Mostrando posts da categoria: Americana


Dicas da Cemara para o mês das crianças

9 de outubro de 2017 | Por cemara

 

CEMARA_JOB_2066_17_POST_08_10_DICAS_CRIANCAS
Para fugir do tédio, fazer a alegria da criançada e aproveitar ao máximo o mês de outubro, destacamos algumas atrações imperdíveis nas cidades em que a Cemara está presente.

Confira, programe-se e divirta-se pra valer com toda a sua família!

PIRACICABA

  • Engenho Central

Salão de Humor – Encerra no dia 12/10

  •  Teatro Erotides de Campos

12/10, 15h – Vem dançar com a Nina

13/10, 15h – Fonzera

  •  Shopping Piracicaba

– Parque Emoji – O filme

Até 31/10.
Cine Araújo

Filmes em cartaz:

Pica-pau, o filme

My Little Pony: o filme

As aventuras do Capitão Cueca

Condorito, la película

Lego Ninjago – O filme

Thor 3 – Ragnarok

Missão Cegonha

 

  • SESC

Sempre Criança

Programação infantil com oficinas, peças de teatro, filmes, shows, contação de estórias, além da exposição ‘Arte à primeira vista’ durante todo o mês de outubro.

 

  • Rua do Porto

Passeio de trenzinho Maria Fumaça

Passeio de barco pelo Rio Piracicaba

Parquinho e passeio de pedalinho

 

  • 2ª Flipira – Festa Literária de Piracicaba

27 a 29/10

Casarão do Turismo

 

 

HORTOLÂNDIA

  • Centro Cultural Casa de Joana

12/10, às 16h – O Grande Mergulho

 

  • Shopping Hortolândia

– Era uma vez

12/10

16h e 18h: A Branca de Neve e os 7 anões – Contação de estória

15h e 17h – Oficina de Maçã do amor

 

14/10

16h e 18h: João e Maria – Contação de estória

15h e 17h – Oficina de Cupcake

 

15/10

16h e 18h: Pinóquio – Contação de estória

15h e 17h – Oficina de Fantoche

 

– Cinema

Filmes em cartaz:

Pica-pau, o filme

My Little Pony: o filme

Lego Ninjago: o filme

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

 

  • Riopreto Shopping

– Festival Infantil – O teatro vai ao Shopping

10/10, às 16h – Poesia para a Palhaça

11/10, às 16h – O Pequeno Príncipe

12/10, às 16h – A Mochila Amarela

Festival Gourmet Kids

Até 14/10

 

Experiências gastronômicas para crianças com oficinas fáceis, deliciosas e gratuitas. Nove dias e mais de 40 oficinas ministradas por chefs, confeiteiros profissionais e influencers digitais.

+ Informações no link: https://goo.gl/jBuFW5

 

  • Iguatemi Rio Preto

– Domingo é dia de teatro

15/10, às 16h – Shrek: O roubo do bolo

22/10, às 16h – A lenda de Scrooge

29/10, às 16h – Gostosuras ou Travessuras

– Playground Trampolim Parque

Funciona até 15/10.

Com 100 m², o parque possui camas elásticas de 5 metros de comprimento, cesta de basquete com espumas, safári da diversão, espaço para escalar e jogar bola queimada.

– Oficina de Minecraft

De 10 a 14/10. Turmas das 14h às 19h.

 

  • Cidade da Criança

Natureza e diversão com mais de 230 brinquedos. Funciona de terça a domingo, de 9h às 17h.

 

  • SESC

Dia das Crianças 

Programação infantil com sarau, brincadeiras, yoga, contação de estórias, teatro, música e circo durante todo o mês de outubro.

 

 

AMERICANA

  • Zoo Americana

12/10

09h30 – Lobo Túlio e as três porquinhas

10h30 – Coral infantil Villa Lobos

11h – O palhaço sou eu

 

  • Teatro Paulo Autran

22/10, às 16h – Doutora Brinquedo

 

  • Biblioteca Municipal

Cine Biblioteca

11/10, às 14 – O poderoso chefinho

 

  • Flamengo Futebol Clube

– Festa à fantasia Teen:11/10, a partir de 20h

– Dia das Crianças: 12/10, das 10h às 17h

 

SANTA BÁRBARA D´OESTE

  • Tivoli Shopping

– Cinema

Filmes em cartaz:

Pica-pau: o filme

My Little Pony: o filme

Lego Ninjago: o filme

Thor 3 – Ragnarok

 

  • Teatro Municipal Manoel Lyra

11/10, às 19 horas – Peter Pan e Wendy

27/10, às 20 horas – High School – O Musical

28/10, às 19h30 – Concerto de Primavera com a Orquestra Filarmônica Paulo Bellan

 

  • VIC Center

– Cinema

Filmes em cartaz:

Pica-pau, o filme

Lego Ninjago : o filme

Thor 3 – Ragnarok

 

Aproveite! 



Trem de passageiros ligará Americana a São Paulo

4 de setembro de 2017 | Por cemara

O presidente da República Michel Temer garantiu na manhã desta terça-feira (28), em Brasília (DF), que o Trem Intercidades, que ligará São Paulo à Americana (SP), será incluído no programa de concessões da União. A informação foi confirmada durante audiência no Palácio do Planalto com o deputado federal Vandelei Macris (PSDB-SP), o presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), deputado Cauê Macris (PSDB), e o secretário de Transportes Metropolitanos do Estado, Clodoaldo Pelissioni.

Temer também garantiu que o Governo Federal vai ceder a faixa de domínio da ferrovia, inclusive marcando a assinatura do documento que garante essa permissão para abril.

O uso da faixa de domínio do transporte de cargas era um dos entraves para a viabilidade do Trem Intercidades.

De acordo com Vanderlei Macris, Temer se mostrou entusiasmado com o projeto. “O presidente percebeu a importância do retorno do transporte ferroviário de passageiros e autorizou a inclusão do projeto que já se encontra na Secretaria Executiva do Programa de Parcerias para Investimentos”, ressaltou.

O segundo desafio vencido foi a concessão da linha férrea do transporte de cargas. “A estrutura já existe a partir da linha férrea do transporte de cargas, sem a necessidade de desapropriações ou licenças ambientais, faltava apenas o aval para que a as duas modalidades, carga e passageiros, pudessem compatibilizar”, completou Macris.

Fonte: https://portaldeamericana.com/2017/trem-de-passageiros-ligara-americana-sao-paulo/



Limeira Clube domina as finais da Taça Cemara

4 de agosto de 2017 | Por cemara

CEMARA_JOB_1540_17_POST_04_08_FUTEBOL_DE_BASE

A 1ª Taça Cemara de Futebol de Base chegou ao final na manhã de domingo [30], na Arena Colorado, e mostrou domínio do Limeira Clube, que conquistou o título das duas categorias. O torneio, idealizado pelo médico Rogério Panhoca, presidente do Colorado, com patrocínio master da Cemara Loteamentos, movimentou aproximadamente 200 crianças e adolescentes de Americana, Limeira, Santa Bárbara d´Oeste e Hortolândia.

Na decisão do sub-10, o Limeira Clube se impôs diante do Corinthians/Chute Inicial, invicto até então, e goleou por 5 a 1, fechando o campeonato com quatro vitórias, um empate e uma derrota. Rayone, com 7 gols marcados, e Gustavo, com 7 sofridos, ambos do time campeão, foram os destaques individuais.

No sub-14 [fotos], o Limeira ficou no 0 a 0 com o Colorado e garantiu o título em razão da melhor campanha. No geral, o time limeirense teve cinco vitórias e um empate. O artilheiro foi Leandrinho, do Colorado, com 5 gols, enquanto Jonathan, do Limeira, com apenas 1 gol sofrido, terminou como goleiro menos vazado.

Após os jogos de domingo, houve a solenidade para entrega de troféus e medalhas, além da premiação em dinheiro – total de R$ 1,5 mil. A Taça Cemara teve duração de um mês e meio.

+ detalhes na edição desta semana do O Jogo

Texto: Zaramelo Jr. | O Jogo

Fonte: http://jornalojogo.com.br/limeira-clube-domina-as-finais-da-taca-cemara/



Lar doce lar: Com loteamentos planejados, Cemara leva conceito de mobilidade e bem-estar aos bairros

14 de junho de 2017 | Por cemara

A Razão de Ser da Cemara, que desenvolve loteamentos há mais de 35 anos, no interior de São Paulo, é aplicada, em detalhes, em cada um de seus loteamentos. Seus projetos estão apoiados no propósito de melhorar a mobilidade dos moradores adequando os espaços ao perfil e interesse de cada um, sempre levando em conta a qualidade de vida e o bem-estar.
Os estudos de urbanismo agregam valor a um empreendimento que será, para muita gente, a moradia de uma vida inteira. Portanto, tudo deve ser minimamente calculado. E basta planejamento e organização para alcançar o propósito de viver bem – sejam por 10, 20 ou 30 anos.
É por isso que a Cemara estuda a localização de cada loteamento, além do seu entorno, para que a mobilidade não seja útil somente hoje, mas no futuro. É preciso olhar para a frente e identificar as possíveis transformações dos bairros ao longo do tempo, para que os projetos estejam preparados para a modernidade. Será que em 20 anos vamos continuar usando os automóveis como principal meio de locomoção? O que faremos em nossos momentos de lazer, por exemplo?
De olho nestas transformações urbanísticas, cada item de um bairro é analisado com base nos raios de distância entre os pontos principais: como escolas, hospitais e áreas de lazer, por exemplo. A equipe da Cemara pesquisa e mapeia o cotidiano da vida das pessoas que vivem em regiões no entorno e planeja os usos dos lotes, conforme esse mapeamento.
Os primeiros loteamentos, o Pau Brasil e o Jardim dos Ipês Amarelos, ambos em Americana, e o Parque Bella Ville, em Hortolândia, consolidaram essa metodologia. O conceito da curta distância está sendo levado para todos os empreendimentos – sejam abertos, com livre acesso a população, ou fechados, com portaria.
O que também virou padrão é o desenvolvimento de praças urbanizadas e de espaços para integração entre os moradores e a população vizinha. Em um de seus loteamentos, por exemplo, foi criado um espaço para estimular os sentidos por meio de cheiros, sabores, sons, imagens e texturas.
O resultado do planejamento urbano levando em conta o bairro como um todo, e o perfil dos lotes aliado às características de0 cada morador, com qualidade de vida e bem-estar a todos, valorizam o espaço. Dentro de um único loteamento, é possível encontrar vários tipos de terrenos, com diferenciais e preços distintos, de acordo com a necessidade das pessoas.
Não é à toa que os projetos da Cemara estão ligados à Razão de Ser da empresa – ocupação ordenada, com a urbanização das áreas de forma planejada e sustentável, para o convívio e o bem-estar social. Para entender melhor essa metodologia, aplicada pela Cemara nos últimos 5 anos, reunimos os principais fundamentos que envolvem os loteamentos da empresa. Saiba quais são:

1. Mobilidade urbana
Além da proximidade de espaços públicos, as vagas de estacionamento estão próximas às áreas de lazer e áreas verdes, garantindo maior número de vagas públicas por lote. Para os ciclistas, os loteamentos oferecem bicicletários e vias com declividade confortável para o seu uso. Para os pedestres, calçadas largas e arborizadas, sinalização com faixas para travessia e rampas para acessibilidade.
2. Educação
A distância até os centros de ensino é uma das preocupações da empresa. No Piazza Itália, por exemplo, empreendimento localizado em Piracicaba, há mais 30 escolas em um raio de 2 km, entre unidades das redes municipal, estadual e privada.
3. Comércio
Além das escolas, é providencial que a região onde o empreendimento esteja localizado seja próxima aos supermercados, farmácias e outros tipos de estabelecimentos. Desta forma, a loteadora também incentiva a economia local e a geração de novos empregos com empreendimentos mistos, ou seja, com a presença de lotes comerciais e residenciais em um mesmo espaço.
4. Saúde
Os empreendimentos estão localizados em regiões com fácil acesso aos hospitais, pronto-socorro e outros serviços de saúde, seja por meio do uso de transporte público ou privado.
5. Cultura e lazer
Os estudos de urbanização também contemplam a análise dos espaços e áreas de cultura e lazer disponíveis ou planejados na cidade. Dentro de cada loteamento, a Cemara também desenvolve praças urbanizadas e espaços de integração, que incentivam a cultura e lazer local.
Recentemente a empresa entregou sua primeira praça urbanizada em um loteamento aberto. Foi em Americana, no Jardim Esplanada, que já está sendo usada diariamente para o lazer e o bem-estar. No espaço, famílias inteiras estão se exercitando, com crianças e animais de estimação. O senso de vizinhança do bairro está em pleno vapor. Além disso, os empreendimentos são mapeados próximos a shoppings, museus, restaurantes, parques, sempre visando o aumento da qualidade de vida dos moradores.
6. Especificações técnicas
Todo o trabalho técnico de infraestrutura de um loteamento pode passar despercebido aos olhos do comprador, que em geral só enxerga só a infraestrutura física, como o asfalto e as áreas verdes. Mas o planejamento e a execução dessa infraestrutura passam por diversos fatores, como estudos de solo, topografia, condições climáticas, ventos predominantes, insolação, zoneamento, uso e ocupação de solo, além do saneamento básico. O olhar atento a esses detalhes fazem toda diferença na vida do futuro morador, até para que ele saiba o que está comprando e o que pode, legalmente, ser construído no terreno.
7. Sustentabilidade
As práticas sustentáveis vão além de atender às normas e legislações. A empresa investe na recuperação ambiental, recomposição de vegetação desmatada, manejo de áreas preservadas e na arborização de vias, como melhoria no clima local, umidade e ventilação. O uso de matéria-prima reciclada na construção civil também é regularmente aplicado. Em virtude dessas ações ambientais, a empresa foi recompensada duas vezes consecutivas, em 2015 e 2016, com o Certificado de Destaque Ambiental – Selo Verde.



Americana sedia campeonato de futebol de base com clubes do interior

2 de junho de 2017 | Por cemara

O evento será realizado durante as férias escolares e reunirá crianças de 6 a 16 anos

Entre os meses de junho e agosto, a cidade de Americana, no interior de São Paulo, será sede de um evento inédito na região: a Taça Cemara de Futebol de Base. Com a participação de crianças na faixa etária dos 6 aos 16 anos, divididas em quatro categorias, o campeonato reunirá seis times, além de Americana outras cidades como Hortolândia, Santa Bárbara D´Oeste e Limeira.
O médico Rogério Panhoca, que assumiu um dos times de base de Americana, o Colorado, é um dos responsáveis pela realização do evento. “Meu filho começou a participar do clube há cerca de dez anos e vi a oportunidade de cumprir o que considero meu dever social por meio dessas crianças. Eu entrei em ação depois que ele saiu”, conta Panhoca.
Antes uma escola de esportes comum, sob o comando do médico o Colorado se tornou um projeto social – gratuito e aberto a todas as crianças de seis a 16 anos. Atualmente o clube atende 350 atletas. De acordo com Panhoca, “todos são bem-vindos a conhecer o Colorado e o mais importante é que além do esporte as crianças e jovens desenvolvem os aspectos físicos, social e mental”.
Para manter as crianças na rotina de atividades físicas durante as férias, o médico teve a ideia de realizar uma competição que as engajassem. “A criançada gosta de treinar, mas o que elas querem mesmo é jogar para valer”, afirma. Além disso, esse é o período em que os jogadores tem mais tempo para se dedicar ao esporte, pois não precisam conciliar os horários com as tarefas escolares.
Como o projeto do Colorado inclui não só aulas gratuitas, mas também lanches, uniformes e transportes para os jogos, as parcerias são essenciais para que a ideia sobreviva. “Muito do que acontece no clube é graças ao networking pessoal. Quando os amigos tomam conhecimento das nossas intenções com esse projeto e se aproximam, acabam se apaixonando”, diz Panhoca.
Foi com uma parceria também que a realização da Taça Cemara de Futebol de Base se tornou possível. Atenta a causas sociais e sempre com foco em desenvolver o esporte, a Cemara Loteamentos, empresa de Americana que atua no mercado imobiliário com o desenvolvimento de loteamentos, decidiu patrocinar o evento. “Achamos que o projeto tem muito em comum com os nossos valores como empresa e acreditamos que o esporte é capaz de mudar a vida das pessoas, assim, vimos nesse evento uma grande oportunidade para mostrar nosso apoio”, afirma Cesar Dei Santi, diretor da Cemara.
Os jogos começarão no dia 04 de junho e se estendem por todo o mês de julho e começo de agosto, quando as finais devem serão realizadas. A equipe de arbitragem será coordenada por José Henrique de Carvalho, vice-presidente da Comissão de Arbitragem da Federação Paulista de Futebol, e as finais serão apitadas por um árbitro que já apitou a Série A do Campeonato Paulista. “Isso permite que as crianças tenham uma experiência ainda mais próxima da realidade de campeonatos de futebol”, diz Panhoca.

CEMARA_JOB_1050_17_POST_02_06_FUTEBOL_DE_BASE



As praças devem ser vistas como espaços de convivência social

29 de maio de 2017 | Por cemara

v

Desde a primeira década dos anos 2000, a maioria das pessoas passaram a praticar atividades físicas regularmente, como forma de cuidar da saúde física e mental. Por isso, as praças públicas voltaram a ganhar o status de espaço de convivência social, mas com algumas releituras das antigas praças. É o antigo em formato de novo, onde as pessoas podem praticar uma atividade física, lúdica ou hobby, cuidando da saúde mental ou até mesmo aproveitar o tempo com a família, sem pagar por isso.

Como arquiteta e urbanista há mais de 15 anos, noto que as praças voltam com toda a força oferecendo um convívio social que gera melhor qualidade de vida, além de bem-estar físico e psíquico. Na loteadora fundada pelo meu pai, adotamos o modelo em nossos empreendimentos há 4 anos. No mais recente, localizado em Hortolândia, no interior do estado de São Paulo, estamos desenvolvendo a praça “Inspire-se”, que promove maior interação com os nossos cinco sentidos.

Ao passear pelo jardim de temperos, por exemplo, o morador terá o olfato e o paladar atiçados com aromas e sabores. Já o espaço tato será em formato de “mão” composto por diferentes tipos de pisos como: borracha, areia, cimento, dentre outros, para proporcionar diversas sensações ao toque.

Haverá também uma cortina de bambus que estará disposta em formato de uma “orelha” para percepção dos sons.

O desenvolvimento destes espaços não é uma tarefa fácil. Diversos fatores devem ser considerados ao montar um projeto desse tipo. Levamos em consideração aspectos como público – desde sua faixa etária até sua classe social –, clima da região, declividade do terreno e costumes regionais, já que cada lugar tem suas particularidades e carências.

Para buscar inspiração, viajo para diferentes lugares sempre que posso. É enriquecedor viajar com o olhar de arquiteto, já que consigo observar detalhes que, de outra forma, passariam despercebidos. Presto atenção em como os espaços estão sendo usados, o público frequentador, além de ver as cores dos equipamentos, o design dos mobiliários e os tipos de vegetação.

Há praças muito bem empregadas em inúmeros lugares, mas principalmente na Europa, onde os espaços são reduzidos e trazem o projeto para uma escala humana. São nos simples desenhos que se tem mais sucesso, como rampas gramadas para as crianças escorregarem, pisos de diferentes texturas, espaços para piqueniques, hortas e pomares comunitários.

Em outro empreendimento localizado em Americana, me inspirei em Paris para criação de uma ampla praça com ruas circulares e sistema viário concêntrico – que dá a percepção de infinito.

Há oportunidades para o desenvolvimento destas áreas em diversas regiões do Brasil. O público implora, cada vez mais, por melhorar a qualidade de vida em locais próximos de casa, sem pagar pelas horas de lazer. As praças, portanto, são mais do que uma fonte de respiro para os centros urbanos, ao mostrar seu potencial como espaço democrático para convivência entre famílias e amigos. As árvores e as plantas dividem espaço com uma infraestrutura que visa também o conforto e tranquilidade da população em meio a correria do dia a dia.

 

Raquel Dei Santi, arquiteta e urbanista da Cemara Loteamentos

hhh



O bom momento do Interior

19 de janeiro de 2015 | Por admin

^839FA09F33C0AF0C0DA08BBDE7A4F91547437D6D3620A93D05^pimgpsh_fullsize_distr

A edição de Janeiro/2015 da revista do Secovi Condomínios traz reportagem de capa sobre “O bom momento do Interior paulista”.

O texto de sete páginas, sob o título “A evolução e os desafios do Interior” começa relatando que o crescimento de municípios vizinhos às cidades maiores não é uma exclusividade da Capital e da região metropolitana de São Paulo. O vice-presidente do Interior do Secovi e vice-presidente da AELO, Flavio Amary, entrevistado pela revista, explica: “As cidades próximas a São José dos Campos, Campinas, Sorocaba e Santos têm grandes possibilidades de crescimento. Em alguns casos, até mais que os municípios médios paulistas, pois não vivem as mesmas restrições.” Entre as dificuldades encontradas nos grandes centros, estão a baixa oferta de terrenos, discussão do Plano Diretor e demora na aprovação dos projetos. Por outro lado, a chegada de novos parques tecnológicos ao Interior, ampliando o número de empregos, incentivando a criação de universidades e reforçando a infraestrutura, contribui para melhorar a qualidade de vida dessas regiões. Flavio Amary já havia enfatizado esses detalhes ao participar de vários eventos imobiliários nacionais e internacionais em 2014, entre os quais a Convenção Secovi e o Salão Imobiliário de Portugal. A reportagem focaliza detalhes de sete regiões do Interior – Sorocaba, Vale do Paraíba, Bauru, São José do Rio Preto, Jundiaí, Campinas e Piracicaba –, além dos municípios do ABC, na região metropolitana de São Paulo, e da Baixada Santista, no Litoral. A tendência de evolução de municípios vizinhos aos mais populosos do Interior também foi apontada pela pesquisa Secovi-Graprohab sobre aprovação de projetos de loteamentos, publicada na edição n.º 99 do jornal “AELO Informa”.



Americana implanta hoje sistema de rodízio de água Cidades

15 de outubro de 2014 | Por admin
Luiz Ricardo | TODODIA Imagem

Americana vem sofrendo problemas de falta d’água por baixo nível de rio
O DAE (Departamento de Água e Esgoto) de Americana inicia hoje rodízio no fornecimento de água que vai afetar todas as regiões da cidade em alguma parte do dia. A medida foi tomada por causa da estiagem recorde, que abaixou o nível dos rios. Em vários bairros, moradores já sofrem com a falta d’água. Para piorar, a cidade registrou ontem o dia mais quente do ano (37,6ºC) e a umidade relativa do ar chegou a 12%, clima semelhante ao de deserto. Campinas também registrou recorde de temperatura e 20% da população sem água por causa da estiagem.

De acordo com Carlos César Zappia, chefe de divisão de Segurança, Saúde e Meio Ambiente do DAE, a falta de água atingirá todas as regiões da cidade durante, pelo menos, algum período do dia. “Todas as regiões do município terão água, mas todas as regiões também enfrentarão problemas com falta de água durante algum período do dia”, explicou.
A decisão tem caráter técnico, de acordo com Zappia, e foi tomada após reunião com técnicos do DAE. O diretor do departamento afirmou que, por enquanto, não será possível prever ou determinar horários ou períodos do dia em que as diferentes regiões da cidade ficarão sem água. “O que sabemos é que vai faltar água durante algum tempo, mas não o dia inteiro”.

No rodízio, a rede de abastecimento municipal – composta de seis adutoras e 14 reservatórios, que recebem água da estação de tratamento e distribuem para os bairros – foi divida em sistemas. Cada um deles reúne um conjunto de reservatórios que são alimentados por uma mesma adutora. Ao sinal de que determinado reservatório estaria vazio, o DAE dará prioridade para que aquela reserva de água seja cheia novamente.

“Isso tudo será monitorado de hora em hora pelas medições telemétricas dos reservatórios e também pelo número de reclamações sobre falta de água que receberemos pelo SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor)”, explicou Zappia.

RACIONAMENTO?

“Não é racionamento porque não é um corte total do abastecimento de toda a cidade. Essa foi a forma mais igualitária possível que achamos para minimizar o problema da estiagem”, alegou Zappia.
Especialista em recursos hídricos consultado pelo TODODIA também aponta que, apesar do desabastecimento durante algum período, esse tipo de gestão da água não caracteriza racionamento, porque não estão diminuindo a captação ou paralisando totalmente a captação.

SEM PREVISÃO DE FIM

O rodízio não tem previsão para término. Vai até a regularização da situação da estiagem. Outra opção para a manutenção do nível da água é o enrocamento, realizado em fevereiro deste ano, e que deverá ser executado novamente em breve.
A medida depende de uma melhora na qualidade da água do rio e da liberação da outorga pelo DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado de São Paulo).

Fonte: Portal Todo Dia 


Certificados e Prêmios



Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara