Mostrando posts da categoria: Loteamento em Piracicaba


Jardim Piazza Itália é lançado em Piracicaba pela Cemara Loteamentos

5 de fevereiro de 2015 | Por admin

1555494_776916319046428_7923097090841755113_n

Com praças que valorizam o convívio social, o loteamento aberto chega para inovar o conceito na cidade.

Com o objetivo de urbanizar áreas, implantando bairros planejados, com ocupação ordenada e sustentável, propiciando melhorias ambientais, socioeconômicas e valorizando o convívio e o bem-estar social, a Cemara Loteamentos lança o Jardim Piazza Itália, em Piracicaba, nesta sexta-feira, 06 de fevereiro, trazendo um bairro planejado ao lado do Jardim Novo Horizonte, região de grande crescimento.

O Jardim Piazza Itália possuirá três praças públicas urbanizadas: Inspire-se, Integre-se e Tranquilize-se, que foram criadas para trazer qualidade de vida ao dia a dia dos moradores, inspirando e integrando as pessoas e a natureza e também com um espaço bem tranquilo, ideal para recarregar as baterias ao ar livre.

“Planejado para proporcionar comodidade, segurança e lazer às famílias de Piracicaba, o projeto visa urbanizar a região, ampliando o espaço da cidade e oferecendo mais infraestrutura para a população”, disse Marcos Dei Santi, diretor da Cemara. Ele ainda falou sobre a infraestrutura do loteamento. “Em mais de 36 anos de atuação, a Cemara sempre entregou 100% de suas obras de infraestrutura e nós entregaremos o bairro completo, com rede de abastecimento de água tratada, rede de energia elétrica, rede de drenagem de águas pluviais, rede coletora de esgoto, iluminação pública, além de asfalto, guias, sarjetas e arborização de vias e áreas verde”.

Em uma localização estratégica, com transporte público disponível, o loteamento possui também diversas facilidades na região como o Terminal de Ônibus São Jorge, supermercados, escolas, drogarias, padaria, entre outros. No total, o Jardim Piazza Itália terá quase 60 mil m² de área verde em APP (Área de Preservação Ambiental), 96 mil m² em sistema viário.

Aprovado pelo GRAPROHAB (Grupo de Análise e Aprovação de Projetos Habitacionais do Estado de São Paulo), o loteamento terá mais de 650 lotes, residenciais e também com vocação comercial, a partir de 200m². “A área de vocação comercial é planejada pela Cemara visando promover o desenvolvimento econômico do bairro, já que proporciona oportunidades de negócios, além de facilidades aos moradores”, disse Cesar Dei Santi, diretor da empresa.

Para conhecer mais detalhes sobre o loteamento, visite o Plantão de Vendas, localizado na Rua Frei Francisco Antônio Perin esquina com a Rua João Zílio, ao lado do bairro Novo Horizonte, ou ligue para 3475.8004 ou 3436.0700.

A Cemara

Com mais de três décadas de realizações e experiência no mercado imobiliário, a Cemara se consolidou como uma das maiores empresas de loteamentos do Estado de São Paulo, com foco na aprovação, na implantação, nas vendas e na administração de parcelamento do solo urbano, para fins residenciais, comerciais e industriais.

Até o momento, a Cemara já urbanizou mais de 8,7 milhões de m² e mais de 10 milhões de m² estão a caminho. Outras informações, acesse o site www.cemara.com.br.

 



Circo Stankowich segue com apresentações em Piracicaba

3 de fevereiro de 2015 | Por admin

O Circo Stankowich, instalado na cidade desde o dia 9, permanecerá até o dia 14 de fevereiro com apresentações.

O picadeiro recebe o espetáculo Cellebration, que comemora os 170 anos de tradição circense da família.

A temporada 2015 teve início em Piracicaba e é composta por diversas atrações como mágicos, malabaristas, tecido aéreo.

O evento tem apoio cultural do Jornal de Piracicaba e da Revista Arraso.

O circo é conhecido por trabalhar com a arte circense de forma tradicional.

Entre as atrações está o Palhaço Garcia, que levanta a plateia, além de malabares, trapézio, pêndulo da morte, entre outros.

“A minha família sempre teve a tradição de preparar tudo pensando nas crianças, com bons exemplos para eles”, informou o proprietário do circo, Márcio Stankowich.

O Circo Stankowich está montado em espaço ao lado do Clube Cristóvão Colombo (avenida Professor Alberto Vollet Sachs, Morumbi).

Apresentações: segunda a sexta-feira, às 20h30. Sábados, domingos e feriados, às 16h, 18h30 e 20h30. Ingressos: de R$ 15 a R$ 40.

Clube JP tem ingressos com 40% de desconto.

Informações: (19) 2106-4000 (filial JP).

Fonte: Jornal de Piracicaba 

 



Setenta prédios são tombados nos âmbitos municipal, estadual ou federal em Piracicaba

26 de janeiro de 2015 | Por admin

Um prédio pode contar um pouco da história de uma cidade. Considerados patrimônios, esses locais já serviram de abrigo para instituições, empresas, moradia de pessoas importantes, locais religiosos entre outras funções.

Piracicaba possui 70 prédios tombados, seja de forma municipal, estadual ou federal. Os patrimônios destacam um pedaço da história piracicabana, cada um em sua época. Assim, o JP vai destacar ao longo de uma série alguns dos principais locais onde ainda pulsa a memória do município.

De acordo com o diretor do departamento de patrimônio histórico do Ipplap (Instituto de Pesquisas e Planejamento de Piracicaba), Marcelo Cachioni, a classificação dos patrimônios históricos e culturais se enquadram em bens materiais, imateriais e naturais.

“Os bens materiais são os imóveis ou móveis, como é o caso dos prédios, casas, espaços em Piracicaba. Os bens imateriais são as manifestações culturais, como a capoeira, por exemplo. Já os bens naturais são provenientes da natureza, como o Pantanal”, disse.

Cachioni explicou ainda como um bem se torna patrimônio. “Para decretar que um bem é patrimônio é necessário comprovar a necessidade da sua preservação para memória e conhecimento das futuras gerações, ou seja, esses bens têm um contexto histórico e cultural que precisam ser preservados para as próximas gerações da cidade. Tem que apresentar algum valor histórico, ambiental, cultural, arquitetônico, arqueológico, de turismo ou até mesmo afetivo”, contou o diretor.

Para classificar e realizar os processos de tombamento, três instituições são responsáveis. O Codepac (Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Piracicaba) é municipal. O Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico Arqueológico, Artístico e Turístico), é de âmbito estadual em São Paulo, e, por fim, o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), contempla os bens em nível nacional.

Normalmente, as edificações são tombadas patrimônios como forma de preservação da história da cidade, que contam fases da evolução econômica e cultural.

O Catálogo da Exposição Itinerante — Desenhando o Patrimônio Cultural de Piracicaba, organizado por Cachioni e publicado pelo Ipplap em 2011, mostra quais são os 70 bens tombados na cidade, dos quais o JP elencou três para a primeira reportagem: Casa do Povoador, Museu Prudente de Moraes e Passo do Senhor do Horto.

RESIDÊNCIA DO MUNICÍPIO — A mais famosa casa da cidade foi tombada patrimônio pelo Codepac e pelo Condephaat.

O catálogo diz que o monumento é “um dos ícones da cidade de Piracicaba; foi construída em taipa de mão (pau a pique), e se configura como uma das últimas remanescentes da técnica, no perímetro do município, tendo resistido ao tempo graças às sólidas bases de pedra e estruturas de madeira. De residência familiar, entreposto de sal, a asilo de órfãos, a Casa do Povoador foi construída no final do século 18 e início do 19, de acordo com sua técnica construtiva baseada na tradição paulista bandeirista, passou por diversos proprietários e funções. Em 1945, a Prefeitura Municipal adquiriu o imóvel, considerado pelo prefeito Pacheco e Chaves como bem de utilidade pública. Em 1967, nas comemorações de 200 anos de Piracicaba, a Casa do Povoador passou a ser reconhecida como símbolo da cidade. Finalmente, em 1969, foi tombada pelo Condephaat, como Monumento Histórico do Estado de São Paulo”.

MUSEU HISTÓRICO E PEDAGÓGICO PRUDENTE DE MORAES — A casa que hoje abriga o museu, pertenceu ao primeiro presidente civil do Brasil, Prudente de Moraes.

Muitos dos utensílios da época permanecem em exposição, relembrando e contando os momentos em que viveu ali.

O catálogo conta que “em 9 de novembro de 1869, o Dr. Prudente a adquiriu e nela viveu por 32 anos, de 1870 a 1902, até falecer. Neste período, além de ter sido a casa do primeiro presidente civil brasileiro, serviu para encontros políticos do período histórico da Proclamação da República. A sede do museu é uma construção típica das casas térreas urbanas da segunda metade do século 19 no Brasil. Anteriormente ao museu, a casa foi sede da antiga Faculdade de Odontologia Washington Luiz, em 1919, mudando de nome em 1932, para Prudente de Moraes, e encerrando suas atividades em 1935. Em 1940, o imóvel passou à Prefeitura de Piracicaba. Fundado em 1956, o museu é um dos mais antigos do tipo em São Paulo, e reúne peças que pertenceram ao ex-presidente, retratando a época da formação da República, além de muitas outras peças de acervo que forneceram subsídios para compreensão da história de Piracicaba e do Brasil. Em 2010, passou a ser municipal após obras de remodelação e restauro promovidos pelo Estado de São Paulo”.

A diretora e coordenadora do museu, Renata Gava, comentou que a casa de Prudente de Moraes, assim como seu acervo, tem grande relevância como patrimônio cultural, pois se configura como vestígio social, econômico, histórico e cultural representativo de uma época, não apenas para a cidade mas para o Estado e Nação.

“A presença do Prudente de Moraes é muito marcante no museu, não apenas pela expografia que contempla sua vida pública e privada, mas pela presença constante dos descendentes de Prudente”.

O Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Moraes é o único bem da cidade tombado patrimônio pelo Codepac, Condephaat e pelo Iphan.

PASSO DO SENHOR DO HORTO — Pouco percebida na cidade, a capela onde está o chamado Passo do Senhor do Horto (ou Passo da Via Sacra de São Vicente de Paulo), é tombado patrimônio pelo Codepac.

O catálogo explica que o Passo “foi a última obra de Miguel Dutra em Piracicaba e se destaca pela mistura de elementos da arquitetura neoclássica, barroca e ainda apresenta a ogiva tradicional do gótico. Talvez seja uma das obras precursoras do ecletismo arquitetônico que viria a reconfigurar a cidade no século 20. É um dos poucos remanescentes deste tipo de construção (além de outro existente em São Sebastião), ligado à devoção católica do período imperial de São Paulo. É remanescente de um conjunto de 12 passos correspondentes às 12 estações da Via Sacra, visitados pela população durante a Semana Santa e Domingo de Ramos. Os demais eram adaptados nas janelas das residências, e removidos após as datas”.

Monsenhor Jamil Nassif Abib, ex-pároco da Catedral de Santo Antônio, ressaltou que existem muitas versões sobre a verdadeira história do Passo.

“No segundo semestre de 2013, a Prefeitura Municipal em conjunto com a Secretaria de Obras e a Secretaria da Ação Cultural decidiram realizar a restauração do Passo, que foi a melhor e a mais bem feita, terminado no segundo semestre de 2014. É interessante destacar que é o único remanescente no Estado de São Paulo e que, por isso, necessita ser preservado e ter uma atenção maior da população”, disse.

Fonte: Jornal de Piracicaba 



Pinacoteca inicia a série Tesouros de Piracicaba realizada pelo JP

20 de janeiro de 2015 | Por admin

small_20150120-5-1

Piracicaba é uma cidade reconhecida a partir de várias referências, como o rio, a cultura caipira, a pamonha. Mas a cidade tem outros tesouros que pertencem a todos dos cidadãos. Eles estão nos acervos públicos da cidade em museus e casas de cultura.

Na série Tesouros de Piracicaba, o Jornal de Piracicaba apresenta o que há de mais interessante e precioso pelo viés artístico e histórico no município.

O primeiro local visitado pelo JP foi a Pinacoteca Municipal Miguel Dutra, que reúne um acervo com 700 obras.

A Pinacoteca foi criada há 47 anos com a proposta de ser uma espaço cultural, mas também ser a casa das artes piracicabanas, abrigando o acervo do município conquistado por meio de doações e do SBA (Salão de Belas Artes).

Posteriormente, começou a receber também trabalho adquiridos pelo SAC (Salão de Arte Contemporânea) e a partir de 2015 deverá receber obras do SAP (Salão de Aquarelas de Piracicaba).

Algumas obras que estão no local são centenárias, como uma pequena aquarela feita por Benedito Calixto de Jesus (1853 — 1927), em 1905.

Intitulada Marinha (reprodução), chama atenção pela data que foi feita e pela destreza da pintura do artista de Itanhaém. A obra foi um presente a uma mulher chamada Paulina.

“A seleção das preciosidades da Pinacoteca é muito difícil, mas acredito que podemos destacar trabalhos de artistas mais antigos. Primeiro porque já morreram e dificilmente veremos mais de suas obras, segundo pela questão iconográfica e histórica”, afirmou o diretor do espaço Eduardo Borges de Araújo.

Outro item que se destaca é a paleta de tintas da artista paulistana Colette Pujol (1913 — 1999). Já entre as pinturas que Araújo citou e mostrou ao JP estão nomes de artistas que foram importantes para a cidade, como Pacheco Ferraz, Joca Adamoli e Ermelindo Nardim.

“Não temos obras de artistas que são famosos e reconhecidos nacionalmente, como o Almeida Júnior, mas temos obras de grande valor artístico, que representam os estilos de uma época.”

Entre elas está o retrato Zão, de Alípio Dutra; Pescaria em Piracicaba e Verde, de Antônio Pacheco Ferraz; Estudo de Nu, de Eugênio Lotour; Rua do Porto, de Joca Adamoli; Retrato, de Presciliano Isidoro Silva; Natureza Morta, de Antônio de Pádua Dutra; Interior, de Arcangelo Ianelli; Guerreiro Romano, de Osvaldo Teixeira; Rio Piracicaba, de Joaquim Miguel Dutra; e três Paisagens de Ermelindo Nardim.

“São obras antigas e por conta disso muitas delas são da linha acadêmica. Temos uma concepção interessante de natureza morta, feita por Dutra e que hoje não se faz mais. Há ainda retratos muito bem feitos, especialmente nas suas escolhas de cores. Um retrato do rio Piracicaba que foi feito há 45 anos, mas foi baseado em uma foto de 1845, feito por Miguel Dutra. Além de uma obra do Teixeira, que foi presidente da Academia de Belas Artes do Rio de Janeiro”, disse o diretor.

De tempos em tempos a casa expõe estes trabalhos, como atualmente na exposição Contemporânea.

Segundo Araújo, a próxima exposição apresentará trabalhos guardados em homenagem ao Dia Internacional da Mulher.

Serão selecionados trabalhos que contemplem a temática feminina ou criado por artistas mulheres.

Fonte: Jornal de Piracicaba 



Semac abre inscrições para Palco 2 da Virada Cultural Paulista 2015 de Piracicaba

12 de janeiro de 2015 | Por admin
Bandas e artistas piracicabanos já podem se inscrever para o Palco 2 da Virada Cultural Paulista 2015 no Engenho Central. O evento ocorrerá em maio e o período de inscrições vai até 30 de janeiro.

Os interessados devem enviar à sede da Semac (Secretaria Municipal da Ação Cultural) — que fica no Engenho Central —, portfólio contendo currículo da banda ou artista, CD(s), DVD(s), fotos, cartazes, programas, links e quaisquer outros materiais ilustrativos que demonstrem a sua atuação.

“É algo que vem dando muito certo e, por isso, daremos continuidade em 2015. Em todas as edições temos selecionado bandas e artistas de nossa cidade com trabalho destacado, que vêm proporcionando grandes shows no evento. A expectativa para esse ano é de manter esses ótimos indicadores”, afirmou a secretária da Semac, Rosângela Camolese.

O Palco 2 da Virada Cultural Paulista foi criado em 2011 com o objetivo de contemplar os artistas piracicabanos. O contrabaixista Edson Figueroa (à esquerda na foto) participa há três anos atuando em bandas diferentes.

“É uma oportunidade para as bandas de Piracicaba divulgarem os seus trabalhos. O interessante é que as bandas independentes intercalam suas apresentações com o Palco 1, onde se apresentam atrações mais conhecidas”, disse Figueroa, que no ano passado se apresentou com a banda Bambas (foto).

Para o baterista e vocal da banda Victor e o Gramofone, Phill Prates, a apresentação no ano passado excedeu todas as expectativas. “Foi o primeiro ano da banda e já tocamos na Virada. Foi muito emocionante para nós e a repercussão foi ótima”, relatou.

SELEÇÃO — As bandas e artistas serão selecionados pela equipe organizadora da Virada Cultural Paulista 2014 e haverá ajuda de custo simbólica para os que se apresentarem.

Os critérios de seleção serão prioridade para trabalhos com teor autoral, grupos e artistas de Piracicaba e material que demonstre continuidade possível da trajetória artística.

Além disso, as bandas devem ter estilos afins à programação e público-alvo estabelecidos pela Secretaria de Estado da Cultura para o Palco 1.

A prioridade também é para as bandas e artistas que não se apresentaram na Virada Cultural Paulista nos anos anteriores.

SERVIÇO — Inscrição para Palco 2 da Virada Cultural Paulista 2015. Os materiais de bandas e artistas devem ser entregues na sede da Semac (avenida Maurice Allain, 454, Engenho Central), aos cuidados de Mara Sant‘Anna. Informações: (19) 3403-2600.

Fonte: Jornal de Piracicaba 



Jardim Piazza Itália

19 de dezembro de 2014 | Por admin

A melhor oportunidade da sua vida acaba de chegar em Piracicaba!

-Pagamento amplamente facilitado
-Lotes a partir de 200m²
-Ao lado do bairro Novo Horizonte
-Lotes residenciais e comerciais

Faça seu cadastro através do link – http://goo.gl/OmczgW ou, se preferir, no plantão de atendimento no local, com acesso pela rua João Zilo.

Em breve lançamento!

post-facebook-piazza-patrocinado01



Cedhu abre inscrições para a 5ª mostra Batom, Lápis e TPM

3 de dezembro de 2014 | Por admin

Até 13 de fevereiro estão abertas as inscrições para o envio de trabalhos do 5º Batom, Lápis e TPM. A mostra de 2015 volta a ser realizada no Parque Engenho Central na semana do Dia Internacional das Mulheres — visto que este ano aconteceu em junho e no Senac.

A abertura será em 7 de março, às 16h. Já o período expositivo seguirá até 5 de abril.

A edição do próximo ano, pela primeira vez da mostra, terá um tema: A Ditadura da Beleza.

Poderão ser enviados trabalhos feitos por mulheres, nacionais e internacionais, nas mais variadas técnicas, atendendo a proposta temática ou não. O evento é promovido pela Semac (Secretaria Municipal da Ação Cultural) por meio do Cedhu (Centro de Documentação do Humor Gráfico).

De acordo com o humorista gráfico e funcionário do centro, Eduardo Grosso, a primeira edição aconteceu em 2011 no hall do Teatro Municipal Dr. Losso Netto.

“A proposta nasceu porque percebemos que no Brasil há muitas ilustradoras, mas poucas enviam trabalhos para o Salão Internacional de Humor de Piracicaba. Pensamos então na Batom, Lápis e TPM para chamar a atenção das mulheres para o evento”, afirmou.

Outras razões foram sendo somadas à realização da mostra. “Além de estimular a participação das mulheres no Salão, queremos valorizar o trabalho feito por elas e também desenvolver uma atividade especial no contexto do Salão de Humor, mas ligada ao Dia da Mulher”.

Grosso lembrou de um exemplo de como essa mostra pode ajudar a despertar. “A Maria Luziano, do próprio Jornal de Piracicaba, é um exemplo disso. Lembro que insistimos para ela participar na primeira edição. Agora, recentemente vi uma notícia onde ela cita a importância do evento na sua carreira”.

Sobre o tema deste ano, Grosso comentou que as ilustradoras e artistas tem a possibilidade de enviar até dois trabalhos, podendo um deles ser ligado ao tema e outro livre. “Vivemos em uma sociedade cheia de padrões, seja de beleza, moda, maquiagem, altura, largura, conduta. Então este é um assunto recorrente. Será interessante ver as visões sobre este assunto vindas de diferentes culturas, pois o Batom, Lápis e TPM recebe trabalhos de vários lugares do mundo”.

Em 2014 foram 70 trabalhos de 13 países e em 2013 foram 100 trabalhos produzidos por 59 artistas do Brasil, China, Colômbia, Espanha, Irã, Itália, Japão, Peru, Polônia, Turquia, Ucrânia e Uruguai.

INSCRIÇÕES — Para participar a artista deve enviar junto com os trabalhos a ficha de inscrição fornecida pela organização na Fanpage facebook.com/salaodehumor.piracicaba. O formulário deve ser preenchido de forma legível e assinado (todos os campos devem estar preenchidos).

Os trabalhos (até dois por artista) podem ser enviados através de correio ou e-mail (formato jpeg e 300 dpi).

Além de temas livres, o tema “A ditadura da beleza” sugerido pela organização do evento, também poderá ser apresentado pelas participantes. As técnicas são totalmente livres. Esculturas serão aceitas.

Os formatos máximos são em papel – A3; esculturas 42 cm (altura) x 30 cm (profundidade) x 30 cm (largura). A data limite para envio dos trabalhos é 13 de fevereiro de 2015.

Segundo Grosso, a mostra não tem caráter competitivo, portanto não serão concedidos prêmios. Ele também afirmou que os trabalhos passarão por um júri de seleção para garantir a qualidade de exposição.

SERVIÇO — Inscrição para a mostra 5º Batom, Lápis e TPM. Envio de trabalhos até 13 de fevereiro – edital e formulário disponíveis na Fanpage facebook.com/salaodehumor.piracicaba. Por correio: CEDHU Piracicaba (avenida Maurice Allain, 454 Parque do Engenho Central, Vila Resende Caixa Postal 12 – Piracicaba SP Brasil – CEP 13405-123 (será considerada a data de postagem). Pela internet no endereço eletrônico: tpm@salaodehumor.piracicaba.sp.gov.br. Informações: (19) 3403.2615/ 3403.2621 ou contato@salaodehumor.piracicaba.sp.gov.br.

Fonte: Jornal de Piracicaba 



Rosana Presente ministra workshop na acadêmia Carina Castro Ballet em Piracicaba

27 de novembro de 2014 | Por admin

A examinadora internacional da Royal Academy of Dance de Londres, Rosana Presente, estará neste domingo (30/11) na academia Carina Castro Ballet para dois workshops de balé clássico.

Para os participantes com nível intermediário, a atividade acontece das 9h às 11h. Alunos do nível avançado terão aula das 11h30 às 13h.

A iniciativa integra o projeto da escola Famosos Bailarinos, que tem como proposta oferecer aos estudantes de dança da cidade o contato com profissionais de renome internacional.

As inscrições estão abertas e deverão ser feitas na secretaria da escola Carina Castro Ballet. Depois da bailarina Cecilia Kerche, primeira bailarina do Teatro Municipal do Rio de Janeiro, Rosana é a segunda convidada a participar do projeto.

“Como ela fica no Brasil somente até dezembro, resolvemos convida-la neste momento para aproveitar a oportunidade enquanto ela ainda está aqui”, relatou a proprietária da escola, Carina Castro.

Rosana mora na Holanda e está no país especialmente para fazer os exames da Royal Academy of Dance, escola que Carina também frequentou.

Para a professora, o contato com excelentes profissionais é muito importante na carreira dos bailarinos. “Cada um deles tem uma vivência diferente e por isso é única a oportunidade de estar em sala de aula com essas feras na dança.”

Na opinião de Luciano Castro, também proprietário da escola, há uma demanda na cidade quanto a aulas com profissionais renomados. “Piracicaba ainda não tem muitas referências nesta questão da formação, por isso este projeto é importante. Queremos oferecer isso para os bailarinos locais”, disse.

Ele ainda ressaltou que sala de ensaio onde acontecerá a aula é especialmente construída para a dança, considerada uma sala profissional de dança, desenvolvida para companhias profissionais. Também é climatizada. Luciano ainda ressaltou que os interessados podem participar de maneira prática ou então como alunos ouvintes. Todos os participantes recebem certificado de participação assinado pelo mestre.

SERVIÇO — Workshop de Balé Clássico com Rosana Presente, da Royal Academy of Dance. Dia 30 de novembro, das 9h às 11h (nível intermediário) e das 11h30 às 13h (nível avançado), na Carina Castro Ballet (rua Professor Armando Bergamin, 563, Nova Piracicaba.). O valor para bailarinos é de R$ 50 e para ouvintes R$ 25 – pago em dinheiro. Para as pessoas de fora da cidade, as inscrições poderão ser feitas através de depósito bancário. Informações: (19) 3421-3806.

Fonte: Jornal de Piracicaba 



Oficinas do Fentepira abordam máscaras teatrais

19 de novembro de 2014 | Por admin

Ainda estão abertas as inscrições para duas oficinas do Fentepira, com entrada gratuita.

Quarta-feira (19/11) acontece a Oficina de Máscaras Expressivas, com o grupo Tecelagem, de Jacareí.

A atividade será realizada no Teatro do Engenho, das 14h às 17h.

Já no sábado (22/11), o tema é As Máscaras do Bufão, Commedia dell’arte e do Palhaço, com os oficineiros da Cia. Lona de Retalhos, de Santo André.

A atividade desta quarta-feira (19/11) é voltada para maiores de 14 anos, estudantes de teatro e arte-educadores.

Há 15 vagas para participantes e 10 ouvintes.

Para participar é necessário enviar e-mail para fentepira2014@gmail.com com as informações: nome, contato e breve currículo.

Segundo o ator e diretor do grupo Tecelagem, Paulo Williams, a proposta é compartilhar a experiência do processo de montagem do espetáculo.

Ele contou que a oficina estará dividida entre momentos teóricos e práticos.

“Vamos apresentar a pesquisa e o trabalho da peça. Como fizemos, a partir da pedagogia que escolhemos nossa encenação. Revelar onde a máscara pode entrar em um perspectiva pedagógica”.

Segundo o diretor, escolas tradicionais de teatro e interpretação sempre usaram a máscara na formação do ator para reforçar a expressividade para além da face natural.

Willians comentou que a pesquisa do grupo para o espetáculo foi feita com Ana Maria Amaral, “uma profissional que é especialista em formas animadas”.

A oficina busca estabelecer um processo de treinamento do corpo, de suas possibilidades como agente pré-expressivo e expressivos através de exercícios físicos e jogos cênicos com as máscaras larvárias e expressivas.

Fonte: Jornal de Piracicaba



Shopping Piracicaba realiza programação musical

4 de novembro de 2014 | Por admin

Durante todo o mês de novembro, o Shopping Piracicaba preparou apresentações musicais gratuitas, marcadas sempre de segunda a quinta-feira, na Praça de Alimentação Norte.

O projeto Música na Praça começa na segunda-feira, 3, a partir das 19h, com a dupla Alexandra e Silvio e a produção Kantha Brasil.

Para introduzir o clima natalino, a partir do dia 18 de novembro, às terças e quintas-feiras serão um aquecimento para a época mais esperada do ano: corais temáticos com o Especial de Natal alegram as noites dos clientes do Shopping Piracicaba, a partir das 20h.

Inaugurando o projeto em grande estilo, Alexandra Souza e Silvio Kazza apresentam o show Kantha Brasil, com um repertório recheado de samba, samba rock e pop rock.

Eles se apresentam todas as segundas-feiras de novembro com estilos para todos os gostos musicais.

As quartas-feiras são dedicadas ao blues e à diversão.

Atração fixa do dia, a cantora paulistana Camila Boer apresenta seu show Lady Blues, com o melhor do repertório do estilo, R&B, soul e jazz.

Criativo, gastronômico e bastante interativo, o grupo Rádio Comida faz participações especiais com seu pocket show nos dias 5 e 19 de novembro.

No espetáculo, paródias musicais em que o tema é essencialmente comida.

Os shows de segundas e quartas-feiras começam às 19h, enquanto as apresentações de terças e quintas-feiras têm início a partir das 20h.

SERVIÇO — Música na Praça e Especial da Natal atrações musicais no Shopping Piracicaba. De 3 a 27 de novembro na Praça de Alimentação Norte (expansão) — piso L2. Informações: (19) 3403-3833.

Fonte: Jornal de Piracicaba  

 



Rádio Comida apresenta menu musical em suas paródias

22 de outubro de 2014 | Por admin

Não há segredo para preparar um yakissoba, é fácil e até mesmo terapêutico.

Mas, para quem ainda não sabe como fazer essa receita e tampouco se arrisca na arte culinária, há uma alternativa que pode tornar essa tarefa, ao menos, divertida: acompanhar o preparo com as dicas do grupo Rádio Comida.

Os vídeos produzidos pelos atores e divulgados pelo YouTube, têm mais de 1 milhão de acessos.

Carregam uma pitada de didática culinária, somada a porções bem dosadas de humor e criatividade, medida ideal para degustar de boas gargalhadas.

O piracicabano Fernando Kudder, 46, ator desde os 14 anos de idade, é o idealizador do Rádio Comida e um dos responsáveis pelo sugestivo menu de paródias que incluem músicas nacionais e internacionais de diferentes gêneros, para todos os gostos.

São, no total, cerca de 1.000 canções adaptadas, além dos improvisos necessários para atender a pedidos.

Ele já rodou por muitas cidades brasileiras por força do ofício e, atualmente, mora no Bairro Alto, onde divide a moradia e o trabalho com o músico carioca Fábio Negroni, 41, e a atriz e cantora paulistana Camila Boer, 37, filha da cantora Elisabeth Viana, considerada rainha do samba-rock.

O ator e cantor Alexandre Franklin, 45, carioca que vive em Sorocaba, completa o quarteto humorístico.

O projeto teve início em 1998 como Comida dos Astros. Kudder e alguns amigos — entre eles, Rony Cácio, hoje responsável pelo Comida dos Astros —, estavam comendo pipoca na sala e assistindo ao clipe La Isla Bonita, da cantora Madonna.

Kudder fez uma brincadeira com a canção e inventou Pipoca Bonita.

A piada repercutiu entre os amigos, a música original ganhou uma versão de paródia e surgia ali uma oportunidade de trabalho artístico.

Na cama com Madonna era agora Na janta com Madonna, com versões também para outras músicas da pop star.

O Comida dos Astros passou a fazer diversos programas na TV e, durante três meses, teve um quadro fixo no programa Altas Horas, da rede Globo, mas não havia preocupação com a coerência gastronômica nas interpretações: pastel se misturava com chantilly e as risadas eram garantidas pelos trocadilhos.

A proposta do Rádio Comida é que haja coesão entre as combinações culinárias e, inclusive, rendam boas receitas.

O vídeo do yakissoba foi o primeiro a bombar na internet.

O grupo resolveu preparar outros e se especializou em fazer clipes do gênero.

Esse trabalho acabou incentivando a criação do Festival de Paródias promovido pelo programa Tudo é Possível, apresentado por Ana Hickman, na rede Record.

SACOLINHA — Mas o mais eficaz instrumento de marketing adotado pelo grupo foi mesmo o sistema de passar a sacolinha em bares e restaurantes que visitam quase diariamente, com intervenções artísticas.

Piracicaba é o foco principal do projeto, mas o Rádio Comida promove um verdadeiro circuito gastrocultural em estabelecimentos de outras cidades brasileiras.

No passaporte, eles já têm carimbados trabalhos em São Paulo, Campinas, Parati (RJ), Florianópolis (SC) e Pirinópolis (GO), para citar alguns.

Embora também tenham registro de diversos trabalhos na TV, é a sacolinha que mais mantém o grupo, pois gera novas contratações.

Em média, são 20 apresentações por semana.

“Após as apresentações em bares e restaurantes, passamos a sacolinha e distribuímos panfletos, divulgando o trabalho. Tudo isso viram novos eventos em empresas, porque há muitos funcionários que participam de happy hour e aprovam nosso show”, contou Kudder.

De acordo com Camila, Piracicaba é uma das cidades mais surpreendentes em termos de receptividade aos artistas.

“É um povo que sabe receber e reage bem às piadas. Isso nos motivou a regionalizar os shows que apresentamos aqui e elaborar paródias com elementos locais, como o rio, os peixes, o caipira, as canções que remetem às coisas da cidade. É sempre muito divertido”, ressaltou a atriz.

Os repertórios também acabam sendo adaptados de acordo com as datas de apresentação, como no Dia das Crianças, das Mães, dos Namorados e até para shows no universo corporativo.

CONFIRA — Os vídeos do Rádio Comida podem ser conferidos pela página do grupo no Facebook ou YouTube, onde também divulgam as datas das apresentações.

Ao vido, a próxima oportunidade será dia 25, às 20h, no Teatro do Sesi, na Vila Industrial, com o show A Volta ao Mundo em 80 Mordidas. Para entrar em contato: (19) 98103.1013, com Allan, ou (11) 98524.8131, com Camila, ou ainda radiocomida@yahoo.com.br.

PROJETO DE REEDUCAÇÃO ALIMENTAR – O Rádio Comida está comemorando duas aprovações importantes para o projeto.

Uma é a aprovação pelo edital do Sesi, o que irá possibilitar levar o show a unidades do Sesi por todo o Estado.

A outra novidade, é a conquista de apoio ao projeto pela lei de incentivo à cultura Rouanet, com a finalidade de levar saúde e reeducação alimentar por meio da música a jovens e crianças de escolas públicas.

A preparação para as apresentações escolares terão como base técnica as orientações preconizadas pela Cpan (Coordenadoria de Programas de Alimentação e Nutrição) da prefeitura.

“Estamos desenvolvendo um estudo para utilização de linguagem popular nas periferias, para deixar o trabalho mais acessível não apenas para os estudantes, mas para a comunidade. Não queremos apenas educar sobre alimentação, mas incentivar à educação musical”, disse Fernando Kudder.

As composições devem seguir o mesmo método criativo do trabalho em geral, sempre buscando brincar com a memória musical do público.

Já na linha dessa nova fase, os artistas estão trocando a roupa colorida, com estampas de frutas, por algo mais formal, adotando o uso da doma e de vestimentas de garçons, mas sempre com um traço humorístico.

Fonte: Jornal de Piracicaba 



Mônica Parade chega ao Shopping Piracicaba

2 de outubro de 2014 | Por admin

monica parade 3

Quem passar pelos corredores do Shopping Piracicaba entre os dias 2 e 26 de outubro poderá ver e interagir com a Mônica Parade, uma intervenção artística que apresenta a personagem mais famosa dos quadrinhos brasileiros em grandes esculturas, totalmente personalizadas.

Depois do sucesso nas ruas da capital paulista e em Belo Horizonte e Rio de Janeiro, para comemorar os 50 anos da protagonista da turma criada por Maurício de Souza, a exposição estreia no interior de São Paulo.

Serão expostas no Shopping nove esculturas, confeccionadas por Ale Magrini, Alex Senna, Alexander Borba, Crânio, Erica Mizutani, Junior Lopes, Renato Guedes, Tikka Meszaros e Titina Corso.

Com 1,60m de altura e produzidas em fibra de vidro, as figuras ficam sobre uma base de 25 cm, tornando-se um monumento de 1,85m de altura, distribuídas pelos corredores e espaços de convívio.

Assinada por diversos artistas plásticos, além do próprio Mauricio de Sousa, Mônica Parade apresenta a personagem em novas roupagens, totalmente diferente do que é visto nos tradicionais gibis.

ATIVIDADES — Além da exposição, outras atividades fazem parte do especial do Mês das Crianças com a Turma da Mônica no Shopping Piracicaba.

O local receberá, ao vivo, os personagens dos quadrinhos entre os dias 10 e 15 de outubro, de hora em hora, das 15h às 18h.

Também, a partir de quinta, a Praça de Eventos Norte (expansão) receberá a atração gratuita Brincando na Vila da Mônica, um espaço temático interativo para crianças de três a 12 anos.

Painéis cenográficos dividem o espaço em cinco atrações gratuitas.

No Cestão de Goiabas do Chico Bento, uma piscina de bolinhas diferente conta com cestos laterais para encaçapar as goiabas.

A Cozinha da Magali tem massinhas de modelar para assim como o Ateliê da Marina, com pintura e desenhos exclusivos da Turma da Mônica.

O Teatrinho da Vila apresenta histórias de um minuto, contadas por fantoches.

No mesmo ambiente, as crianças aprenderão algumas brincadeiras tradicionais e Jogos do Cebolinha, com tabuleiros, quebra-cabeças e brinquedos de montar.

Fonte: Jornal de Piracicaba 



Museus de Piracicaba celebram a chegada da Primavera

25 de setembro de 2014 | Por admin

A Primavera dos Museus, realizada pelo Ibram (Instituto Brasileiro de Museus), acontece anualmente no início da Primavera com o objetivo de sensibilizar as instituições museológicas de todo o país e a comunidade para o debate sobre assuntos da atualidade.

Com o tema Museus Criativos, a oitava edição acontece até este domingo (28/09).

Estão inscritos 761 museus e mais de 2.400 eventos, como exposições, visitas guiadas, palestras, exibição de filme, entre outros.

O Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Moraes e o CCMW (Centro Cultural Martha Watts) representam Piracicaba na semana, com atividades diversas durante o mês.

As atividades são gratuitas.

O Museu participará da ação com a exposição Um Museu Feito Para Nós, Por Nós, realizado pelo MIS (Museu da Imagem e do Som) de Campinas e produzida por pessoas com deficiência visual e auditiva.

A mostra é fruto do projeto Proac (Programa de Ação Cultural) e pelo Centro Cultural Louis Braille de Campinas, que apresenta, por meio de fotografias, móbiles e instalações as reinterpretações do acervo do Museu.

A visita monitorada Caminho Prático Vivencial, com a temática da instituição que remete a história de Piracicaba e sua evolução urbana e a vida pública e privada de Prudente de Moraes, está inclusa na programação.

“Essa segunda proposta resolvemos diferenciar. Os visitantes vão interagir mais com os temas propostos pelo Museu, e um educador vai fazer a mediação, abordando as lembranças do espaço”, explicou Renata Gava, diretora do Museu.

No CCMW, a Primavera dos Museus foi antecipada com as atividades da instituição realizadas durante o mês e seguem até o final dele.

Para finalizar a ação, o espaço realiza na sexta-feira uma visita monitorada e um bate-papo com grupo da Universidade Aberta à Terceira Idade da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba).

“As atividades do CCMW deste mês foram todas integradas a Primavera dos Museus, mesmo ela sendo realizada esta semana. É o quinto ano que celebramos a estação com o Ibram. Na visita monitorada, após os visitantes conhecerem os espaços, vamos conversar com intuito de receber ideias e propostas de meios para ter acesso ao museu”, afirmou Joceli de Fátima Cerqueira Lazier, coordenadora.

SERVIÇO — 8ª Primavera dos Museus. Exposição Um Museu Feito Para Nós e visita monitorada Caminho Prático Vivencial no Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Moraes (Rua Santo Antônio, 641, Centro), de terça-feira a domingo, das 9h às 17h. Entrada gratuita. Informações: 3422-3069. Exposições 8ª Primavera dos Museus e visita monitorada da Universidade Aberta à Terceira Idade da Unimep, no CCMW (Rua Boa Morte, 1257, Centro). Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

Fonte: Jornal de Piracicaba 



Dança e teatro são aliados ao bem estar de idosos

18 de setembro de 2014 | Por admin

small_2014-09-10-0012-01

Por meio das diversas atividades culturais que instituições públicas e privadas realizam na cidade, como teatro, música e dança, um público específico vem participando de forma mais intensa do universo das artes.

Com a procura de uma vida saudável na fase mais madura e delicada da vida, idosos têm trabalhado constantemente em projetos culturais e sentem uma melhora significativa na vida social.

O teatro é uma dessas atividades que proporcionam um convívio maior entre os idosos, que nesta fase da vida lidam muito com a solidão.

A arte mostra que não é difícil retomar a vida social, oferecendo a oportunidade de despertar criatividade, superar limites, além de concentração, memória, autoconhecimento e trabalho em equipe.

O professor e diretor de teatro do Cristóvão Colombo, Flávio Coelho, trabalha com um grupo de idosos há 18 anos.

Ele afirmou que muitos chegaram tímidos.

“É a força de vontade deles que move o projeto. Muitas vezes, mesmo com a saúde fragilizada, eles se esforçam para vir. É prazeroso trabalhar com eles”, disse.

Atualmente o grupo é formado por quatro alunas, todas acima dos 65 anos.

No final do ano, duas esquetes estão programadas para serem encenadas.

Nanci Andreotti explicou como essa atividade se tornou essencial para a sua vida.

“Melhorou bastante o meu desempenho em grupo”, disse.

Luiza Ferreira da Silva relatou que os encontros são como uma terapia.

“Fazemos novas amizades e nos tornamos uma família. É muito gostoso poder deixar de ser você para interpretar um personagem”.

Já Eloisa Buratto enfatizou o quanto as técnicas desenvolvidas nas aulas são renovadoras para a memória.

“Faz muito bem para a nossa saúde. Comecei bem tímida, aos 50 anos. Com o teatro, consegui vencer essa timidez. É um antídoto para a tristeza”, disse.

Helena Pansiera disse que o teatro ajuda a desenvolver o domínio da voz e a memorização.

“O prazer é muito grande e a nossa autoconfiança fica lá em cima”, afirmou.

CORAL — Já diz o ditado popular que quem canta seus males espanta.

A atividade de canto afasta mesmo tudo o que é ruim e ajuda os idosos no desenvolvimento psicomotor, melhorando o processo de respiração, a postura, o equilíbrio, a agilidade dos reflexos e a coordenação motora, além de permitir uma aproximação maior entre as pessoas, favorecendo o contato social e a amizade.

Segundo Teresinha Zezzi, que participa há alguns anos do grupo de coral do Sesc, o encontro traz muitos benefícios à saúde e ao bem-estar. “É fantástico”, disse.

O casal Sidney e João Carlos Marcolini afirmou que a atividade proporcionou melhoras ao relacionamento.

“Nós estamos nos sentindo muito bem, comecei sozinha, e depois de um tempo consegui trazê-lo comigo, hoje ele até toca pra nós”, relatou Sidney.

De acordo com a regente Ivete Machado, é notável que para eles é um momento prazeroso de resgate das músicas vivenciaram.

“Tem gente que se emociona quando conta para mim o quanto lhe faz bem. Eles vem mesmo por causa desse ambiente gostoso”, afirmou.

“Meu sonho é que os idosos que se sentem sozinhos ou inválidos saibam que não podem parar. A depressão toma conta da autoestima. Por isso, queremos trabalhar a recordação, a memória, a criatividade, mas também mostrar que o tempo deles é hoje”, disse o coordenador do trabalho social com os idosos do Sesc, Adriano Antônio da Costa.

SERVIÇO — Os interessados em saber como participar dos grupos podem entrar em contato com o Sesc pelo telefone 3437-9292 ou no Clube Cristóvão Colombo, pelo telefone (19) 34214.8836.

Fonte: Jornal de Piracicaba 



9º Fentepira está com inscrições abertas

10 de setembro de 2014 | Por admin

As inscrições para o 9º Fentepira (Festival Nacional de Teatro de Piracicaba) e para a 21ª Mostra de Teatro Estudantil estão abertas até 30 de setembro pelo site www.fentepira.com.br.

Unidos, os dois eventos dão um panorama da nova geração teatral da cidade, bem como do teatro piracicabano e brasileiro contemporâneos.

Esta será a primeira vez que as duas programações acontecerão juntas, entre 15 a 23 de novembro, já que por lei a mostra estudantil passou a ser um evento de realização da Semac (Secretaria Municipal da Ação Cultural).

A comissão organizadora do evento conta com os representantes da Semac, Heloísa Guerrini, Luiz Gustavo Maluf e Ozias Mainardes Filho, além de Antonio Chapéu, da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba); João Scarpa, da Apite (Associação Piracicabana de Teatro); Márcio Abegão, do Colégio Piracicabano; Fátima Monis, do Sesi; e Pollyanna Peres e Ricardo Araújo, do Senac. Cabe a eles a definição do curador desta edição, além dos debatedores dos espetáculos.

De acordo com Scarpa, um dos nomes que todos se expressaram a favor, para que volte ao festival como debatedor é o de Alexandre Mate. Há quatro anos ele participa do evento e também escreve as críticas para o Jornal de Piracicaba.

“Quanto ao curador, achamos importante que ele seja uma pessoa que conheça a produção nacional”, afirmou, ressaltando que, além de selecionar dez espetáculos da mostra oficial, “cabe ao curador definir a ‘cara’ do evento”.

Este é o quarto ano que o festival tem esse formato. O nome dos espetáculos que farão parte desta edição serão anunciados em 8 de outubro.

Em 2013 foram inscritos 217 espetáculos de 15 Estados brasileiros. A secretária da Semac, Rosângela Camolese, disse que além de fomentar a arte na cidade, o festival tem um papel importante em divulgar o nome do município. “Assim como o Salão Internacional de Humor, o Fentepira leva o nome de Piracicaba a várias partes do país. Ele também vem consolidando cada vez mais sua qualidade”.

Para Rosângela, o evento é uma maneira do poder público contribuir com o fomento da arte teatral nos níveis municipal, estadual e nacional.

PARTICIPAÇÃO — A inscrição deve ser feita exclusivamente pelo site, onde é possível fazer o download do regulamento e preencher a ficha de inscrição.

Para participar, as companhias brasileiras devem ter no mínimo um ano de existência e um espetáculo já montado.

Elas podem inscrever espetáculos nas categorias teatro adulto e teatro para crianças e adolescentes com no mínimo 40 minutos de duração. A organização do festival oferece alimentação e, caso seja necessário, alojamento.

Não serão aceitos espetáculos que participaram em edições anteriores. A ajuda de custo aos grupos é oferecida conforme a distância de Piracicaba: R$ 3.500 (até 100 quilômetros), R$ 4.000 (entre 101 e 500 quilômetros) e R$ 5.000 (a partir de 501 quilômetros).

Como forma de assegurar a participação de grupos locais, serão selecionadas de uma a três montagens da cidade, com ajuda de custo de R$ 3.500.

ESTUDANTIL — Para Scarpa, a principal novidade deste ano, até o momento, é a integração do Fentepira à Mostra Estudantil. “Um grande desafio será conciliar as agendas e os locais de apresentação. Mas antes de pensar nisso temos que saber quantos irão se inscrever”.

O evento, até o ano passado, era realizado pelo Colégio Piracicabano. A mudança aconteceu por meio da lei municipal 7.941/2014. O propósito é difundir e promover o gosto teatral entre os estudantes, desenvolvendo a formação de público e estimulando a cultura local.

Podem participar grupos de teatro constituídos por alunos do ensino fundamental e médio de instituições públicas, privadas ou de entidades de Piracicaba e região.

A temática das peças ficará por conta dos grupos. A duração deverá ser de, no mínimo, 15 minutos e, no máximo, uma hora.

Os critérios para as inscrições estão no regulamento do evento, disponível no site oficial do Fentepira junto da ficha de inscrição.

SERVIÇO — Inscrições para o 9º Fentepira e 21ª Mostra de Teatro Estudantil de Piracicaba. De 1 a 30 de setembro pelo site www.fentepira.com.br. Informações: (19) 3413-8526.

Fonte: Jornal de Piracicaba

 



Páginas:«1234»

Certificados e Prêmios



Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara