Esporte em família: como incentivar as crianças a trocarem a internet pelas ruas e parques

11 de outubro de 2017 | Por cemara

CEMARA_JOB_2066_17_POST_12_10_CRIANCAS-2

Com o atual fascínio pelo mundo virtual, provocado pelo bombardeio constante de ofertas de novos produtos e serviços, há um desestímulo à prática de atividades físicas por parte dos adultos, o que se estende às crianças, propiciando um quadro de aumento do sedentarismo, sobrepeso e obesidade entre elas.

Se a prática de atividades físicas de maneira rotineira, desde a infância, pode prevenir doenças e ser responsável por hábitos saudáveis no decorrer da vida, os programas em família podem ser determinantes para isso. É preciso não desistir e estimular as crianças a praticar esportes nas ruas, praças, quadras e academias.

Para saber mais sobre esse tema, o Cemara Informa conversou com a fisioterapeuta Ivonne Bernardo Wicher, coordenadora e idealizadora do Projeto Superação da Academia Aquarius de Campinas/SP. Ela deu dicas importantes de como incentivar a criançada a realizar atividades físicas, aquáticas ou terrestres. Veja a seguir os principais trechos da entrevista:

Cemara Informa: Qual é a importância da atividade física na vida das crianças, principalmente nos dias de hoje, em que elas estão com problemas de peso cada vez mais cedo?

Ivone Wicher: Os índices de obesidade e sobrepeso têm crescido assustadoramente. O Brasil ocupa, em algumas pesquisas, o 5º lugar no ranking. Segundo estudos, a fase entre os 9 e 15 anos de idade parece ser o momento biológico mais importante para prevenção do ganho excessivo de peso na fase adulta por meio da atividade física, mas há a importância do estímulo já nas fases mais precoces da vida. Investir na prática de atividades físicas desde bem pequeno é a melhor atitude para prevenção da obesidade, o que influencia diretamente na adoção de hábitos de vida mais saudáveis, contribuindo para a prevenção no sentido amplo da promoção da saúde.

CI: Como os pais devem incentivar as crianças a praticar atividades físicas e fazer com que essas atividades sejam rotineiras?

IW: Hoje em dia, é mais comum que as crianças tenham acesso a jogos eletrônicos e, por isso, o estímulo dos pais pode ser crucial para ajudá-las a criarem um hábito saudável, que pode ser levado para o resto da vida. Existem muitas opções, como natação, futebol, judô, basquete, vôlei e balé, que podem ganhar a atenção das crianças. É importante ter paciência e não desistir. Uma opção atrativa é levar a criança ao parque ou praças e resgatar atividades da infância dos pais, como queimada, esconde-esconde, pular corda etc. A principal dica é: seja exemplo, praticando atividade física, incentivando e fazendo junto. Vale lembrar que treinos muito intensos e de longa duração não são recomendados para as crianças mais novas. Pratique até 60 minutos de atividade moderada por dia, sem excessos, valorizando sempre os acertos das crianças.

CI: Quais as melhores atividades físicas para as crianças?

IW: Existem diversas atividades que podem ser praticadas em áreas externas, como andar de bicicleta, patins, patinete e jogar bola. A natação, por exemplo, é uma das poucas recomendadas para bebês e a partir dos 6 meses de idade. Ainda assim, é fundamental uma avaliação do pediatra e os pais escolherem uma piscina que ofereça boas condições para trocar e preparar o bebê para as aulas, e verificarem o tratamento da água da piscina. Para os bebês, a natação aumenta o vínculo afetivo entre os pais e os bebês; melhora a sua coordenação motora, ajudando-o a engatinhar, sentar e andar mais facilmente; estimula o apetite e ajuda na resistência respiratória e muscular, prevenindo algumas doenças respiratórias. A piscina também relaxa a criança e ajuda no sono. As aulas devem ser lúdicas, com músicas que estimulem a atenção do bebê, orientadas por um professor especializado e ter a duração máxima de 30 minutos.

CI: Qual a vantagem de fazer atividade física em família?

IW: Para quem ainda não incluiu a atividade física conjunta na rotina familiar semanal, eu aconselho: se esforce para começar. Nem que seja só aos finais de semana. As famílias precisam de mais tempo juntas. A qualidade do tempo dos pais com os filhos tem de ser valorizada. Menos televisão, menos computador e celular, inclusive nos momentos de refeição e esporte, mais interação, mais experiências em família e mais atividade física. Um exemplo de uma mudança de atitude e no estilo de vida rápido em família está no Projeto Superação. Uma das alunas do Projeto e seu marido, antes sedentários, sem jamais terem experimentado o esporte como algo natural em casa, começaram a treinar, correr, inventar caminhadas, alimentação mais saudável e, em questão de dias, os dois filhos já os chamavam para correr e ir ao parque no domingo. Vale o empenho, porque poderá significar muito para a saúde física e emocional de sua família, hoje e no futuro.

 

 

Certificados e Prêmios



Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara
Realizações Cemara