Mostrando posts da categoria: Decoração


Como decorar uma lavanderia

7 de outubro de 2016 | Por admin

A lavanderia ou área de serviço pode ser tão bonita quanto os outros ambientes da casa. Depois de se preocupar com a funcionalidade, optando por armários aéreos para guardar produtos de limpeza, prateleiras para deixar alguns itens de uso frequente à mão e armários maiores para guardar a vassoura e o aspirador, chega a hora de atentar para um detalhe: a decoração.

area-de-servico

Seja mais criativa na hora de decorar a lavanderia. Ela pode ser divertida e charmosa, basta você enxergá-la com outros olhos! O céu é o limite na hora de pensar na composição: dá para investir em adesivos decorativos para as paredes, em papel contact para decorar a máquina de lavar, em cestinhas e acessórios coloridos.

cortina-de-pia

Invista em cores claras! A lavanderia geralmente ocupa um dos menores ambientes da casa e por isso precisa ser clarinha pra não pesar. Com uma cortina colorida e um tapetinho fofo, esta área de serviço já ganhou um charme todo especial.

area-de-servico-azul

Em tons de verde, esta outra lavanderia é pura fofura! Além dos acessórios fofos e detalhes especiais, dá para notar uma paleta de cores seguida à risca para cada item escolhido no ambiente. Os grampinhos estampando a parede podem ser reproduzidos com um molde e papel contact.

lavanderia-decorada

Esta daqui também comprova como é fácil dar um toque diferente para sua área de serviço. Os móveis branquinhos deixaram o papel de parede e o piso listrado serem os protagonistas. Preste atenção nos detalhes: o lustre, cestos, vasinhos de flor e potes para guardar sabão em pó e outras miudezas foram todos escolhidos a dedo para deixar o espaço encantador.

area-de-servico-com-parede-decorada

Gostaram das ideias? Qual é a sua favorita?

Fonte: Minha Casa Minha Cara



Entenda as vantagens de usar persiana na decoração

5 de outubro de 2016 | Por admin

Item decoratico é prático e eficiente para controlar a entrada de iluminação nos ambientes

Artigo deixa o ambiente mais elegante e é uma escolha mais higiênica para proteger as janelas

As persianas dão elegância, praticidade à decoração de janelas residências e comerciais. Além disso, elas acumulam menos poeira em relação às cortinas de tecido e também são mais fáceis de limpar. Este artigo decorativo é usado também para barrar a luz direta do sol, mas sem deixar o ambiente totalmente escuro.

Neste projeto, foram colocadas persianas em um espaço grande, garantindo uma iluminação indireta para a área com plantas e brinquedos (Fotos: Shutterstock)

O controle de persianas geralmente é manual, mas alguns modelos motorizados estão disponíveis no mercado e têm até controle remoto. Independentemente do modelo, a persiana ajuda, além de evitar que a luz natural entre em excesso, a controlar a entrada de calor no local.

Móveis, tapetes e plantas que precisam de menos luz direta dentro de um cômodo podem ter com a persiana uma proteção contra raios solares e o consequente desgaste.

Persianas também podem ser instaladas nas cozinhas; Existem modelos em diversas cores para serem combinados com o restante da decoração

As cores, os formatos e os materiais disponíveis no mercado oferecem ao consumidor um leque e tanto na hora de escolher qual modelo comprar. Alguns são feitos de alumínios, de PVC, de madeira ou mesmo de bambu. As linhas podem ser horizontais (geralmente com as lâminas de alumínio ou algum material mais resistente) ou verticais (de tecidos ou mesmo PVC).

Cada modelo de material é usado para deixar uma determinada quantidade de luz entrar mais uniforme e a sua composição no ambiente depende do gosto de quem adquire.

Esta persiana vertical no tom  terra tem lâminas largas e abrange toda altura entre o teto e o chão, deixando o quarto elegante e acolhedor

Verticais

São boas para qualquer local: residenciais e comerciais. Além dos modelos já citados, o mercado apresenta também alguns de poliéster, de juta e até mesmo de fibra de vidro anti-chamas.

Horizontais

Mais residenciais, as mais indicadas são as feitas com lâminas de alumínio (25 mm x 16 mm de largura e espessura de 0,018mm e 0,021 mm). A maioria dos modelos são monocromáticas com cadarços e cordas feitos em poliéster.

Apresentam controle de luminosidade através de bastões cilíndricos de em acrílico transparente – aqueles que descem do lado e que muitas pessoas (como este que escreve aqui) acabam se atrapalhando na hora de tentar abrir.

Persianas são uma ótima opção para janelas do banheiro, pois garantem a privacidade, além de a limpeza ser simples

Manutenção

Antes de recolher as lâminas procure abrir totalmente sua persiana, para evitar maiores desgastes. O aspirador de pó é o mais indicado para fazer a limpeza periódica (nunca use aparelhos vaporizadores). Um espanador também faz o serviço direito.

Limpe também sempre na direção das lâminas e, em caso de dúvidas (ou medo de estragar as suas persianas) contrate empresas especializadas para o serviço.

Recomenda-se abrir totalmente a persiana antes de recolhê-la

Fonte: Zap Imóveis



Veja dicas para escolher um gabinete para banheiro sem erro

30 de setembro de 2016 | Por admin

Saiba o que levar em consideração na hora de comprar esse tipo de móvel

Assim como todo cômodo da casa, o banheiro merece especial atenção quando a tarefa é decorar o ambiente sem perder a comodidade. E nessas horas, uma das principais dúvidas que surgem entre os moradores se refere à escolha do gabinete para banheiro ideal que, além de espaçoso, precisa ser bonito e elegante, combinando com a decoração da casa.

Esse móvel fica acoplado abaixo da pia ou em uma parede próxima, facilitando o acesso aos produtos utilizados no dia-a-dia. Por isso, ele é praticamente indispensável, já que favorece a organização.

Mas não basta ir à loja e comprar o gabinete somente pelo visual. É preciso adequá-lo às estruturas e medidas disponíveis, facilitando a circulação dos usuários.

É preciso tomar alguns cuidados na hora de escolher o gabinete para o banheiro (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Para não ter erro, o designer de interiores e produto Raphael Dias recomenda os móveis feitos sob medida, produzidos por marceneiros ou confeccionados em lojas especializadas.

O preço pode variar entre os fabricantes e até pesar no bolso, mas o investimento vale a pena, por se tratar de uma escolha acertada. “O que tenho observado é que existem empresas que comercializam gabinetes prontos que encaixam bem em banheiros pequenos, com um design que irá agradar muitas pessoas”, conta o especialista.

Gabinete para banheiro – como comprar

Existem inúmeras opções no mercado. É preciso pesquisar para saber qual atende melhor a sua necessidade (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Feitos sob medida ou não, os gabinetes oferecidos pelo mercado possuem diferentes formatos e opções de portas, nichos e gavetas. Além desses detalhes, observe o interior do móvel e veja se é possível encontrar prateleiras, que facilitam a acomodação organizada dos itens.

A variedade de materiais também é grande. É possível escolher entre madeira, cerâmica, laminado, laca, entre outros. Aqui, a compra fica a critério do estilo de decoração que você pretende seguir e do nível de umidade que vai entrar em contato com o produto. Os móveis em MDF, por exemplo, podem ser mais sensíveis.

Gabinete de banheiro pequeno

O gabinete suspenso é uma ótima opção para quem tem banheiro pequeno (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Como regra geral, opte sempre pelo modelo suspenso, aquele que não encosta no chão. Além de facilitar a limpeza, o espaço livre ajuda a transmitir uma sensação de amplitude.

Gabinetes com porta de vidro espelhado são outras boas apostas, pois os espelhos são velhos conhecidos dos decoradores e são capazes de aumentar o campo visual.

Quanto às cores, o designer Raphael Dias recomenda os tons claros, que também disfarçam as medidas pequenas do ambiente.

Gabinete para banheiro 3 em 1

O gabinete com louça integrada é uma ótima opção (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Quem tem espaço de sobra e consegue fazer uma compra mais despreocupada pode recorrer aos gabinetes com louça integrada. Alguns comerciantes apostaram na fabricação desse tipo de peça que já inclui cuba, bancada e gabinete.

Além de praticidade, tal modelo oferece a vantagem de evitar serviços posteriores de instalação de tampos ou armários, e pode contar com alguns complementos, como o espelho.

Nas cores, vale mesclar tons claros com escuros, que acrescentam sofisticação ao ambiente.

Fonte: Zap Imóveis



Velas customizadas são mimos na decoração

21 de setembro de 2016 | Por admin

De todos os formatos, cores e tamanhos, elas podem estar em casa, aparecer em eventos especiais e se integrar a ocasiões especiais

Muito mais que pontos de luz para quando a energia elétrica falta, as velas podem ganhar todo tipo de formatos, cores e temas para se tornarem ótimos itens de decoração em casa. E se tornam ainda mais especiais quando ganham frases, dando um toque de graça extra ao ambiente. Essas velas decoradas podem ser usadas em quaisquer ocasiões, ou mesmo integrar o estilo permanente da sua residência.

Em datas especiais, os escritos podem ser relacionados ao motivo da festa. Frases favoritas de um aniversariante, dizeres motivacionais, poemas curtos, felicitações e qualquer outra frase desejada. Elas ficam ótimas sobre aparadores, mesas de centro e até mesmo estantes, onde podem ser “lidas” ao lado de livros e revistas. São ótimas para decorar casamentos e outros festejos, além de servirem de belos brindes para os convidados.

O método mais simples é, literalmente, pintar a vela com carimbos feitos para este fim (Foto: Shutterstock)

Apesar de serem encontradas facilmente em lojas de varejo, não é difícil produzir sua própria vela decorada. O melhor tipo de vela para este trabalho são as maiores, com mais superfície para a escrita, e de cores claras, como branco, amarelo ou bege. O método mais simples é, literalmente, pintar a vela com carimbos feitos para este fim. Podem ser pequenos textos ou frases soltas, basta passar tinta no carimbo e girar a vela aos poucos sobre o molde, com cuidado para que as palavras não se sobreporem ao fim da superfície da vela, e que todos os escritos fiquem legíveis.

Elas ficam ótimas sobre aparadores, mesas de centro e até mesmo estantes (Foto: Shutterstock)

O processo de criação da vela com escritos é semelhante a outros tipos de velas especiais, e dão um toque especial à decoração de casa. Uma alternativa aos carimbos é colar papéis impressos com textos pequenos ao redor da vela. Esta solução é bem mais simples e barata de se fazer por conta própria, mas nem sempre o acabamento tem o mesmo esmero das versões impressas na própria vela.

Velas brancas, limpas para serem decoradas custam a partir de R$ 19,99 em lojas de rede como Etna. Já na Leroy Merlin surgem por R$ 25,90. Mas os valores podem variar bastante de acordo com o tamanho e formato da vela. Prontas, elas chegam à casa dos R$ 70, também de acordo com tamanho e forma. Já carimbos prontos custam cerca de R$ 30 em lojas especializadas.

Apesar de serem encontradas facilmente em lojas de varejo, não é difícil produzir sua própria vela decorada (Foto: Shutterstock)

Fonte: Zap Imóveis



Saiba como escolher a grama ideal para sua casa

16 de setembro de 2016 | Por admin

O tipo de ambiente e de uso vai determinar a melhor espécie para ter um gramado bonito, todo verde e de textura uniforme

A grama do vizinho não precisa ser mais atraente que a sua. Um jardim bonito é o desejo de todos que possuem uma área externa disponível na casa e o gramado faz parte da composição junto com as flores, arbustos e árvores. Ele serve como um pano de fundo para integrar a paisagem e, quando todo em textura uniforme, deixa o ambiente mais bonito. A grama pode ganhar até um cantinho em um apartamento. Porém, em ambos os casos é preciso saber escolher o tipo de grama ideal e cuidar bastante dela. O resultado vai ser uma área bastante agradável com um tapete verde e natural.

“O verde sempre valoriza e torna um ambiente mais agradável, tanto que, hoje em dia, as pessoas investem bem mais em jardins e cantinhos verdes”, afirma a arquiteta-paisagista Kássia Torres, do escritório Luiz Vieira Arquitetura de Paisagem. Porém, é importante entender que cada projeto é diferente e que o desejo do cliente é fundamental para direcionar a proposta. “Temos de aproveitar os locais com seus condicionantes para escolher adequadamente a vegetação, seja ela a grama ou outra espécie de planta, pois cada uma tem sua singularidade e desenvolverá melhor se utilizada em melhor situação”, completa.

O verde sempre valoriza e torna um ambiente mais agradável, tanto que, hoje em dia, as pessoas investem bem mais em jardins e cantinhos verdes (Foto: Shutterstock)

Quando se pensa em um jardim, a primeira imagem que vem à cabeça é um gramado verde e uniforme. Porém, para ter esse resultado, é preciso analisar alguns fatores importantes. “É necessário ter cuidado na escolha correta da grama, assim como analisar a insolação presente e uso que o gramado terá”, explica Kássia Torres.

Algumas gramas precisam da luz do sol, enquanto outras crescem de forma saudável na sombra. Existem ainda umas que permitem o pisoteio e outras que não podem ser pisadas. Neste último quesito, é importante avaliar se o gramado será apenas decorativo ou se também será usado para receber pessoas, práticas de esportes, para realizações de festas ou simplesmente como um ambiente para deitar e curtir o verde. Tudo isso vai influenciar na escolha do tipo de grama.

Algumas gramas precisam da luz do sol, enquanto outras crescem de forma saudável na sombra (Foto: Reprodução/Pinterest)

“A grama esmeralda (Zoysia japonica) e bermuda (Cynodon dactylon), por exemplo, permitem pisoteio, inclusive são utilizadas em campos de futebol. Mas elas necessitam de sol pleno não suportando sombra. Já a grama São Carlos (Axonopus compressus) permite pisoteio e adequa-se em áreas mais sombreadas. A grama amendoim (Arachis repens) e a grama inglesa (Stenotaphrum secundatum ‘Variegatum’) se adequam ao sol pleno, porém não possibilitam o pisoteio, sendo adequadas só como forração”, aconselha a arquiteta-paisagista.

O uso de grama em apartamentos não é comum, porém, para quem deseja esse tipo de paisagem, é possível adaptar. “Em alguns casos, utiliza-se grama¬s sintéticas nas varandas ou, em caso de varandas com boa insolação, coberturas e teto-jardim há uma técnica chamada Skygarden, que permite a aplicação de grama sobre o piso, sem gerar uma sobrecarga na laje, porém é necessário observar se há impermeabilização e drenagem nessa área, para que a água de rega e chuvas excedentes possam ser escoadas”, acrescenta Kássia. “Esse produto tem diferentes espessuras e a de maior dimensão permite até o plantio de pequenos arbustos. É possível ainda escolher o tipo de grama, quanto a sol ou sombra e pisoteio ou forração”, completa.

investimento em um gramado vale a pena, já que ele trará a sensação de ter a natureza próxima e ainda vai deixar a paisagem mais bonita (Foto: Reprodução/Pinterest)

Para a arquiteta-paisagista o investimento em um gramado vale a pena, já que ele trará a sensação de ter a natureza próxima e ainda vai deixar a paisagem mais bonita. Porém, para ter um resultado satisfatório, é preciso ter atenção com os cuidados necessários. “A rega deverá ser diária.

Porém, para ter um resultado satisfatório, é preciso ter atenção com os cuidados necessários, como: rega, poda e adubação (Foto: Reprodução/Pinterest)

Algumas espécies precisarão de poda, enquanto outras, como a grama amendoim e grama inglesa não terão esta necessidade. A adubação regular também é importante e varia de acordo com a espécie e uso do gramado. Um campinho de futebol, por exemplo, necessitará de mais podas e adubações pelo uso mais agressivoe contínuo”, conclui Kássia Torres.

Fonte: Zap Imóveis



Veja dicas acertar na decoração de uma sala de jantar pequena

14 de setembro de 2016 | Por admin

Saiba o que usar ou evitar para conferir mais charme a esse ambiente

Fazer a decoração de uma sala de jantar pequena é algo que vai além da escolha de cadeiras e mesas. É fundamental pensar sobre o espaço disponível e não exagerar na quantidade de móveis e itens decorativos.

Evite cadeiras volumosas. O indicado é apostar em modelos ergonômicos, cujo encosto forme um ângulo de 90º (Fotos: Shutterstock)

A distância entre a cadeira e a parede deve ser de, no mínimo, 70 centímetros – e de 80 cm caso o móvel esteja em um corredor de circulação. Por isso, evite usar cadeiras volumosas, reclináveis e de estrutura pesada. O mais indicado é apostar em modelos ergonômicos, cujo encosto forme um ângulo de 90º com o assento.

Os móveis devem ainda seguir o estilo decorativo do ambiente. Decorações modernas podem receber peças com linhas retas e pés palito. Já as clássicas ficam melhores com um mobiliário da época vitoriana.

Móveis de madeira são sempre boas apostas para decorar sala de jantar

As salas de jantar contemporâneas aceitam cadeiras de diferentes estilos ao redor da mesa. E se a proposta for mais rústica, o ideal é abusar de móveis repletos de tramas e fibras naturais, além da tradicional estrutura de madeira.

Truques para fazer a decoração de sala de jantar pequena

Outra questão importante é o formato das peças. Lembre-se de que mesas redondas ou ovais são melhores em espaços reduzidos, garantindo mais lugares à mesa.

Mesas redondas são sempre boas apostas para salas de jantar pequenas

O tamanho pequeno da sala de jantar permite ainda que alguns itens sejam retirados ou substituídos da decoração. O bufê é um deles. O móvel dá lugar facilmente a um carrinho de chá ou a uma mesa de canto retrátil, o que confere praticidade ao ambiente. “Mas se quiser ter a peça, o ideal é aproveitar um espaço vazado para instalar uma adega”, afirma Mariana Fedulo, arquiteta e urbanista.

A sala de jantar pequena pode também ser integrada à cozinha e ganhar mais área livre. Instale uma coifa potente, para os odores não se espalharem pela casa, e substitua a mesa tradicional de jantar por uma bancada de apoio da pia.

A coifa purifica o ar da cozinha e ajuda a aumentar a vida útil do mobiliário

A decoração do ambiente conta com outro recurso na hora de garantir amplitude: os espelhos. Invista em móveis de acabamento espelhado ou instale um espelho retangular na parede atrás da mesa de jantar. Tal posição é ideal porque impede que os convidados fiquem olhando uma área vazia durante as refeições. Mas evite deixar um espelho de frente ao outro e criar o efeito de “profundidade infinita”.

O passo seguinte é definir as cores dos móveis e das paredes da sala. As tonalidades quentes (vermelho e laranja, por exemplo) aumentam a sensação de apetite e devem ser evitadas. Já as frias têm o efeito inverso, sendo também pouco vantajosas no espaço das refeições.

Truques com espelhos e luminárias pendentes são válidos na sala de jantar pequena

O recomendado pelos especialistas é investir em tons neutros e pastel – branco, bege ou cinza, pois não interferem no apetite dos moradores.

O projeto luminotécnico é mais uma etapa da decoração de uma sala de jantar pequena. É essencial não deixar cantos escuros e mal iluminados. Uma saída possível é instalar spots e um bonito lustre no centro da mesa. “A iluminação embutida ou os rasgos no gesso são utilizados em espaços pequenos, pois evitam a barreira visual que o pendente cria”, diz a arquiteta. E quando o ambiente for integrado, cuide para a linguagem visual estar em harmonia tanto nas luminárias quanto na temperatura de cor das luzes.

Fonte: Zap Imóveis



Lençóis divertidos são soluções bonitas e baratas para o quarto das crianças

9 de setembro de 2016 | Por admin

Estampas e temas diferentes, além de coloridos, podem dar um ar descontraído e personalizado à decoração

A cor da parede e dos móveis, o papel de parede, o tema, todas essas são questões levadas em consideração na hora de pensar a decoração do quarto da criança. Os objetos também são itens fundamentais, já que podem dar um ar mais personalizado ao ambiente. Afinal de contas, o objetivo é deixar o lugar o mais bonito e criativo possível. Mas, pensar em todos os detalhes, também inclui escolher um lençol divertido, que vai garantir um toque colorido e descontraído ao quarto da criança. E esta é uma solução barata para quem não tem tanto dinheiro para investir, mas espera um resultado diferente.

“Os lençóis das crianças são mais um item de vida dentro da decoração de um quarto infantil. Eles podem ir dos lisos aos coloridos, dos listrados ao temáticos. O importante é tentar harmonizar com o restante da decoração do ambiente”, afirma a arquiteta Luciana Aguiar, do escritório Studio A Arquitetura. A escolha do lençol, inclusive, pode ser feita baseada no gosto da própria criança e ela pode ajudar na seleção. Além disso, é possível comprar vários diferentes e ir variando no dia a dia, fazendo um jogo de troca da decoração sem gastar tanto.

O mega sucesso Frozen é aposta certa na hora de decorar o quarto (Foto: Divulgação/Riachuelo)

Se a ideia é ficar com a decoração por um período mais longo, o melhor é apostar em móveis mais sóbrios, simples, funcionais e atemporais. Outra dica é investir em cores neutras porque elas cansam menos ao longo do tempo. Em contrapartida, deve-se ousar mais nos objetos, que são mais fáceis (e baratos) de serem substituídos. Neste caso, o lençol se torna peça fundamental, já que ele pode fazer o diferencial no ambiente. “Você pode apostar nos lençóis mais ricos nas cores porque, como o quarto tem cores mais neutras, eles podem dar uma levantada na decoração”, explica Luciana.

Por outro lado, é preciso tomar cuidado com o excesso para que o quarto da criança não fique muito carregado de cores. “Se você já tem um quarto com móveis bem coloridos, tente escolher um lençol mais básico. Listras, círculos, cores mais neutras e suaves são uma ótima opção”, sugere a arquiteta.

O sonho do seu pequeno é se rum bombeiro? (Foto: Reprodução/Amazon)

Nestes dois primeiros casos, existe a opção de eleger lençóis de acordo com a cor preferida da criança. Aí pode ousar nas cores, tonalidades, lençóis lisos ou com mosaicos. Desta forma, é possível, inclusive, encontrar peças mais em contas e que vão deixar o quarto colorido, divertido e diferente.

Porém, estas não são as únicas opções. Existe um universo de possibilidades quando o assunto é aproveitar o lençol para incrementar a decoração do quarto infantil. Os lençóis com personagens ou temáticos podem custar um pouco mais caro, mas podem satisfazer bem a criança.

O fundo do mar pode invandir o quarto da sua pequena (Foto: Reprodução/Amazon)

Se a criança é apaixonada por um personagem, desenho ou filme, fica ainda mais fácil. Hoje em dia o mercado oferece uma infinidade de opções temáticas do gênero. Desde princesas, super-herois, personagens de animações e desenhos, tem de tudo, para todos os gostos e idades.

Outra opção é escolher entre temas. Se a criança gosta de palhaços, o lençol pode ter o tema de circo ou se ele curte animais, o tema pode ser fazendinha. As opções são muitas, como carros, aviões, floresta, fundo do mar e uma infinidade de opções. Ainda assim, preste atenção para não sobrecarregar a decoração. “Os lençóis de temas normalmente são mais coloridos e mais ricos nas cores e eles devem ser usados quando o quarto possui móveis mais neutros e a intenção é dar um up”, completa Luciana.

A escolha do lençol, inclusive, pode ser feita baseada no gosto da própria criança e ela pode ajudar na seleção (Foto: Reprodução/Amazon)

Fonte: Zap Imóveis



Home office pode ficar na cozinha e corredor; veja opções

6 de setembro de 2016 | Por admin

O ambiente deve atender às necessidades do morador, com o cuidado de que não pareça algo improvisado

Patricia Zwipp

Precisa de um espaço para trabalhar em casa, mas não tem um cômodo vago para o escritório? Pois saiba que é possível criar um home office em locais não utilizados de outros ambientes, desde que atenda às suas necessidades de maneira confortável e prática.

Foto: J. Vilhora / Divulgação

Normalmente, divide espaço com quarto ou sala , mas há opções até em cantos da cozinha e no corredor. “O ambiente escolhido varia de acordo com o perfil do morador. Em um banheiro , por exemplo, considero pouco habitual, até porque existe a umidade que não combina com equipamentos e papéis. Mas já desenvolvi uma bancada de trabalho dentro de um banheiro a pedido do morador. Não era o local principal de trabalho, mas ele gostava muito de responder os seus e-mails lá. Cozinhas também não são muito usuais, mas é possível que haja um ambiente integrando sala, cozinha e home office”, disse a arquiteta Cristiane Schiavoni.

A preocupação é a de que não pareça algo improvisado. Para isso, as cadeiras e mesas podem e devem ser bonitas, mas o fundamental é que permitam que seus pés fiquem apoiados no chão e o antebraço na mesa, mantendo a coluna reta ao formar um ângulo de 90° com o quadril. Aposte em iluminação direta para não forçar a visão.

Para que o cômodo fique mais leve e organizado, use gavetas, prateleiras e nichos. “Armários fechados com nichos abertos, que possam receber objetos decorativos, são ótimas opções. Armários que escondam impressoras, roteadores deixam o ambiente limpo. Mesas com compartimentos que escondam canetas e lápis organizam o espaço”, listou a arquiteta Cristiane. “Na mesa, deixe apenas adornos e o essencial, como computador/notebook”, completou a arquiteta Andréia Carla Médice.

Na hora de decorar o home office em um cômodo integrado, é importante haver harmonia com o restante. “Se for dentro do quarto, geralmente o mobiliário segue um padrão de cor e material”, comentou Andréia. Cristiane lembrou que é possível escolher um móvel diferenciado, sem ter as mesmas cores e padrões, para dar destaque. Use o bom senso para avaliar o resultado final.

Confira sugestões de locais onde é possível instalar o escritório em casa:

Integrado à sala, mas com possibilidade de ser fechado

01141013homeofficedecoracao

Foto: Adriana Barbosa/Divulgação

Para deixar a sala mais linear e arrumada, é possível fechar o home office integrado com um painel de marcenaria, no projeto da arquiteta Silvana Lara Nogueira. A leveza do branco da porta contrasta com o tom mais escuro dos móveis de nogueira. Informações: (11) 5093-4594.

Na sala, em frente à TV

02141013homeofficedecoracao

Foto: Carlos Piratininga/Divulgação

A televisão pode tirar a atenção de muitas pessoas, mas há quem precise dela no home office. Levando em conta o perfil do morador, que gosta de conferir a programação da TV enquanto trabalha, a arquiteta Cristiane Schiavoni projetou a mesa do home office atrás do sofá, exatamente de frente para o aparelho. Informações: (11) 3649-4900.

Na sala, ao lado da TV

03141013homeofficedecoracao

Foto: Marco Antonio/Divulgação

O cantinho que sobrou ao lado da parede da TV da sala também pode se transformar em um home office. A bancada que faz as vezes de rack também é o apoio do laptop, na proposta de Luciana Penna, do escritório Messa Penna Arquitetura e Interiores. O painel de madeira de demolição caiu bem com as tonalidades predominantes do projeto (cinza, branca e preta), enquanto o toque colorido ficou por conta dos objetos, como a luminária vermelha. Informações: (11) 3062-7999.

No quarto, em frente à cama

04141013homeofficedecoracao

Foto: Divulgação

O professor universitário precisava de um espaço para guardar seus livros e corrigir os trabalhos e provas dos alunos. A opção foi criar um home office em frente à cama, com uma bancada fechada e, em cima, uma minibiblioteca com livros e objetos trazidos de viagens. Que tal? A proposta é do arquiteto Rodrigo Kolton. Informações: (11) 3159- 1030.

No quarto, ao lado da cama

05141013homeofficedecoracao

Foto: Marcos Antonio/Divulgação

O arquiteto Marcelo Rosset dispôs uma mesa com gavetas embutidas, em laca branca, na parede ao lado da cama. O home office segue a decoração predominantemente neutra do restante do cômodo.

No quarto, atrás da cama

06141013homeofficedecoracao

Foto: Divulgação

O ponto alto deste quarto, projetado pelo escritório de arquitetura e design Prado Zogbi Tobar, é a bancada de trabalho instalada atrás da cama, que aproveita melhor o espaço. O home office fica reservado, no fundo do ambiente, junto à janela. Informações: (11) 3815-3843.

No quarto de visitas

07141013homeofficedecoracao

Foto: Divulgação

Até o quarto de hóspedes pode ter um home office. O único inconveniente, é claro, será no dia que alguém for dormir no local. O ambiente, idealizado pela arquiteta Ana Yoshida, conta com uma bancada branca em um canto. O painel de folha de madeira é um fundo falso para esconder a fiação, caso a moradora queira um dia colocar uma TV ali. As prateleiras e as gavetas ajudam na organização. Informações: (11) 3477-7326.

Na cozinha

08141013homeofficedecoracao

Foto: Lucas Possiede/Divulgação

Cozinha também não é um ambiente muito usual para abrigar um home office, devido a detalhes como gordura e cheiro de comida, mas é possível aproveitar uma cantinho dela. A proposta do arquiteto Luis Pedro Scalise agradou a moradora, que considera o cômodo o “coração” da casa. A mesa branca fica ao lado das prateleiras da mesma cor. Informações: (67) 3028-4977.

No corredor

09141013homeofficedecoracao

Foto: Marcos Antonio/Divulgação

Quando se precisa de uma bancada comprida para trabalho, que comporte duas pessoas, até o corredor pode se transformar em um escritório. No projeto do arquiteto Marcelo Rosset, o espaço de circulação que leva aos dormitórios recebeu uma estante, que conta com uma mesa para computador. Entre a mesa e os nichos, há um fundo laqueado na cor vinho, que dá destaque ao ambiente. Informações: (11) 3258-5905.

Com vista para varanda

10141013homeofficedecoracao

Foto: J. Vilhora/Divulgação

O escritório da foto tem um cômodo só para ele, mas o diferencial é a visão do painel verde da varanda. Essa integração deu charme ao ambiente, predominantemente branco. A proposta é da arquiteta Andréia Carla Médice. Informações: (11) 4083-8929.

Fonte: Vida e Estilo



Veja como escolher a bancada de cozinha

2 de setembro de 2016 | Por admin

Descubra alguns cuidados necessários e o material ideal

As bancadas de cozinha são cada vez mais buscadas para integrar os ambientes. No mercado existem os mais diferentes modelos e tamanho.

O balcão de cozinha é uma ótima opção para quem tem pouco espaço e quer deixar ele otimizado. Existem tantos modelos que fica difícil decidir qual bancada de cozinha escolher: é melhor a bancada de cozinha de granito? Ou é melhor optar por outro material?

De acordo com a arquiteta Lavínia Zanardo, os modelos de bancadas de cozinha mais utilizados atualmente é o Slim, que possui uma espessura de 2 cm e alinhada a marcenaria.

A bancada de cozinha pode ser uma ótima opção para ligar ambientes (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Além disso, o ZAP em Casa reuniu algumas dicas que ajudam a decidir na hora de escolher a bancada de cozinha ideal:

Qual tipo de material adequado?

Segundo Lavínia, os materiais compostos de quartzo e resina são mais resistentes a riscos e manchas. Além disso, não são porosos como as rochas naturais (granito), e por conta disso diminuem a proliferação de bactérias. Uma outra vantagem é a garantia, que os materiais naturais não possuem.

Um dos materiais mais utilizados é o granito. Porém no mercado existem outros, como madeira, por exemplo (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Como cuidar da bancada de cozinha?

De acordo com a arquiteta a manutenção é muito simples. A bancada de cozinha pode ser limpa com detergente neutro e água. Só não indicados produtos com ácido. Um ponto importante que deve ser levado em conta são as altas temperaturas. Segundo Lavínia não é indicado colocar panela quente diretamente no tampo.

A manutenção da bancada de cozinha é bem simples. Com detergente neutro e um pano já possível deixar o local limpo (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Quais as vantagens da bancada de cozinha?

As bancadas são muito importantes em uma cozinha, pois são utilizadas como área de trabalho, seja para organizar as compras, limpar ou preparar um alimento, seja para lavar a louça ou até para fazer pequenas refeições.

As bancadas de cozinha ficam ótimas em ambientes pequenos e podem ser utilizadas para as mais diversas funções (Foto: Reprodução/Shutterstock)

Fonte: Zap Imóveis



Saiba qual o melhor tipo de espelho para o banheiro

31 de agosto de 2016 | Por admin

Arquiteta explica também qual é a melhor altura para fixar a peça

Fonte: ZAP em Casa

O espelho é uma peça muito importante na decoração da casa, mas no banheiro ele é ainda mais importante. É para ele que vamos olhar diariamente todas as manhãs! Além disso, ele amplia o espaço e valoriza o ambiente. Por isso, essa peça merece atenção na hora da escolha.

Segundo a arquiteta Vanessa Pasqual, do escritório Vp arquitetura, o melhor formato de espelho para banheiro é o retangular, mas o tamanho do banheiro influencia a escolha do tamanho da peça. A arquiteta explica que a altura ideal para fixar a peça deve seguir um padrão.

O espelho amplia o espaço e valoriza o ambiente (Foto: Shutterstock)

“A base do espelho deve ficar logo acima do frontão da pedra, ou seja, a base do espelho deve ficar a 1,00m do chão”. Outra alternativa é usar espelhos de corpo inteiro fixados na parede.

A arquiteta acredita que, normalmente, os espelhos compõem melhor com alguma coisa em volta, mas isso vai de acordo com a proposta que está sendo criada.

O melhor formato de espelho para banheiro é o retangular, mas o tamanho do banheiro influencia a escolha do tamanho da peça (Foto: Shutterstock)

Vanessa diz que existem numerosos modelos de espelhos para banheiros. “Podemos fazer espelhos em formatos variados, geométricos, sobrepostos, em formato de flores, animais, mandalas, de acordo com o ambiente em que iremos colocá-lo e a proposta de projeto!”, comenta.

O importante é a peça imprimir personalidade ao ambiente e, claro, satisfazer a sua intenção para o espaço!

Fonte: Zap Imóveis



8 DICAS DE DECORAÇÃO PARA QUARTOS PEQUENOS

17 de agosto de 2016 | Por admin

Olá, amigas e amigos! Hoje eu trouxe oito dicas de decoração para quartos pequenos. Algumas são mais comuns, outras são bem diferentes do que estamos acostumados a encontrar. Vejam quantas ideias bacanas!

12

Designed by Fitzhugh Karol and Lyndsay Caleo/housebeaultiful.com

Designed by Krista Ewart/housebeaultiful.com

1 – Escolha móveis que aproveitem espaço livre para organização, por exemplo uma cama com gavetões.

2 – Planeje divisórias inteligentes, como na imagem da esquerda. Dessa forma é possível criar dois ambientes num espaço mínimo.

3 – Use móveis retráteis ou que se encaixem em outros quando não estiverem sendo usados, como esse jogo de cabeceiras na foto da direita.

3 4

Designed by Erin Martin/housebeaultiful.com

housebeaultiful.com

4 – Aposte no uso de espelhos, que dão a sensação de espaço ampliado. Nem precisa ser na parede, pode ser na porta dos armários, como no ambiente da esquerda.

5 – Opte por uma cabeceira suspensa na parede e uma cama box, em vez de uma cama com cabeceira embutida, que ocupa mais espaço.

5 6

Designed by David Kaihoi

housebeaultiful.com

6 – Decore com padrões que distraiam os sentidos, tirando o foco do tamanho do quarto. Foi o que fez o designer David Kaihoi com esse papel de parede chinês antigo reutilizado. A ideia foi criar um efeito de caixinha de joias no quarto. #conceitochique

7 8

Designed by Kerry Delrose/housebeaultiful.com

Designed by Moises Esquenazi’s/housebeaultiful.com

7 – Brinque com escalas e ilusão de ótica. Segundo o designer Kerry Delrose, adotar um móvel grande, como essa cama com dossel, pode fazer com que o quarto pareça espaçoso, pois nele coube o tal móvel. Inusitada essa dica né?

8 – Torne o ambiente aconchegante. Se você gosta de cores fortes ou mesmo escuras nas paredes, vá fundo. Geralmente os especialistas indicam cores claras e decoração clean para ambientes pequenos, mas o designer Moises Esquenazi também aposta em cores escuras, além de tapetes e cortinas marcantes, pensando em deixar o quarto aconchegante. Para Esquenazi, não é um problema assumir que o quarto é pequeno.

Hum… mais uma dica diferente do que estamos acostumados a ouvir. O que vocês acham? Deixem seus comentários!

Beijocas estaladas!

Fonte: House Beaultiful



COMO DECORAR O HALL DE ENTRADA

29 de julho de 2016 | Por admin

O hall é o primeiro ambiente do imóvel e a decoração diz muito a respeito do morador. Por isso, faça uma decoração que deixe o ambiente a sua cara e elegante.

Hall

Marcelo Magnani

No hall podemos utilizar vários tipos de elementos decorativos, como aparadores, esculturas, tamboretes, tapetes, quadros, plantas, entre outros. A escolha vai depender do morador, que opta por algo mais ousado ou mais básico, e do tamanho do ambiente.

Hall

Levi Mendes Jr.

Papéis de parede, obras de arte, cimento queimado, tintas coloridas, mosaicos são alguns revestimentos que são bem utilizados para revestir hall de entrada. Os espelhos também são bem usados pelos decoradores para ampliar o espaço, já que o hall costuma ser pequeno.

Hall

Alan Vecchi

A iluminação não precisa ser forte, já que é um ambiente pouco frequentado pelos moradores. Ela precisa apenas ser aconchegante. Como dica você pode usar lâmpadas mini dicroica ou AR 70 graus focando em um objeto no qual quer destacar. Ou, uma sugestão mais básica, é fazer o espelho afastado da parede iluminado atrás por fita de LED.

Hall

Rômulo Fialdini

O piso pode ser o mesmo do imóvel ou pode ser outro totalmente diferente, não há regras para o hall de entrada.

Hall

Gustavo Awad

Como é um ambiente de passagem, você pode ousar nas cores usando tons fortes. O preto, em hall, fica muito elegante.

Hall

Henry Lopes

Para um hall mais alinhado, use materiais nobres, dê valor a cada detalhe do espaço, como as portas, soleiras, batentes, acabamentos, e faça uma iluminação diferenciada.

Uma dica é revestir as paredes de madeira em tom mel e pendurar uma luminária bem bacana no canto. O espelho é bem-vindo nessa composição.

Hall

Levi Mendes Jr.

Para um hall prático e funcional é importante que ambiente esteja livre e facilite a entrada dos visitantes. Não obstrua a passagem com elementos e objetos decorativos. Foque na decoração das paredes.

Hall

Thiago Travesso

Apartamento x casa

  • Como no hall de apartamento o espaço é pequeno, para não obstruir a passagem, são utilizados poucos objetos e a decoração é focada nas paredes, iluminação e piso.
  • O hall de casa costuma ser maior, portanto é possível ousar mais nos móveis. Invista em poltronas, tapetes, aparadores, obras de arte, entre outros objetos que agreguem estilo.

Fonte – BBEL 



DICAS PARA APLICAR LADRILHO HIDRÁULICO

26 de julho de 2016 | Por admin
Ladrilho hidráulico na churrasqueira

Marcelo Stammer / Projeto das arquitetas Luciana Olesko e Maria Fernanda Lorusso

Cada vez mais comum na decoração de diversos ambientes, o ladrilho hidráulico vem ganhando cada vez mais espaço nas casas brasileiras, tem até adesivo para quem não quer passar por uma reforma. Confira um pouco mais sobre esse revestimento.

Como aplicar ladrilho hidráulico

Aplicação de ladrilho

Arte em ladrilhos

O ladrilho hidráulico é colocado com junta seca, sem espaçamento entre as peças – em alguns casos podem ter pequenos espaços de 1 a 2 mm. A instalação é fácil, mas pede mão de obra treinada e as peças devem ser niveladas para não dar diferença por conta da espessura variada.

Como o ladrilho é poroso, na hora de assentar vale atentar a qualquer tipo de sujeira que possa prejudicar a aplicação e o resultado final.

Resistência e limpeza

Cozinha com ladrilho

Carolina Ribeiro / Projeto Marta Martins

O ladrilho hidráulico tem alta resistência quando instalado e mantido de forma correta seguindo orientação do fabricante e pode ser usado em áreas internas e externas.

Uma das recomendações é de que seja limpo com cera líquida incolor quinzenalmente ou quando as peças estiverem perdendo brilho. Já para limpar no dia-a-dia a dica é usar água e sabão neutro. Veja prós e contras de usar o revestimento.

Prós

A durabilidade e versatilidade são as principais vantagens. Comparando os ladrilhos hidráulicos aos pisos comuns, nota-se que os ladrilhos duram muito mais. No décor os ladrilhos são vistos em diversos usos, como paredes, pisos, detalhes e até mesmo em mobiliário.

Contras

Um dos principais contras é o valor, que pode ser um pouco mais alto por conta da forma de produção dos ladrilhos, que é mais lenta que outros materiais, um lote pode demorar até 30 dias para ficar pronto.

Aplicação sobre outro revestimento

Passando cimento

Shutterstock / Baevskiy Dmitry

Essa técnica pode ser feita, desde que o revestimento de base seja bem regular (como um porcelanato liso, por exemplo), pois o ladrilho hidráulico é cimentício e a argamassa adere bem. Hoje encontramos ladrilhos personalizados finos como revestimento cerâmico com 8mm ou os mais tradicionais com 2 a 3cm de espessura.

Ladrilho hidráulico no piso

Divulgação / Projeto Meyer Cortez

Aplicação no piso

Essa técnica é realizada da mesma maneira que na parede. Importante lembrar que os ladrilhos feitos para parede têm cerca de 1 cm de espessura, pois precisam ser mais leves. Também é importante ressaltar que para uma área de alto tráfego é necessário a aplicação de uma resina protetora para manter sempre a cor e o brilho.

Adesivos

Adesivo ladrilho

Marina Sakovic

Adesivos que imitam ladrilho hidráulico são ideais para quem não pode reformar o ambiente, mora de aluguel ou está com o orçamento no limite. Deixam a casa linda, renovada e sem custo alto. Os adesivos já vêm recortados, então é só destacá-los da cartela e aplicar sobre um azulejo ou diretamente na parede, facilitando o “faça você mesmo”. São perfeitos para áreas internas como cozinha, banheiro e lavabo.

Fonte – BBEL 



COMO ESCOLHER TAPETES

1 de julho de 2016 | Por admin

Além de decorar, o tapete dá conforto, divide ambiente, aquece pisos frios e deixa o espaço mais acolhedor e aconchegante. Na hora de escolher a melhor opção para os ambientes da sua casa leve em consideração algumas dicas.

Tapete para sala de estar

Sala de estar

Shutterstock/MR.INTERIOR

  • Para delimitar um espaço coloque um tapete grande para que todos os móveis do living fiquem sobre o tapete;
  • O tapete deve ser disposto no centro da sala;
  • Meça o rack e o sofá. A largura do tapete deve ser, no mínimo, a mesma que a dos dois móveis;
  • Normalmente, o tapete avança, no máximo, até a metade da profundidade do sofá e deixa-se uma sobra de, pelo menos, 30 cm para fora nas laterais;
  • Os tapetes podem encostar ou não na parede. Caso você opte pelo recuo, deixe uma distância de 5 a 10 cm;
  • Mesas de centro e poltronas devem ser acomodadas no tapete;
  • Se for usado com muita frequência, é recomendado tapete com pelo mais baixo. Se for mais uma área de descanso, prefira os mais fofos;
  • Tapetes nobres, com texturas e cores variadas (de acordo com a decoração), e de forma retangular ficam bem nesse ambiente.

Tapete na sala de jantar

Sala de jantar

Rogério Maranhão

Use tapetes de fibras de náilon, pois são antialérgicos, resistentes ao amassamento e possuem fácil manutenção.
—- Érica Salguero, arquiteta
  • Considere um espaço de sobra em volta da mesa para não enganchar o pé da cadeira ao levantar ou sentar à mesa, que deve ser no mínimo de 80 cm para cada lado, contando a partir do tampo da mesa;
  • Preferencialmente, os tapetes devem ter pelo baixo, tons mais escuros, ser resistentes e de fácil manutenção;
  • Em geral, os retangulares são mais usados.

Tapete no quarto

quarto

Alexandre Rielo

Tapetes com pelo médio ou longo, com densidade mais alta (como shaggy) ou de matéria-prima de toque suave (como seda, lã ou viscose) são bem-vindos, pois dão maior conforto. Cores neutras também são indicadas.

Eles podem ser usados de diversas maneiras:

  • Por baixo da cama, com sobra ao redor de 50 centímetros.
  • Tapetes pequenos nos três lados da cama (laterais e pé da cama).
  • Passadeiras nas laterais da cama.
  • Tapete ou passadeira nos pés da cama.

Tapetes na cozinha e banheiro

banheiro

Shutterstock/Tom Baker

Para ambos os cômodos, os ideais são os de pelo baixo, de alta durabilidade, que secam rápido e de fácil manutenção, pois tendem a molhar ou sujar com frequência.

Tapetes em ambientes integrados

Sala integrada

Adriana Barbosa

  • Use, em pelo menos um dos tapetes, cores ou texturas neutras.
  • Se a opção for por dois tapetes básicos resultará em uma decoração mais clean.
  • Use tapetes com tons, desenhos ou materiais parecidos.

Material, cor e estampa

decoração clássica

Shutterstock/Iriana Shiyan

  • Quanto ao material e textura do tapete, há mais influência dos móveis já existentes se for uma área externa.
  • Em ambientes com muitas estampas ou carregados de móveis e objetos, deve-se optar por tapetes mais lisos, de cores únicas, geométricos ou com nuances.
  • Ambientes sóbrios, amplos e mais vazios pedem tapetes mais elaborados, com mais detalhes e coloridos. Tapetes com medalhões, como os persas, por exemplo, ficam ótimos em passagens e em grandes salas.
  • Estampas podem ser mescladas, desde que elas estejam dentro do mesmo tom e sejam dosadas com móveis de cores mais neutras.
  • Tapetes lisos, com desenhos de cor única, com textura uniforme ou de cor clara ampliam visualmente o ambiente.
  • Os de cores e estampas mais escuras dão a sensação de diminuição do espaço, mas também podem dar mais aconchego a um local grandioso. Se o tapete escuro for ambientado em um espaço claro e amplo, não há problema.

Estilos de decoração

Listras e tons neutros são boas opções para quem gosta do estilo contemporâneo.
Desenho oriental, patchwork, entre outros, ficam bem no estilo clássico.
Os lúdicos e coloridos são mais usados na decoração retrô. Mas, é claro que você pode misturar estilos, desde que mantenha a harmonia no ambiente. Boa sorte!



5 dicas de decoração para manter a casa quentinha no inverno

21 de junho de 2016 | Por nwmidia

Mantas, além de esquentar, podem dar um charme especial ao quarto ou sala no inverno. Veja outras dicas incríveis!

Quando chega essa época do ano, as temperaturas vão baixando e o friozinho pega todo mundo de jeito. Ninguém gosta de sentir frio dentro de casa, até mesmo os amantes do inverno, não né? Nada mais gostoso do que ficar sob os cobertores, tomando uma bebida bem quentinha.

Se além de deixar a casa aconchegante, você gosta de uma bela decoração que combine com a estação, a arquiteta Carolina Mehl dá algumas dicas:

11111

Almofadas, manta e tapete para uma sala aconchegante

1- Espalhe mantas pela casa
É hora de tirar as mantinhas do guarda roupa. Além de ser um coringa para se aquecer quando estiver sentada no sofá, elas dão um charme especial aos cômodos da casa. “Mantas podem ser colocadas sobre o sofá e camas para trazer mais aconchego, podendo ser lisa ou estampada, imitando peles de animais e trazendo ainda mais sofisticação para o ambiente”, sugere Carolina.

2- Abuse dos tapetes
Não só na sala e no escritório, é hora de colocar tapetes nos ambientes frios, como o banheiro e a cozinha. “Para a sala, vale apostar em tapetes de espessura alta e fofinhos, daqueles que afundam os pés na hora de pisar. A sensação de conforto é imediata e você nunca mais vai precisar pisar no chão gelado”, diz a arquiteta.

Com relação as cores, ela diz para prestar atenção no estilo de cada um. Apesar de tons mais sóbrios serem indicados no inverno, nada impede que você coloque um item colorido ou estampado para quebrar a seriedade de um ambiente monocromático.

3 – Almofadas no sofá
Para dar maior conforto à sala, nada melhor do que almofadas no sofá. Elas são uma opção barata e bonita para mudar a decoração e te receber em um dia frio.

22222

Que tal acender velas na casa para receber as visitas?

4- Acenda velas
Elas ajudam a criar um clima romântico eintimista para reunir os amigos ou fazer um jantar romântico com o namorado/a.

“As velas podem ser grandes e terem cheiro, deixando o ambiente ainda mais agradável”, conta a profissional.

5- Aposte nas lareiras portáteis
Carolina também dá a dica de colocar lareiras portáteis não só na sala, mas principalmente em um ambiente externo. Além de aquecer, elas embelezam e trazem sofisticação ao lugar.

Sacadas ou espaços com churrasqueira podem, sim, ser uma opção para reuniões no inverno, com o ajuda das charmosas lareiras. “Além da lareira, vale deixar um cesto com mantas para os convidados”, finaliza a arquiteta.

 

FONTE: http://delas.ig.com.br/casa/2016-06-02/5-dicas-de-decoracao-para-manter-a-casa-quentinha-no-inverno.html 



Páginas:«123456»

Certificados e Prêmios



Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara