Americana implanta hoje sistema de rodízio de água Cidades

15 de outubro de 2014 | Por admin
Luiz Ricardo | TODODIA Imagem

Americana vem sofrendo problemas de falta d’água por baixo nível de rio
O DAE (Departamento de Água e Esgoto) de Americana inicia hoje rodízio no fornecimento de água que vai afetar todas as regiões da cidade em alguma parte do dia. A medida foi tomada por causa da estiagem recorde, que abaixou o nível dos rios. Em vários bairros, moradores já sofrem com a falta d’água. Para piorar, a cidade registrou ontem o dia mais quente do ano (37,6ºC) e a umidade relativa do ar chegou a 12%, clima semelhante ao de deserto. Campinas também registrou recorde de temperatura e 20% da população sem água por causa da estiagem.

De acordo com Carlos César Zappia, chefe de divisão de Segurança, Saúde e Meio Ambiente do DAE, a falta de água atingirá todas as regiões da cidade durante, pelo menos, algum período do dia. “Todas as regiões do município terão água, mas todas as regiões também enfrentarão problemas com falta de água durante algum período do dia”, explicou.
A decisão tem caráter técnico, de acordo com Zappia, e foi tomada após reunião com técnicos do DAE. O diretor do departamento afirmou que, por enquanto, não será possível prever ou determinar horários ou períodos do dia em que as diferentes regiões da cidade ficarão sem água. “O que sabemos é que vai faltar água durante algum tempo, mas não o dia inteiro”.

No rodízio, a rede de abastecimento municipal – composta de seis adutoras e 14 reservatórios, que recebem água da estação de tratamento e distribuem para os bairros – foi divida em sistemas. Cada um deles reúne um conjunto de reservatórios que são alimentados por uma mesma adutora. Ao sinal de que determinado reservatório estaria vazio, o DAE dará prioridade para que aquela reserva de água seja cheia novamente.

“Isso tudo será monitorado de hora em hora pelas medições telemétricas dos reservatórios e também pelo número de reclamações sobre falta de água que receberemos pelo SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor)”, explicou Zappia.

RACIONAMENTO?

“Não é racionamento porque não é um corte total do abastecimento de toda a cidade. Essa foi a forma mais igualitária possível que achamos para minimizar o problema da estiagem”, alegou Zappia.
Especialista em recursos hídricos consultado pelo TODODIA também aponta que, apesar do desabastecimento durante algum período, esse tipo de gestão da água não caracteriza racionamento, porque não estão diminuindo a captação ou paralisando totalmente a captação.

SEM PREVISÃO DE FIM

O rodízio não tem previsão para término. Vai até a regularização da situação da estiagem. Outra opção para a manutenção do nível da água é o enrocamento, realizado em fevereiro deste ano, e que deverá ser executado novamente em breve.
A medida depende de uma melhora na qualidade da água do rio e da liberação da outorga pelo DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado de São Paulo).

Fonte: Portal Todo Dia 

Certificados e Prêmios



Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara