A valorização do mercado imobiliário regional

29 de maio de 2012 | Por admin

Nos últimos anos, o mercado imobiliário nacional passou por profundas transformações. Com o fortalecimento da moeda, o equilíbrio das contas públicas, o baixo risco fiscal, a retomada dos bancos ao crédito imobiliário, além do aumento do emprego formal, da renda da população e da queda das taxas de juros, o segmento se tornou uma rentável e sólida forma de investimento.

Segundo a gerente de Vendas da Cemara Loteamentos, Carla Roberto, “o mercado imobiliário tem valorização média de 25% ao ano. Já a caderneta de poupança, por exemplo, com as recentes mudanças feitas pelo governo, tem rentabilidade de cerca de 6% ao ano”.

De acordo com pesquisa realizada pelo site Global Property Guide, que auxilia investidores na busca de imóveis ao redor do mundo, o Brasil ficou em 2º lugar no ranking mundial de valorização imobiliária, ficando atrás apenas da Índia no ranking da variação dos preços dos imóveis, que incluiu 35 países.

E a tendência é que esta valorização se mantenha. Com relativo crescimento no destaque internacional, o mercado imobiliário brasileiro tem cada vez mais investidores focados no país. “A redução da rentabilidade das aplicações financeiras e a relativa queda nas taxas de juros, farão aumentar a busca por imóveis residenciais e comerciais como alternativa para obtenção de maior rentabilidade”, conta Carla Roberto, gerente de Vendas da Cemara Loteamentos.

Entre os benefícios gerados pelo investimento em imóveis, estão, além do dinheiro do aluguel:

• A oportunidade de compra de imóveis no início de sua implantação garante grande rentabilidade em médio prazo, sendo uma excelente opção de investimento atualmente;
• A expansão do local onde o imóvel é adquirido, certamente, garantirá aos proprietários retornos vantajosos quanto ao investimento realizado;
• O proprietário poderá reformar e transformar o imóvel, fazendo com que o valor e seu rendimento sejam ampliados.

“Por exemplo, quem adquiriu um imóvel em loteamento popular há 10 anos em Americana, teve uma valorização em torno de 450%”, exemplifica a gerente de Vendas. Além disso, segundo o Secovi (Sindicato da Habitação de São Paulo), o mercado de imóveis paulista registrou, no primeiro trimestre de 2012, em comparação ao mesmo período do ano passado, alta de 27%, em termos reais, no valor movimentado com as vendas.

A RMC (Região Metropolitana de Campinas), composta por 19 municípios, é considerada uma das mais dinâmicas e promissoras do Brasil. Com um PIB (Produto Interno Bruto) de R$ 85,7 bilhões, segundo os dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) referentes a 2009 – os últimos disponíveis –, a região representa 7,9% do PIB paulista. O preço do imóvel residencial nessa região registrou um aumento de 35% em 2011, segundo dados da Habicamp (Associação Regional da Habitação). A valorização é superior ao índice do país, que ficou em 26,3%, segundo pesquisa da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Contudo, é importante ressaltar que alguns detalhes primordiais não podem ficar de fora no momento da escolha do imóvel, garantindo, assim, sua valorização. “É necessário ficar atento à localização, aos espaços de lazer oferecidos e ao estado físico do empreendimento”, finaliza a gerente.

Certificados e Prêmios



Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara