a higiene com sabonete específico para a sua pele, de preferência um indicado pelo seu médico, e use vitamina C, que não tem contraindicações e ajuda a prevenir melasma gestacional e rugas”, diz Natalia. Flávia ressalta que nem todos os ácidos estão proibidos. “Após o terceiro mês, ácido ascórbico, ácido láctico, ácido glicólico, ácido kójico e ácido azeláico podem ser usados, desde que em concentrações adequadas.”

O protetor solar é mandatório, segundo as especialistas. “Intensificar a proteção contra os raios do sol é fundamental. A mudança hormonal propicia o aparecimento de manchas, principalmente no rosto, e o sol piora muito o quadro. Se for necessário, use, além de cremes, roupas com proteção solar”, afirma Mariana.

Limpezas de pele e peeling também devem, preferencialmente, ser deixados de lado no período. “Se realmente for necessário alguma intervenção, deve ser feita de modo direcionado para grávidas, com produtos adequados para ela”, indica Samantha Kelmann, dermatologista do Hospital 9 de Julho. A médica ainda afirma que, caso a pele se torne acneica, o correto é procurar um dermatologista para indicar as medicações e cuidados individuais mais adequados à paciente.

Corpo

A maior preocupação das mulheres durante a gestação tende a ser o surgimento de estrias, e a melhor maneira de preveni-las é manter a pele sempre hidratada. “É como se a pele fosse um monte de células de mãos dadas, todas bem juntinhas. Há um certo espaço para que seus braços estiquem e, quando esse estiramento é maior do que se pode suportar, surgem as estrias. A maior arma contra elas é uma hidratação potente desde os primeiros meses”, explica a ginecologista e obstetra Natalia.

Flavia lista os ingredientes que são permitidos nas formulações de hidratantes: glicerina, ceramidas, aquaporinas, pantenol, manteiga de karité, óleos (amêndoas doces, framboesa, semente de uva, rosa mosqueta), silicone, polipeptídeos botânicos e lactato de amônia. “Esses ingredientes auxiliam não só na hidratação da pele como também o aumento da elasticidade. Deve-se evitar hidratantes contendo ureia, chumbo e cânfora, pois a ureia aumenta a absorção de outras substâncias, e o chumbo e a cânfora podem causar alterações fetais”. É importante ressaltar que escolher produtos com um cheiro mais suave ajuda a evitar enjoos.

Os tratamentos estéticos com lasers, luz intensa pulsada, peelings químicos, toxina botulínica e preenchedores são contraindicados na gestação. Já drenagem linfática pode ser incluída à rotina. “Ela auxilia a circulação, evitando edemas incômodos e melhorando o conforto da gestante. Movimentos delicados poderão trazer benefícios da drenagem sem piorar varizes. Cuide apenas para manter a barriga de lado, quando a gravidez já estiver avançada, para minimizar risco de mal-estar e hipotensão”, afirma a ginecologista e obstetra Mariana.

O cuidado com as mamas segue a linha do com o resto do corpo. “Já as aréolas mamárias deverão ser preparadas para a amamentação ao final da gestação. Isso pode ser conseguido através de exposição solar por dez minutos ao dia, antes das 10h ou após às 16h, deixando-as mais resistentes e menos susceptíveis às rachaduras. Portanto, não aplique hidratantes nos mamilos”, diz Flavia.

Unhas

Escolher esmaltes hipoalergênicos é a principal recomendação das especialistas. No entanto, Natalia alerta para o fato de que ter o seu próprio kit para fazer as unhas ajuda a evitar infecções perigosas. “Isso vale para todas as mulheres: é melhor ter o seu alicate sempre higienizado em mãos.”

Fonte: Delas IG



20 DICAS PARA MANTER A POSTURA ERETA

10 de abril de 2014 | Por admin

No final do dia você sente aquela dor insuportável nas costas? Tem a sensação de formigamento na região lombar? Os ombros ficam mais duros do que uma pedra? Você sabia que muitas dores nas costas estão relacionadas à má postura? Por isso, o Universo Jatobá traz dicas para você manter a postura ereta em ações frequentes do seu cotidiano.

1. Não cruze as pernas ao se sentar. Prefira manter os pés no chão, com as plantas completamente apoiadas.

2. Ajuste a altura da cadeira, fazendo com que o ângulo entre sua coxa e sua panturrilha seja de 90°.

3. Opte por cadeiras com apoio para as costas e com descanso para os braços.

4. Deixe as costas relaxadas apoiadas no encosto da cadeira. Evite ficar curvado ou forçar os ombros para trás.

5. Se você só tiver como opção um puff ou cadeiras sem apoio para as costas, não arqueie as costas. Sente-se sempre sobre os ísquios (ossos que ficam na transição entre os glúteos e o púbis).

6. Não deixe o pescoço curvado. Quando estiver lendo no computador, não incline a cabeça para frente. Já quando estiver lendo no celular ou tablets, evite dobrar o pescoço para baixo. Leve sempre os objetos para a altura dos olhos.

7. Ajuste a posição da tela do computador para a altura dos seus olhos. O mouse e o teclado devem ficar na mesma altura do antebraço.

8. Repare qual a posição em que você dorme com mais frequência e adapte o travesseiro.

9. Evite dormir de bruços. Pode ser uma posição muito gostosa para você, mas certamente não é para sua lombar e cervical.

10.Se você dorme de barriga para cima, cuidado para não optar por um travesseiro muito alto.

11.Não durma na posição fetal, em que suas costas ficam arqueadas e as pernas dobradas.

12.A posição mais indicada para dormir é a de lado. Se você estiver colocando o braço para apoiar a cabeça, provavelmente seu travesseiro está baixo demais. Não deve haver nenhum vão entre seu travesseiro e seu pescoço.

13.Melhor ainda se você conseguir dormir de lado e com um travesseiro entre as pernas, para evitar sobrecarregar os quadris e a coluna.

14.Evite bolsas muito pesadas e grandes. Quanto maior for a sua bolsa, mais objetos você vai, inevitavelmente, querer levar.

15.Não carregue a bolsa no ombro, porque você o pressionará para cima e o deixará torto.

16.Prefira carregar a bolsa na mão ou no antebraço.

17.Ao dirigir, a cabeça tem que ficar reta e os braços levemente dobrados.

18.Nas tarefas domésticas, segure o cabo da vassoura com as duas mãos, mas mantenha distância entre elas. Uma deve ficar na extremidade e a outra na altura da sua cintura.

19.Ao lavar pratos, não incline o tronco. O ideal é que a pia esteja na altura dos cotovelos.

20.Não se curve ao abaixar para pegar alguma coisa no chão, por exemplo. Melhor flexionar os joelhos ou então apoiar os joelhos no chão, sempre mantendo o tronco retinho.

Fonte: Universo Jatobá



Cálcio

4 de abril de 2014 | Por admin

Tatiana Zanin (Nutricionista)

Cálcio é um mineral essencial para a construção e manutenção dos ossos e dos dentes, e é muito importante que seja ingerido em quantidades adequadas especialmente durante a infância, pois é nesta fase da vida que se cria as reservas de cálcio no organismo para o resto da vida.

Criar bons hábitos alimentares incluindo alimentos ricos em cálcio ajuda a manter o “patrimônio” de cálcio intacto, pois na ausência de cálcio no sangue para executar funções vitais, o mineral é retirado dos ossos e dentes enfraquecendo-os podendo iniciar um processo de osteopenia e osteoporose.

Alimentos fonte de cálcio

Alguns alimentos fontes de cálcio são:

– 100g de iogurte natural desnatado – 450mg de cálcio
– 1 copo (200ml) de leite desnatado – 302 mg de cálcio
– 1 fatia média de queijo prato – 260 mg de cálcio
– 20 g de queijo minas – 207 mg de cálcio
– 1/2 xícara de amêndoas – 189 mg
– 150 g de brócolis cozidos – 130 mg

Para alcançar uma quantidade boa de cálcio no organismo basta ingerir num dia, dois iogurtes desnatados, um pão com duas fatias de queijo por exemplo ao lanche e um vegetal verde escuro ao almoço como o brócolis ou a couve manteiga.

Funções do cálcio

O cálcio no organismo está distribuído entre os ossos, dentes e sangue estando envolvido no metabolismo de todas as células do corpo como no mecanismo de contração muscular dos membros ou do coração, na transmissão de impulsos nervosos entre o cérebro e o resto do corpo até no equilíbrio do Ph do sangue.

O cálcio no organismo participa da:

– Força óssea;
– Estrutura de ossos e dentes;
– Impulsos nervosos;
– Contrações musculares;
– Coagulação do sangue;
– Permeabilidade celular
– Absorção do cálcio

Para que o cálcio seja absorvido de forma eficiente é importante que seja ingerido sem alimentos que contenham cafeína ou ferro, pois estes nutrientes impedem a fixação do cálcio nos ossos. Os fitatos e oxalatos presente em muitos vegetais como o feijão ou o espinafre, daí a importancia em ingerir alimentos fonte de cálcio o mais variado possível.

Outro fator essencial para a absorção do cálcio é a presença da Vitamina D, que estimula o intestino a absorver o cálcio ingerido. Mas além do leite, poucos alimentos são ricos em Vitamina D, porém quando a pele é exposta ao sol a luz ultravioleta converte o ergosterol, precursor da vit.D nos vegetais e o calciferol, precursor da vit.D nos animais, em vitamina D, que permite a absorção e cálcio pelo organismo.

A absorção do cálcio é muito importante para garantir que o cálcio ingerido na alimentação é de fato utilizado na prevenção e tratamento da osteoporose, e garantir a constituição dos ossos e contração muscular e sua presença em todas as funções em que é requisitado.

Além da alimentação, a atividade física, especialmente aquelas que envolvem impacto como corridas ou caminhadas aumentam também indiretamente a eficácia da absorção do cálcio e estimulam o acumulo da massa óssea.

Recomendação de cálcio para criança e adolescentes

A recomendação de cálcio por dia varia de acordo com a idade, sendo necessária para crianças de:

– 1 a 3 anos é de 500 miligramas
– 4 a 8 anos 800 miligramas
– 9 a 18 anos 1.300 miligramas

A infância é uma fase da vida em que o cálcio é importante para formar ossos fortes e firmes e crescerem mais longos e largos além de ajudar os dentes a se desenvolver de forma apropriada. Caso falte cálcio, os ossos poderão não crescer em todo o seu potencial de altura.

Recomendação do cálcio para adultos

A recomendação de cálcio por dia para adultos:

– entre 19 e 50 anos é 1000 miligramas
– a partir dos 50 anos é de 1.200 miligramas

Após os 25 anos, os ossos não crescem mais, mas ainda é possível se adicionar cálcio nos ossos consumindo alimentos fonte de cálcio, para que fiquem mais fortes e densos, pois na meia idade os osso começam natural e lentamente a perder cálcio, porém isso não é sinal de ossos fracos e quebradiços se durante a vida houve um consumo adequado de cálcio na alimentação.

Recomendação de cálcio na gravidez

A recomendação de cálcio para a gestante por dia também varia por idade, por isso:

– até 18 anos – 1,300 miligramas
– após os 18 anos- 1.000 miligramas

Durante a gravidez e amamentação a mulher fica mais carente do cálcio, mas caso o mineral não seja ingerido na alimentação, o corpo irá retirar dos ossos o cálcio necessário para suprir a necessidade do bebê e da produção de leite, deixando o ossos e outras estruturas mais fracas.

Fonte: Tua Saúde



Páginas:«12345»

Certificados e Prêmios



Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara