Outubro Rosa: especialista dá dicas para realizar a mamografia com tranquilidade

10 de outubro de 2017 | Por cemara

CEMARA_JOB_2066_17_POST_06_10_OUTUBRO_ROSA

Durante o mês de outubro, o rosa simboliza muito mais do que o feminino. Por trás da cor, está uma causa: a prevenção do câncer de mama. Ao direcionar a atenção para a cor e o laço, símbolos da campanha, o movimento Outubro Rosa reforça a necessidade de diagnóstico precoce e tratamento contra a doença que abala o físico e o emocional das pacientes.

Criado durante a Corrida pela Cura de Nova York, nos Estados Unidos, o movimento se intensificou a partir de 1997. No Brasil, a primeira manifestação pública em apoio à campanha aconteceu em 2002, com a iluminação em rosa do monumento o Obelisco do Ibirapuera, em São Paulo. Desde então, o Outubro Rosa está na pauta de discussões de todo o país ano após ano.

Acompanhamento médico e a realização da mamografia a partir dos 40 anos são fundamentais para um bom prognóstico – o diagnóstico precoce aumenta as chances de cura em até 95%. Mas, apesar de constituir um foco preventivo essencial, a mamografia ainda é um exame que gera dúvidas e até causa angústia em muitas mulheres. Mas não precisa ser assim. Especialista em diagnóstico da mama do Centro de Diagnósticos Brasil (CDB), em São Paulo, a radiologista Vivian Schivartche lista cinco dicas pra quem vai fazer a mamografia com tranquilidade e segurança.

1. Prefira a digital

Se a paciente puder optar pela mamografia digital em detrimento da convencional, é melhor. Mas vale ressaltar que, hoje em dia, já é possível realizar a tomossíntese – ou mamografia 3D – em muitas cidades do Brasil, aumentando ainda mais o percentual de diagnóstico precoce.

2. Fique de olho no calendário

Observe a reação do seu corpo durante o ciclo menstrual, evitando agendar a mamografia naqueles dias em que as mamas estão mais sensíveis e doloridas.

3. Aposte na tecnologia

Se puder escolher a clínica onde será realizada a mamografia, dê preferência às que investem em novas tecnologias, já que os mamógrafos vêm sendo modificados para tornar o exame mais rápido e menos incômodo às pacientes. Outro ponto importante é a clínica contar com um radiologista especializado em imagem da mama para orientar a realização do exame.

4. Siga as orientações direitinho

Durante o exame, procure seguir a orientação do profissional que está no comando, evitando movimentos que possam comprometer o resultado final. Tenha em mente de que se trata de um exame rápido, realizado somente uma vez ao ano, e que pode salvar a sua vida.

5. Se tiver de repetir o exame, sem desespero, viu?

Não se apavore se for chamada para uma repetição da mamografia. Ao contrário, procure agendar o quanto antes esse novo exame e tente relaxar, permitindo a compressão necessária para a melhor imagem possível. Oito em cada dez nódulos encontrados não têm nada a ver com câncer.

 

Fonte: http://revistadonna.clicrbs.com.br/saude/outubro-rosa-especialista-da-dicas-para-realizar-mamografia-com-tranquilidade/

Certificados e Prêmios



Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara